Rodolfo 2018

PEQUENOS MISSIONÁRIOS DE JESUS
<O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.>
Rodolfo Carlos de Siqueira, São José dos Campos (SP)
Mini-Sermão
- - -
07/06/2018
PEQUENOS MISSIONÁRIOS DE JESUS: VOCAÇÃO MISSIONÁRIA: O leigo, para ser missionário, deve cada dia se sentir atraído para um caminho diferente daquele proposto pelo mundo atual. Deve participar de encontros, estudos religiosos, missões, retiros, orações, Santa Missa... Para assim começar a despertar intensamente o ideal missionário e religioso e sempre em busca da vontade de Deus a seu respeito, e então perceber que ali está o seu lugar e a realização do seu ideal missionário. A vida laboriosa, a dedicação e total consagração ao ideal e à missão, são virtudes. Duas características logo sobressaem sobre estes missionários: - O grande espírito e zelo missionário. - E a adesão e dedicação plena à causa de Nosso Senhor Jesus Cristo. O zelo apostólico – missionário transforma a vida numa busca contínua e ansiosa da própria vocação. Esta busca tem uma resposta mais concreta no momento em que se conhece realmente o Divino Salvador Nosso Senhor Jesus Cristo. Paz e Bem! Rodolfo Carlos de Siqueira.
Obs. Envie este e-mail O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. para as pessoas que você conhece. Este também é um dos meios de evangelização, a pedido de nosso saudoso Papa João Paulo II. Mensagens anteriores em www.maikol.com.br

- - -

06/06/2018
FUNDAÇÃO DO GRUPO DE FORMAÇÃO RELIGIOSA PEQUENOS MISSIONÁRIOS DE JESUS: No intuito de concretizar esse ideal, os leigos, fundaram o grupo de formação religiosa: “Pequenos Missionários de Jesus”. Pequenos: Limitados. Missionários: Pregadores da missão cristã. Jesus: Deus Salva. Este grupo de formação religiosa é constituído por leigos que a exemplo dos apóstolos, que deixaram tudo para se dedicarem inteiramente ao serviço da evangelização, animação e coordenação das atividades da sociedade comprometendo-se a realizar a missão, cada qual no seu respectivo campo de ação: (catequese, nas diversas pastorais: da evangelização, da família, do menor, carcerária, dos enfermos...). Este foi o primeiro grande passo para a formação religiosa: “Pequenos Missionários de Jesus”. A planta evolui, várias modificações vão acontecendo, com dor e alegria, mas sempre para uma vida nova em direção à meta proposta: “Tornar Nosso Senhor Jesus Cristo conhecido para a glória de Deus Pai”. Paz e Bem! Rodolfo Carlos de Siqueira.
Obs. Envie este e-mail
O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. para as pessoas que você conhece. Este também é um dos meios de evangelização, a pedido de nosso saudoso Papa João Paulo II. Mensagens anteriores em www.maikol.com.br

- - -

05/06/2018
PEQUENOS MISSIONÁRIOS DE JESUS: APELO DE DEUS E RESPOSTA DOS LEIGOS CRISTÃOS: Rezando e refletindo sobre a atual realidade, estes leigos descobrem aos poucos o apelo de Nosso Senhor Jesus Cristo a respeito de cada um. Afinal de contas, o que é que Nosso Senhor Jesus Cristo pede a cada um nesta situação concreta? E, inquietos, eles se perguntam: Por que tanta gente ignora ou nega explicitamente a fé, quando antes pareciam ser tão Católicas? Por que tantos cristãos abandonam a fé? A resposta a essas perguntas é simples, profunda e atual: Para se viver a fé em profundidade e com perseverança, duas coisas são indispensáveis: Primeiro: O conhecimento do Santo Evangelho e da Doutrina da Igreja Católica Apostólica Romana, pois só se ama aquilo que se conhece; Segundo: O Envolvimento pessoal, assumindo a fé de modo ativo e comprometedor, pois, a convicção leva a ação. Coerentes com estas respostas, estes leigos decidem desencadear um vasto movimento de renovação e animação da vida cristã partindo destes dois desafios: Conhecimento e envolvimento. Para superar a ignorância religiosa é preciso ensinar, evangelizar, levar ao conhecimento da verdade. E para superar a passividade dos cristãos, é preciso envolver, ativar, transformar em apóstolos da fé. E para conseguir tudo isso, é necessário promover uma autêntica liderança cristã. Estes leigos estão convictos de que não basta esta ou aquela obra da Santa Igreja Católica Apostólica Romana. É preciso usar todos os meios para renovar a vida, o espírito, atingindo a pessoa do cristão. Paz e Bem! Rodolfo Carlos de Siqueira.
Obs. Envie este e-mail
O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. para as pessoas que você conhece. Este também é um dos meios de evangelização, a pedido de nosso saudoso Papa João Paulo II. Mensagens anteriores em www.maikol.com.br
- - -

04/06/2018

Pequenos Missionários de Jesus: Estamos em meados do século XXI, onde o mundo se encontra em meio à revolução de todos os tipos que hostiliza a Igreja Católica Apostólica Romana e quer acabar com a influência dos Católicos. Esta revolução gera uma série de conflitos de caráter social e religioso, abalando a consciência cristã desta época. ORIGEM DE UMA VOCAÇÃO: Um grupo de leigos idealistas vê nesta situação um apelo de Deus, que os deixam irrequietos, na busca de uma resposta. E a partir de encontros, estudos, orações, retiros e o Batismo no Espírito Santo – (Reavivamento no Espírito), eles descobrem, aos poucos, suas vocações. Deus os prepara para uma missão toda especial. LEIGOS TRABALHADORES: Sendo todos de famílias pobres, desde cedo eles têm de enfrentar a dura realidade da vida, ajudando em casa, jogam-se na luta, enfrentando a sorte do assalariado. Desta forma vão se familiarizando com a luta pela vida, a cruz e a perseverança nas dificuldades. Uma das consequências imediatas da Revolução é o afastamento de muitos Católicos Apostólicos Romanos da vida da Santa Igreja. Alguns agem assim, levados pelo engano, outros por comodismo e oportunismo, outros ainda, por interesses pessoais. Reagindo contra estas e outras restrições impostas arbitrariamente à vida da Igreja Católica Apostólica Romana, estes pequenos missionários de Jesus, começaram a se organizar num movimento de defesa dos direitos da Santa Igreja. Nessa luta estes pequenos missionários desenvolvem o ardor e o amor pela Santa Igreja, bem como suas capacidades de lideranças e a consciência de apóstolos comprometidos com a causa de Nosso Senhor Jesus Cristo. Paz e Bem! Rodolfo Carlos de Siqueira.
Obs. Envie este e-mail
O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. para as pessoas que você conhece. Este também é um dos meios de evangelização, a pedido de nosso saudoso Papa João Paulo II. Mensagens anteriores em www.maikol.com.br

- - -

 

03/06/2018

 

Pequenos Missionários de Jesus: Somos a família dos “Pequenos Missionários de Jesus”, um grupo de leigos (as), que procura viver hoje o sonho: “Tornar todos os povos seguidores de Nosso Senhor Jesus Cristo”. Estamos imbuídos num processo de renovação, no sentido de manter vivo o carisma dos primeiros apóstolos. Trata-se de redescobrir nossa verdadeira identidade. Queremos, pois, estar participando da evangelização com renovado ardor e comunhão fraterna. Nesta tarefa de redefinir nossa missão específica, estamos descobrindo, aos poucos, um novo jeito de ser missionários. Para isso, vem contribuindo, sem dúvida nenhuma, a presença forte dos leigos(as), a vivência de uma espiritualidade própria, um novo modo de viver em comunidade, um redimensionamento e um redirecionamento de nossas atividades. Mulheres e homens com o compromisso de anunciar a boa notícia de Nosso Senhor Jesus Cristo, testemunhando os valores do Reino. Cada vez mais animados por esta causa queremos com nosso estilo de vida, fazer também um convite para que outras pessoas, atraídas pela proposta de combater a idolatria e anunciar o Deus verdadeiro, venham conosco dar continuidade à missão. “PEQUENOS MISSIONÁRIOS DE JESUS – A CAMINHO DE UM IDEAL” é um dos meios que utilizamos para tornar conhecida a nossa missão. Oferecemos estes e-mails, aos leigos(as), que desejam conhecer, saber de nosso ideal, de nossas obras, para ser também um subsídio de ajuda, sobretudo aos leigos(as) que, atraídos por este ideal, desejam fazer um processo de discernimento vocacional. O chamado a uma participação ativa na Santa Igreja Católica Apostólica Romana e na construção de uma nova sociedade. Paz e Bem! Rodolfo Carlos de Siqueira.
Obs. Envie este e-mail
O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. para as pessoas que você conhece. Este também é um dos meios de evangelização, a pedido de nosso saudoso Papa João Paulo II. Mensagens anteriores em www.maikol.com.br
- - -

02/06/2018

 

Pequenos Missionários de Jesus - APRESENTAÇÃO: Cada leigo tem sua dificuldade, sua luta interior, o seu descontentamento com o próximo, e até mesmo com a Igreja Católica Apostólica Romana. Estes leigos não foram covardes, não desanimaram, não fugiram para outras denominações religiosas ou seitas que dizem ser igreja. E hoje procurando a conversão, estes leigos são conhecedores das Sagradas Escrituras, da Doutrina da Igreja Católica Apostólica Romana, e de sua História. Eles sabem que é preciso passar por tudo isto, pois o próprio Mestre Nosso Senhor Jesus Cristo também teve a sua luta, a sua dificuldade, a sua dor... E você meu irmão, você minha irmã, não são diferentes dos leigos desta história, e nem é mais que Nosso Senhor Jesus Cristo na busca de sua conversão. Vocês também têm suas dúvidas, suas dificuldades, seus desânimos, suas solidões, seus vícios... Esperamos poder ajudar de certa forma a sua caminhada, mas, já antecipamos, não será fácil. Será preciso a ajuda dos irmãos de caminhada, dos Sacramentos, das leituras diárias da Sagrada Escritura, do Novo Catecismo da Igreja Católica Apostólica Romana... Das orações diárias... Das horas de silêncio e do recolhimento... Até mesmo de suas dúvidas, angústias e solidões... Paz e Bem! Rodolfo Carlos de Siqueira.

 

Obs. Envie este e-mail O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. para as pessoas que você conhece. Este também é um dos meios de evangelização, a pedido de nosso saudoso Papa João Paulo II. Mensagens anteriores em www.maikol.com.br
- - -
01/06/2018
PEQUENOS MISSIONÁRIOS DE JESUS A CAMINHO DE UM IDEAL... Neste e-mail, contamos a história de um grupo de leigos que vivem em meados do século XXI, onde o mundo se encontra em meio à revolução que hostiliza a Igreja Católica Apostólica Romana e quer acabar com a influência dos cristãos. Este grupo de leigos vê nesta situação um apelo de Deus que os deixam irrequietos, na busca de uma resposta. Rezando e refletindo sobre a realidade de seu tempo, formaram um grupo de formação religiosa: “Pequenos Missionários de Jesus”. Estes leigos se comprometeram a defender a Igreja de Nosso Senhor Jesus Cristo, a Igreja Católica Apostólica Romana, a servir os irmãos necessitados, a trabalhar em Catequese, em diversas Pastorais, Retiros, Missões..., enfim, onde a caridade de Nosso Senhor Jesus Cristo e a ação do Espírito Santo inspirar.  Paz e Bem!
Rodolfo Carlos de Siqueira.
Obs. Envie este e-mail O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. para as pessoas que você conhece. Este também é um dos meios de evangelização, a pedido de nosso saudoso Papa João Paulo II. Mensagens anteriores em www.maikol.com.br

- - -
Dia a Dia com o Evangelho
30/05/2018
– (Marcos 10, 32-45) Naquele tempo, os discípulos estavam no caminho, subindo para Jerusalém. Jesus ia è frente deles. Estavam assustados, e o seguiam com medo. E, tomando de novo os Doze à parte, começou a contar-lhes as coisas que estavam para acontecer com ele: “Eis que estamos subindo para Jerusalém. O Filho do Homem vai ser entregue aos chefes dos sacerdotes e aos doutores da Lei. Eles vão condená-lo à morte e entregá-lo aos gentios, vão zombar dele e cuspir nele, vão açoitá-lo e matá-lo. E, três dias depois, ele vai ressuscitar”. Tiago e João, filhos de Zebedeu, aproximaram-se de Jesus e lhe disseram: “Mestre, queremos que nos faças o que vamos te pedir”. Ele perguntou: “O que vocês querem que eu lhes faça?” Eles responderam: “Permite que nos sentemos um à tua direita e outro a tua esquerda, na tua glória”. Jesus lhes disse: “Vocês não sabem o que estão pedindo. Vocês conseguem beber o cálice que eu vou beber, e ser batizados com o qual eu vou ser batizado?” Eles lhe responderam: “Conseguimos”. Então Jesus lhes disse: “Vocês beberão o cálice que eu vou beber, e receberão o batismo com o qual eu serei batizado. Mas, sentar-se à minha direita e à minha esquerda, não cabe a mim concedê-lo, porque é para aqueles a quem está reservado”. Ouvindo isso, os dez começaram a ficar zangados com Tiago e João. Então, chamando-os para junto de si, Jesus lhes disse: “Vocês sabem que aqueles que são vistos como governantes das nações as dominam, e seus grandes as tiranizam. Mas, entre vocês não deve ser assim. Ao contrário, quem de vocês quiser ser grande, seja o servidor de vocês. E quem de vocês quiser ser o primeiro, seja o servo de todos. Porque, o Filho do Homem não veio para ser servido, mas, para servir e dar a própria vida como resgate por muitos”. Breve Comentário: Aos apóstolos e demais seguidores, Jesus apresenta um panorama detalhado englobando sua paixão, morte e ressurreição. Insensíveis à grave informação sobre o fim trágico do Mestre, os discípulos buscam poder e triunfo (sentar-se à direita e à esquerda). Imaginam que Jesus ocupará o trono de Israel e querem ocupar os lugares mais importantes. Aos dois apóstolos, ansiosos pelo poder terreno, Jesus lhes propõe uma morte semelhante à sua (beber o cálice). Sua realeza será proclamada na cruz. A ambição dos dois desencadeia a indignação dos outros dez. Em vez de buscar o domínio sobre os outros, como fazem os “governantes das nações”, os apóstolos são incentivados a assumir atitudes de servidores, pois, na comunidade de Jesus, quem “quiser ser o primeiro, seja o servo de todos.”

Mensagens anteriores em www.maikol.com.br
Paz e Bem! R. Carlos.
Obs. Envie este e-mail O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. para as pessoas que você conhece. Este também é um dos meios de evangelização, a pedido de nosso saudoso Papa João Paulo II.

- - -
29/05/2018

Naquele tempo, Pedro começou a dizer a Jesus: “Eis que nós deixamos tudo e te seguimos”. Jesus respondeu: “Eu lhes garanto: Não há ninguém que tenha deixado casa, irmãos, irmãs, pai, mãe, filhos e campos por causa de mim e do evangelho, que não receba agora, no tempo presente, cem vezes mais em casas, irmãos, pai, mãe, filhos e campos, com perseguições, e no mundo futuro a vida eterna. Muitos dos primeiros serão os últimos, e os últimos serão os primeiros.” (Marcos 10, 28-31). Breve Comentário: Faz sentido a pergunta de Pedro. Os apóstolos sabem que Jesus é pobre, e eles próprios deixaram para trás tudo o que possuíam. Jesus então lhes mostra um lado novo da sua comunidade: a partilha dos bens entre todos. Nada faltará a ninguém; ao contrário, tudo se multiplica. Não vai faltar tampouco a perseguição (“Se perseguiram a mim, vão perseguir também a vocês” João 15, 20). As primeiras comunidades cristãs viveram essa proposta: partiam o pão pelas casas e celebravam a eucaristia. Havia um clima de satisfação geral e acentuado espírito de partilha, de tal modo que “ninguém dizia que eram seus os bens que possuía, mas tudo entre eles era posto em comum” (Atos dos Apóstolos 4, 32). Tudo pode continuar dando certo, a menos que na comunidade se infiltre no egoísmo e vigore o apego aos bens materiais. Paz e Bem! Rodolfo Carlos de Siqueira.
Obs. Envie este e-mail O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. para as pessoas que você conhece. Este também é um dos meios de evangelização, a pedido de nosso saudoso Papa João Paulo II. Mensagens anteriores em www.maikol.com.br
- - -

25/05/2018

Naquele tempo, Jesus foi para o território da Judeia, do outro lado do rio Jordão. E de novo as multidões se reuniram em torno dele, e ele as ensinava como de costume. Alguns fariseus se aproximaram dele e perguntaram, para pô-lo à prova: “É permitido ao marido divorciar-se de sua mulher?” Ele respondeu: “O que Moisés lhes ordenou?” Responderam: “Moisés permitiu escrever a carta de divórcio e mandá-la embora”. Jesus lhes disse: “Ele escreveu esse mandamento por causa da dureza do coração de vocês. Mas, desde o princípio da criação, Deus os fez homem e mulher. Por isso o homem deixará seu pai e sua mãe, e os dois serão uma só carne. E assim já não serão dois, mas uma só carne. Portanto, o que Deus uniu o homem não separe”. Em casa, os discípulos fizeram de novo perguntas sobre isso. Jesus lhes disse: “Quem se divorcia de sua esposa e se casa com outra, comete adultério contra a primeira. E se ela se divorcia do seu marido e se casa com outro, comete adultério” (Marcos 10, 1-12). Breve Comentário: Divorciar-se, na época de Jesus, significava que o homem podia despedir sua mulher por motivos banais. Isso era reflexo da superioridade do homem e seu domínio sobre a mulher (machismo). Então, no lar acontecia a opressão que se verificava em todos os níveis da sociedade judaica. Ao responder aos fariseus que vieram “para pô-lo à prova”, Jesus se posiciona a favor do matrimônio e da mulher. Ensina que o ideal do matrimônio está baseado no projeto criador de Deus. E reforça o sentido de igualdade entre homem e mulher: “Os dois serão uma só carne”. “Esta íntima união, entrega recíproca de duas pessoas, assim como o bem dos filhos, exigem a plena fidelidade dos esposos e requerem sua indissolúvel unidade”. Paz e Bem! Rodolfo Carlos de Siqueira

Obs. Envie este e-mail O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. para as pessoas que você conhece. Este também é um dos meios de evangelização, a pedido de nosso saudoso Papa João Paulo II. Mensagens anteriores em www.maikol.com.br

- - -
24/05/2018

Naquele tempo, disse Jesus a seus discípulos: “Quem dá a vocês um copo de água em meu nome, por vocês serem de Cristo, eu lhes garanto: não perderá sua recompensa”. E se alguém escandalizar um destes pequenos que creem, seria melhor que lhe amarassem no pescoço uma pedra de moinho e o atirassem ao mar. Se a sua mão é motivo de escândalo para você, corte-a. É melhor entrar na vida mutilado do que tendo as duas mãos, você ir para o inferno, para o fogo que nunca se apaga. Se o seu pé é para você motivo de escândalo, corte-o. É melhor você entrar coxo na vida do que, tendo os dois pés, ser atirado no inferno. Se o seu olho é motivo de escândalo para você, arranque-o. É melhor você entrar no Reino de Deus com um só olho do que, tendo os dois olhos, ser atirado no inferno, onde o verme deles não morre e o fogo não se apaga. Porque todos serão salgados com fogo. O sal é bom. Mas se o sal perde o sabor, como fazê-lo readquirir esse sabor? Tenham sal em vocês mesmos, e vivam em paz uns com os outros.” (Marcos 9, 41-50). Breve Comentário: Escandalizar significa fazer tropeçar e cair. O escândalo existe quando, na comunidade, alguém pretende ser servido em vez de servir;  colocar-se acima dos outros como superior. O discípulo de Jesus não pode cultivar ambição de poder e riqueza: “Se alguém quiser ser o primeiro, seja o último de todos e o servidor de todos” (Marcos 9, 35). Por isso, Jesus convida todos a cortar o mal pela raiz. Para mostrar a gravidade do escândalo, Jesus usa imagens fortes e linguagem simbólica. A mão representa toda atividade; o pé indica conduta, comportamento; o olho se refere ao desejo, aspiração. É necessário eliminar tudo o que desvia os cristãos de sua adesão ao Reino de Deus. O sal, que impedia a corrupção dos alimentos, é de fidelidade ao projeto de Jesus. Paz e Bem! Rodolfo Carlos de Siqueira

Obs. Envie este e-mail O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. para as pessoas que você conhece. Este também é um dos meios de evangelização, a pedido de nosso saudoso Papa João Paulo II. Mensagens anteriores em www.maikol.com.br

- - -
23/05/2018
Naquele tempo, João disse a Jesus: “Mestre, vimos alguém expulsando demônios em teu nome e lhe proibimos, porque não nos segue”. Jesus, porém, disse: “Não lhe proíbam. Pois não há ninguém que faça um milagre em meu nome e logo em seguida possa falar mal de mim. De fato, quem não está contra nós, está a nosso favor.” (Marcos 9, 38-40). Breve Comentário: Estaria o apóstolo João com uma ponta de inveja diante da expulsão de demônios por alguém que não pertence ao grupo de Jesus? Justamente após o fracasso dos discípulos de Jesus, que foram incapazes de curar o menino epilético. Esse “alguém” representa os não judeus. O que ele tem que os discípulos não têm? Provavelmente ele tem fé no poder de Deus manifestado em Jesus. O nome de Jesus não é monopólio de uma comunidade. O que Jesus mais deseja é que o bem se alastre, que o Reino de Deus chegue a todos. Então, não é o caso de se incomodar com o bem que os outros fazem. Os fariseus é que assim procedem em relação a Jesus. Reta intenção e vontade de fazer o que Jesus faz, isso é o que conta para Deus. Não se trata de dar espetáculo. O que está em jogo é o bem realizado em favor do próximo. Paz e Bem! Rodolfo Carlos de Siqueira
Obs. Envie este e-mail O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. para as pessoas que você conhece. Este também é um dos meios de evangelização, a pedido de nosso saudoso Papa João Paulo II. Mensagens anteriores em www.maikol.com.br

- - -

22/05/2018
“Naquele tempo, Jesus e seus discípulos caminhavam através da Galileia, mas Jesus não queria que ninguém ficasse sabendo. É que ele ensinava os discípulos, e lhes dizia: “O Filho do homem será entregue nas mãos dos homens, e eles o matarão. E, morto, ressuscitará depois de três dias”. Mas eles não entendiam o que isso queria dizer, e tinham medo de lhe perguntar. E chegaram a Cafarnaum. Quando estavam em casa, Jesus lhes perguntou: “O que é que vocês discutiam no caminho?” Mas eles ficaram calados, porque no caminho tinham discutido entre si sobre quem era o maior. Tendo sentado, Jesus chamou os Doze e lhes disse: “Se alguém quiser ser o primeiro, seja o último de todos e o servidor de todos”. Tomando uma criança, colocou-a no meio deles. E, pegando-a nos braços, disse a eles: Quem acolhe uma destas crianças por causa do meu nome, é a mim que está acolhendo. “E quem me acolhe, não é a mim que está acolhendo, mas aquele que me enviou” (Marcos 9, 30-37). Breve Comentário: Os discípulos de Jesus discutem sobre um tema corriqueiro na comunidade todos os tempos. Conversam sobre negócios: compras, vendas, lucros, sucesso... Sabe-se que, em vista de se tornarem ricas e poderosas, algumas pessoas não hesitam em explorar as outras, lançando mão de propinas e roubos camuflados. Por vezes, usando a posição social, a influência e muito dinheiro. Formam uma sociedade opressora, desprovida de valores éticos e morais. Jesus caminha na direção contrária. Para todos ele quer vida digna, relações fraternas, espírito de partilha e igualdade. Esse é o projeto do Pai. Essa é a bandeira erguida e sustentado pelo Filho do Homem que, por defender essa causa, morre na cruz. Confirmando que Jesus lutou por uma causa justa, o Pai o ressuscita dos mortos. Sua luta não foi em vão. Paz e Bem! Rodolfo Carlos de Siqueira
Obs. Envie este e-mail O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. para as pessoas que você conhece. Este também é um dos meios de evangelização, a pedido de nosso saudoso Papa João Paulo II. Mensagens anteriores em www.maikol.com.br
- - -
21/05/2018
“Naquele tempo, descendo Jesus do monte com Pedro, Tiago e João e chegando perto dos outros discípulos, viram em volta deles grande multidão, e doutores da Lei discutindo com eles. Assim que toda a multidão viu Jesus, ficaram admirados e correram para saudá-lo. Ele lhes perguntou: “Sobre o que vocês estão discutindo com eles?” Alguém da multidão lhe respondeu: “Mestre, eu trouxe a ti meu filho, que tem um espírito mudo. Sempre que se apodera dele, atira-o no chão. Ele espuma, range os dentes e fica todo rígido. Pedi aos teus discípulos que o expulsassem, mas eles não conseguiram”. Jesus lhes respondeu: “Oh, geração incrédula! Até guando estarei com vocês? Até quando hei de suportar vocês? Tragam o menino para mim”. E o levaram até ele. Assim que viu Jesus, o espírito sacudiu com violência o menino, que caiu no chão e rolava espumando. Jesus perguntou ao pai: “Quanto tempo faz que isso acontece com ele?” Ele respondeu: “Desde criança. E muitas vezes o atirou no fogo e na água para o matar. Mas tu, se podes fazer alguma coisa, ajuda-nos e tem compaixão de nós”. Jesus lhe disse: “Como assim, se podes? Tudo é possível para quem crê”. Imediatamente o pai do menino gritou: “Eu creio! Ajuda a minha falta de fé”. Vendo que a multidão acorria, Jesus repreendeu o espírito impuro: “Espírito surdo e mudo, eu lhe ordeno: saia dele e nunca mais entre nele!” E, gritando e agitando-o com violência, saiu. O menino ficou como se estivesse morto, de modo que muitos diziam que ele tinha morrido. Jesus, porém, tomando-o pela mão, o levantou, e ele ficou de pé. Quando Jesus entrou em casa, seus discípulos lhe perguntaram a sós: “Por que nós não fomos capazes de expulsá-lo?” Jesus lhes respondeu: “Essa espécie não pode sair de jeito nenhum, a não ser pela oração”. (Marcos 9,14-29) - Breve Comentário: Uma multidão inerte diante de um menino com sintomas de epilepsia, popularmente considerado endemoninhado. Os discípulos são incapazes de curá-lo. Fracassam, pois Jesus ainda não está com eles. Desprezados, falta-lhes suficiente confiança no poder de Deus e maior sintonia com o projeto de Jesus. O Pai da criança, por sua vez, tem fé incompleta: não confia totalmente em que Jesus possa remediar a situação: “Se podes alguma coisa...”. Jesus, responde solenemente: “Tudo é possível para quem crê”. Em casa, os discípulos querem saber por quê foram incapazes de curar o menino com espírito mudo e surdo. Simples: “Essa espécie não pode sair de jeito nenhum, a não ser pela oração.” É necessário não apenas ter fé, mas, estar intimamente unido a Deus pela oração. Qual é a qualidade de nossa fé? Paz e Bem! 

Obs. Envie este e-mail O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. para as pessoas que você conhece. Este também é um dos meios de evangelização, a pedido de nosso saudoso Papa João Paulo II.  Mensagens anteriores em www.maikol.com.br 
- - -
20/05/2018
“Ao anoitecer daquele dia, que era o primeiro da semana, estando trancadas as portas do lugar onde estavam os discípulos com medo dos judeus, chegou Jesus. Colocou-se no meio deles e disse: “A paz esteja com vocês”. Dizendo isso, mostrou-lhes as mãos e o lado. Então os discípulos ficaram contentes, porque viram o Senhor. Jesus lhes disse de novo: “A paz esteja com vocês. Assim como o Pai me enviou, eu também envio vocês”. Tendo falado isso, Jesus soprou sobre eles, dizendo: “Recebam o Espírito Santo. Os pecados daqueles que vocês perdoarem, estarão perdoados. Os pecados daqueles que vocês não perdoarem, não serão perdoados” (João 20,19-13). Breve Comentário: A paz é o primeiro dom que o Ressuscitado oferece à comunidade reunida no primeiro dia da semana, com as portas trancadas por medo. “A paz esteja com vocês”. Paz que é plenitude de vida e possibilidade de devolver aos medrosos a coragem para proclamá-la à humanidade, tão carente de paz. Talvez a paz esteja cada vez mais longe, porque continuamos acuados e não somos corajosos o suficiente para levar adiante o projeto de Jesus. Para não ser confundido com um fantasma, Jesus mostra as mãos e o lado, sinais da sua entrega por amor. Os discípulos se alegram por verem o Senhor. A seguir, Ele os envia a missão, a mesma que Ele realizou. Para animar a comunidade a viver a reconciliação, Jesus lhe envia o Espírito Santo, força que cria e renova o íntimo das pessoas. É o mesmo Espírito que sustentou a missão de Jesus para realizar o projeto de Deus. A paz, a harmonia, a alegria e a reconciliação fazem parte da comunidade cristã, convidada a levar esses valores para o meio da sociedade, tão marcada pela intolerância e violência. Paz e Bem!

Obs. Envie este e-mail O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. para as pessoas que você conhece. Este também é um dos meios de evangelização, a pedido de nosso saudoso Papa João Paulo II. Mensagens anteriores em www.maikol.com.br
- - -
19/05/2018
“Naquele tempo, Pedro, voltou-se e percebeu que vinha atrás o discípulo que Jesus amava. Era aquele discípulo que na ceia se inclinara sobre o peito de Jesus para lhe perguntar: “Senhor, quem é que vai traí-lo?” Quando Pedro o viu, disse a Jesus: “Senhor, é ele?” Jesus lhe disse: “Se eu quero que ele permaneça até que eu venha, o que tem a ver com isso? Trate de me seguir”. Então correu o boato entre os irmãos de que o tal discípulo não iria morrer. Porém, Jesus não disse que ele não iria morrer, mas disse: “Se eu quero que ele permaneça até que eu venha, o que você tem a ver com isso?” Este é o discípulo que dá testemunho dessas coisas e as escreveu. E nós sabemos que o testemunho dele é verdadeiro. Jesus fez ainda muitas outras coisas. Se fossem escritas uma por uma, penso que o mundo inteiro não teria lugar para os livros que precisariam ser escritos.” (João 21,20-25) - Breve Comentário: Dois aspectos sobressaem desta conclusão do quarto evangelho: o seguimento a Jesus e o testemunho sobre ele. Pedro e nós precisamos aplicar todas as nossas energias e atenção em seguir a Jesus. Corremos o risco de desviarmo-nos do caminho certo, mesmo ocupando-nos com fatos que parece ser bons ou inofensivos. Jesus nos puxa para a realidade: “Trate de me seguir”. O “discípulo que Jesus o amava” dá testemunho, por escrito, de tudo o que viu e ouviu a respeito de Jesus. A comunidade cristã, que acrescentou esta breve conclusão ao evangelho, afirma com segurança a respeito do seu autor: “Nós sabemos que o testemunho dele é verdadeiro”. Desse modo, o evangelho chega até nós, com a força de iluminar e transformar a nossa vida pessoal e a vida das comunidades cristãs de todas as épocas e lugares. Paz e Bem!
Obs. Envie este e-mail O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. para as pessoas que você conhece. Este também é um dos meios de evangelização, a pedido de nosso saudoso Papa João Paulo II. Mensagens anteriores em www.maikol.com.br 
- - -
18/05/2018
Jesus manifestou-se aos seus discípulos e, depois de terem comido, Jesus perguntou a Simão Pedro: “Simão, filho de João, você me ama mais do que estes outros? Pedro respondeu: “Sim, Senhor, tu sabes que eu sou teu amigo”. Jesus disse: “Alimente os meus cordeiros”. De novo Jesus disse a Pedro: “Simão, filho de João, você me ama?” Pedro respondeu: “Sim, Senhor, tu sabes que sou teu amigo”. Jesus disse: “Tome conta das minhas ovelhas”. Pela terceira vez, disse Jesus a Pedro: “Simão, filho de João, você é meu amigo?” Então Pedro ficou triste, porque na terceira vez Jesus lhe havia perguntado se era seu amigo. E disse a Jesus: “Senhor, tu conheces tudo, e sabes que eu sou teu amigo”. Jesus disse: “Alimente as minhas ovelhas. Eu lhe garanto: Quando você era mais jovem, se preparava e ia para onde queira. “Quando ficar velho, estenderá as mãos, e outro vai prepará-lo e levá-lo para onde você não quer ir”. Jesus falou isso, indicando com que tipo de morte Pedro glorificaria a Deus. E completou: “Siga-me”. (João 21, 15-19). Breve Comentário: Embora curto, o diálogo entre Jesus e Pedro é extremamente denso e significativo, porque toca a atitude essencial de todo cristão: amar. Ora, amar implica não só dizer que ama, mas demonstrar com atos concretos que ama realmente. O amor ensinado e praticado por Jesus Cristo pede a entrega da própria vida. Ele amou o próximo e os inimigos com amor total: “Tendo amado os seus que estavam no mundo, amou-os até o fim” (João 13, 1). O último ato de amor praticado por Jesus é incomparável: morreu na cruz em favor da humanidade. Essa é a disposição que Jesus Cristo espera de Pedro e dos cristãos. Pedro, o líder da comunidade apostólica, dá ao Senhor sua adesão sincera: “Tu sabes que eu sou teu amigo”. Então tem condições de conduzir o rebanho de Jesus Cristo: “Alimente as minhas ovelhas”. Paz e Bem! R. Carlos. Obs. Envie este e-mail O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. para as pessoas que você conhece. Este também é um dos meios de evangelização, a pedido de nosso saudoso Papa João Paulo II
Mensagens anteriores em www.maikol.com.br
- - -
17/05/2018
“Naquele tempo, Jesus ergueu os olhos ao céu e rezou, dizendo: “Eu não te peço apenas em favor deles, mas em favor também daqueles que vão acreditar em mim por meio da palavra deles, para que todos sejam um, como tu, Pai, estás em mim e eu em ti; para que também eles estejam em nós, a fim de que o mundo acredite que tu me enviaste. Eu lhes tenho dado a glória que tu me deste, para que sejam um, como nós somos um. Eu neles e tu em mim, para que sejam aperfeiçoados na unidade, e para que o mundo reconheça que tu me enviaste e que amaste a eles como amaste a mim. Pai, eu quero que aqueles que tu me deste estejam comigo onde eu estiver, para que sejam a minha glória, que tu me deste, pois me amaste antes da fundação do mundo. Pai justo, o mundo não te conheceu, mas eu te conheci. E eles conheceram que tu me enviaste. Eu os levei a conhecer o teu nome. E continuarei a fazê-lo, para que esteja neles o amor com que me amaste, e eu esteja neles” (João 17, 20-26). Breve Comentário: Jesus conclui sua oração de despedida, usando o apelativo “Pai justo”. Reza por nós. Sua prece atravessa os séculos e atinge as pessoas de todos os tempos. O pedido recai sobre a unidade dos seus seguidores: “Para que todos seja um, como tu, Pai estás em mim e eu em ti”. Esta união entre Jesus e o Pai é um dos ensinamentos e testemunhos que os discípulos deverão oferecer ao mundo. É importante que todos conheçam esse movimento da Trindade em beneficio da humanidade: O Pai ama o Filho e o envia ao mundo; o Filho ama o Pai e lhe é fiel em tudo e, ao encerrar sua missão terrena, Jesus envia o Espírito Santo. A unidade será um sinal para que o mundo creia em Jesus como o enviado de Deus. Ainda estamos longe desse ideal! Paz e Bem! R. Carlos.
Obs. Envie este e-mail O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. para as pessoas que você conhece. Este também é um dos meios de evangelização, a pedido de nosso saudoso Papa João Paulo II.

Mensagens anteriores em www.maikol.com.br
- - -
16/05/2018

Naquele tempo, Jesus ergueu os olhos ao céu e rezou, dizendo: “Pai santo, guarda-os no teu nome, o nome que tu me deste, para que eles sejam um, assim como nós. Quando estava com eles, eu os guardava em teu nome, o nome que tu me deste. Eu os protegi, e nenhum deles se perdeu, a não ser o filho da perdição, para que se cumprisse a Escritura. E agora eu vou para junto de ti, e estas coisas eu digo enquanto estou no mundo, para que eles tenham dentro deles toda a minha alegria. Eu tenho dado a eles a tua palavra, mas o mundo os odiou, porque eles não são do mundo, como eu não sou do mundo. Não te peço que os tire do mundo, mas que os guardes do mal. Eles não são do mundo, como eu não sou do mundo. Santifica-os na verdade: a tua palavra é verdade. Assim como tu me enviaste ao mundo, eu também os enviei ao mundo. E eu me santifico em favor deles, a fim de que também eles sejam santificados na verdade”. (João 17,11-19). Breve Comentário: Jesus tinha avisado aos discípulos que voltaria ao Pai, mas não os deixaria órfãos; enviaria para eles o Espírito da verdade. Agora, nesta oração de despedida, recomenda que o Pai cuide deles: “guarda-os no teu nome”; “guarda-os do mal”; “santifica-os na verdade”. São as mesmas atitudes de Jesus em relação a eles. Como se vê, há perfeita união entre Jesus e o Pai na condição da historia da salvação: não há interrupção da assistência e da ação divina na vida do povo. Os discípulos são escolhidos e preparados para dar continuidade à obra de Jesus. A missão de Jesus passa a ser a missão da Igreja. A oração de Jesus por nós robustece nossa vontade de seguirmos fieis a ele até chegarmos à comunhão definitiva com Ele, com o Pai e o Espírito Santo. Paz e Bem! R. Carlos.
Obs. Envie este e-mail
O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. para as pessoas que você conhece. Este também é um dos meios de evangelização, a pedido de nosso saudoso Papa João Paulo II.

Mensagens anteriores em www.maikol.com.br
- - -

15/05/2018
Naquele tempo, Jesus ergueu os olhos ao céu e disse: “Pai, chegou a hora. Glorifica o teu Filho, para que o teu Filho te glorifique, pois lhe deste poder sobre todo ser humano, para que ele dê vida eterna a todos aqueles que lhe destes. Está é a vida eterna: Que conheçam a ti, o único Deus verdadeiro, e aquele que tu enviaste Jesus Cristo. Eu te glorifiquei na terra, completando a obra que me deste para fazer. E agora, Pai, glorifica-me em ti, com a glória que eu tinha junto de ti antes que o mundo existisse”. “Eu manifestei o teu nome aos homens que me deste do meio do mundo. Eles eram teus e os deste a mim, e eles vêm guardando a tua palavra. Agora eles conhecem que todas as coisas que me deste provêm de ti, porque dei a eles as palavras que me deste. Eles as receberam, e conheceram verdadeiramente que eu saí de junto de ti, e acreditaram que tu me enviaste. Eu peço por eles; não peço pelo mundo, mas, por aqueles que me deste, porque são teus. E tudo o que é meu é teu, e tudo o que é teu é meu, e eu tenho sido glorificado nisso. Eu já não estou no mundo. Eles, porém, estão no mundo. E eu vou para junto de ti” (João 17, 1-11).  Breve Comentário: Jesus se despede deste mundo, rezando ao Pai. Retoma e sintetiza seu itinerário de salvação, a saber: 1º Sua origem e vinda ao mundo: “Eu saí de junto de ti”. 2º O Pai glorifica o Filho, isto é, manifesta-lhe amor constante e o ressuscita dos mortos. 3º Jesus recebe o poder de dar a vida eterna a todos os que o Pai lhe deu. 4º A vida eterna consiste em conhecer o Pai e o Filho. Começa a partir de nossa adesão a Jesus e se prolonga para além desta vida. 5º Jesus retorna à glória divina, a mesma que tinha “antes que o mundo existisse”. 6º Jesus manifesta aos discípulos quem é seu Pai e ensina-lhes as palavras do Pai. 7º Jesus pede em favor dos seus discípulos, porque eles continuaram no mundo. 8º Jesus volta para o Pai: “Eu vou para junto de ti”. Paz e Bem! R. Carlos.
Obs. Envie este e-mail O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. para as pessoas que você conhece. Este também é um dos meios de evangelização, a pedido de nosso saudoso Papa João Paulo II.

Mensagens anteriores em: www.maikol.com.br
- - -
14/05/2018
(João 15, 9-17): Naquele tempo, Jesus a seus discípulos: “Da forma que meu Pai me amou, eu também amei a vocês: permaneçam no meu amor. Se vocês guardarem os meus mandamentos, permanecerão no meu amor, assim como eu tenho guardado os mandamentos do meu Pai e permaneço no amor d’Ele. Estou falando essas coisas a vocês para que a minha alegria esteja em vocês, e a alegria de vocês seja completa. Este é o meu mandamento: Amem-se uns aos outros, assim como eu amei a vocês. Ninguém tem amor maior do que alguém que dá a vida pelos amigos. Vocês são meus amigos, se fizerem o que estou mandando. Eu já não digo que vocês são servos, porque o servo não sabe o que seu senhor faz; eu chamei vocês de amigos, porque fiz vocês conhecerem tudo o que ouvi do meu Pai. Não foram vocês que me escolheram; fui eu que escolhi e orientei vocês, para que vão e deem fruto, e o fruto de vocês permaneça. Assim, qualquer coisa que vocês pedirem ao Pai em meu nome, ele lhes dará. É isto que eu ordeno a vocês: Amem-se uns aos outros”. Breve Comentário: Para o lugar de Judas Iscariotes, os Onze escolheram Matias, por este ter seguido Jesus durante seu ministério público, a começar de João Batista até os dias da Ascensão (Atos dos Apóstolos 1, 15-20). Desse modo, Matias tornou-se testemunha qualificada da ressurreição de Jesus. Se há um tema sobre o qual Jesus não se cansa de insistir, é o amor: “Permaneçam no meu amor”. O amor de Jesus é concreto, real, feito de obediência à vontade do Pai. Jesus é e sente-se infinitamente amado pelo Pai e, por sua vez, ama intensamente seus discípulos, a ponto de entregar-lhes a própria vida. Esse é o modelo de amor: dar a vida pela pessoa amada. Mas, o amor de Jesus pede nossa resposta. De que maneira podemos expressar o nosso amor a Jesus? Mediante nosso amor a Deus e aos irmãos.
Mensagens anteriores em www.maikol.com.br
Paz e Bem! R. Carlos.
Obs. Envie este e-mail O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. para as pessoas que você conhece. Este também é um dos meios de evangelização, a pedido de nosso saudoso Papa João Paulo II.

- - -
10/05/2018
(João 16, 16-20) Naquele tempo, Jesus disse a seus discípulos: “Daqui a pouco vocês não me verão mais; porém, mais pouco de tempo, e vocês tornarão a me ver”. Os discípulos então disseram uns aos outros: “O que é isso que ele está dizendo: Daqui a pouco vocês não me verão mais; porém, mais um pouco de tempo, e vocês tornarão a me ver? E ainda: Porque eu vou para o Pai?” E diziam: “O que é esse um pouco? Não entendemos o que ele está falando”. Jesus percebeu que estavam querendo perguntar. E disse: “Vocês estão discutindo porque eu falei: “Daqui a pouco vocês não me verão mais; porém, mais um pouco de tempo, e vocês tornarão a me ver? Eu lhes garanto: Vocês vão chorar e se lamentar, mas, o mundo vai se alegrar. “Vocês ficarão angustiados, mas a angústia de vocês se transformará em alegria”. Breve Comentário: Jesus, aos poucos, vai preparando seus discípulos para a hora da prova que Ele deverá enfrentar: sua paixão e morte. Faz referência a choro, lamentações e angústia. Alegria para a sociedade injusta, que imaginava ter eliminado a quem considerava “malfeitor”. Jesus, porém, deixa para trás a morte, o sepulcro, e zomba dos planos dos malvados. Ressuscita glorioso e restitui aos discípulos a esperança e a alegria. De fato, ao ressurgir dos mortos, Jesus se apresenta às mulheres no caminho, e aos discípulos unidos, com a eufórica saudação: “A paz esteja com vocês” A presença e a ação do Espírito Santo na comunidade há de transformar a vida deles: de medrosos a corajosos; de tristes a alegres e dispostos a dar a vida pelo Senhor Jesus (Atos dos Apóstolos 5, 41). Mensagens anteriores em www.maikol.com.br. Paz e Bem! R. Carlos.  Obs. Envie este e-mail O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. para as pessoas que você conhece. Este também é um dos meios de evangelização, a pedido de nosso saudoso Papa João Paulo II
- - -

09/05/2018
(João 16, 12-15): “Naquele tempo, Jesus disse a seus discípulos: “Ainda tenho muitas coisas para lhes dizer, mas, agora vocês não têm condições de suportar. Quando ele vier, o Espírito da Verdade, ele mesmo guiará vocês em toda a verdade, porque não falará em seu próprio nome, mas vai falar as coisas que tiver ouvido e anunciará a vocês as coisas que estão para vir. Ele me glorificará, porque vai receber do que é meu, e o anunciará a vocês. Todas as coisas que o Pai tem são minhas. Por isso é que eu disse: Ele vai receber do que é meu, e o anunciará a vocês”. Breve Comentário: Os discípulos não estão em condições de compreender muitas coisas que Jesus teria a comunicar-lhes; tampouco podem assimilar o sentido profundo de sua morte. Só a entenderão após sua ressurreição (João 2, 22; 12, 16). Quem vai auxiliá-los nessa tarefa é o Espírito Santo, que dirá toda a verdade que recebeu de Jesus: “Vai receber do que é meu e comunicará a vocês”. Receber de Jesus é como receber do Pai, pois “todas as coisas que o Pai tem são minhas”, afirmou Jesus. Desse modo, os discípulos de Jesus não ficam órfãos ou desamparados, pois o Pai, o Filho e o Espírito Santo estarão presentes e atuantes na vida e na missão de todo cristão. Basta que estes estejam abertos aos sinais dos tempos e ao Espírito Santo que os interpreta. Paz e Bem!
R. Carlos.
Obs. Envie este e-mail O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. para as pessoas que você conhece. Este também é um dos meios de evangelização, a pedido de nosso saudoso Papa João Paulo II.
- - -

08/05/2018
(João 16, 5-11) Naquele tempo, Jesus disse a seus discípulos: “Mas, agora eu vou para junto daquele que me enviou. E ninguém de vocês pergunta: “Para onde vais?” Mas, porque agora estou falando dessas coisas, a tristeza tomou conta do coração de vocês. No entanto, eu lhes digo a verdade: É melhor para vocês que eu vá, porque, se eu não for, o Advogado não virá para vocês. Mas, se eu for, eu enviarei para vocês. E quando ele vier, vai convencer o mundo a respeito do pecado, da justiça, e do julgamento. A respeito do pecado, porque não acreditam em mim. A respeito da justiça, porque eu vou para junto do Pai e vocês não me verão mais. A respeito do julgamento, porque o chefe deste mundo está condenado”. Breve Comentário: Três aspectos sobressaem neste trecho: Primeiro, o retorno de Jesus ao Pai. Segundo, o imediato envio do Espírito Santo. Terceiro, a atuação do Espírito Santo em favor das comunidades cristãs. Os discípulos mergulharam na tristeza, porque haveriam de enfrentar tribulações. Porém, serão beneficiados com a volta de Jesus ao Pai. Jesus tem de ser glorificado antes de enviar o Espírito (João 7, 39). O Espírito Santo vai esclarecer o significado da obra de Jesus. Mostrará que a sociedade que não acreditou em Jesus e o matou cometeu pecado; que Jesus de fato é inocente, pois, veio do Pai e volta ao Pai; que o “chefe deste mundo” (o mal) está condenado. É um julgamento que se prolonga na história. Ao mesmo tempo o Espírito age como defensor dos cristãos e como acusador dos que não creem em Nosso Senhor Jesus Cristo. Paz e Bem! R. Carlos.
Mensagens anteriores em www.maikol.com.br
Obs. Envie este e-mail O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. para as pessoas que você conhece. Este também é um dos meios de evangelização, a pedido de nosso saudoso Papa João Paulo II.

- - -
07/05/2018
(João 15, 26-16,4) Naquele tempo, Jesus disse a seus discípulos: “Mas, quando vier Advogado, que eu mandarei para vocês de junto do Pai, o Espírito da Verdade que procede do Pai, ele dará testemunho de mim. Vocês também tratem de dar testemunho de mim, porque vocês estão comigo desde o começo. Eu tenho falado todas as coisas, para que vocês não fiquem escandalizados. Vão excluir vocês das sinagogas. E vai chegar a hora quando alguém, matando vocês, julgará estar prestando culto a Deus. Farão isso porque não conhecem nem ao Pai nem a mim. Eu lhes tenho falado essas coisas para que, quando chegar a hora, vocês se lembrem do que eu disse”. Breve Comentário: Jesus comunica a seus discípulos que vai enviar-lhes o Espírito da Verdade, que procede do Pai. Chama-o de Advogado (ou Defensor). Ele vem para dar testemunho de Jesus e de sua obra, isto é, lembrar e esclarecer aos discípulos tudo o que Jesus ensinou. O Espírito estará presente e atuante na vida de cada cristão e na vida das comunidades, em toda parte. Sofrerão tribulações, preditas por Jesus, o qual não descarta sequer o absurdo de alguém que, “matando vocês, julgará estar prestando culto a Deus”. Em outras circunstâncias, Jesus adverte que seus seguidores não precisam se preocupar com o que vão responder diante dos tribunais, pois terão a garantia da ação eficaz do Espírito Santo, o Defensor dos cristãos. Paz e Bem! R. Carlos.
Obs. Envie este e-mail
O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. para as pessoas que você conhece. Este também é um dos meios de evangelização, a pedido de nosso saudoso Papa João Paulo II.
- - -
06/05/2018
(João 15, 9-17) Naquele tempo, Jesus disse a seus discípulos: “Da mesma forma que meu Pai me amou, eu também amei a vocês: permaneçam no meu amor. Se vocês guardarem os meus mandamentos, permanecerão no meu amor, assim como eu tenho guardado os mandamentos do meu Pai e permaneço no amor dele. Estou falando essas coisas a vocês para que a minha alegria esteja com vocês, e a alegria de vocês seja completa. Este é meu mandamento: Amem-se uns aos outros, assim como eu amei vocês. Ninguém tem amor maior do que alguém que dá a vida pelos amigos. Vocês são meus amigos, se fizerem o que estou mandando. Eu já não digo que vocês são servos, porque o servo não saber o que seu Senhor faz; eu chamei vocês de amigos, porque fiz vocês conhecerem tudo o que ouvi do meu Pai. Não foram vocês que me escolheram; fui eu que escolhi e orientei vocês, para que vão e deem fruto, e o fruto de vocês permaneça. Assim, qualquer coisa que vocês pedirem ao Pai em meu nome, ele lhes dará. É isto que eu ordeno a vocês: Amem-se uns aos outros”. Breve Comentário: Fruto do permanecer em Jesus é o amor que contagia e circula entre as pessoas: o Pai ama Jesus, que por sua vez ama seus seguidores e os convida a permanecer no seu amor. Guardando e vivendo seu mandamento, permaneceremos no seu amor. Além disso, Jesus convida os seus a se amarem uns aos outros, da mesma forma que ele os amou. A maior prova de amor que podemos demonstrar é dedicar a vida para o bem e a felicidade dos outros, a exemplo do Mestre. Quando as pessoas se amam de fato, surgem comunidades igualitárias e solidárias, onde seus membros não são mais senhores nem servos de ninguém e o seu relacionamento supera o nível de mestre-discípulo, para serem somente amigos. Aí haverá uma comunhão plena entre iguais. Escolhidos por Jesus para formar comunidades fraternas, os discípulos são enviados para dar continuidade à missão do Mestre: construir seu Reino. Esta página do evangelho é clara ao nos mostrar que os cristãos se distinguem pela vivência do amor. A vivência do amor não é exclusiva dos cristãos, mas para eles é questão de identidade. Paz e Bem! R. Carlos.
Obs. Envie este e-mail
O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. para as pessoas que você conhece. Este também é um dos meios de evangelização, a pedido de nosso saudoso Papa João Paulo II.
- - -
05/05/2018
(João 15, 18-21) Naquele tempo, disse Jesus a seus discípulos: “Se o mundo odeia vocês, saibam que primeiro odiou a mim. Se vocês fossem do mundo, o mundo amaria o que é dele. Mas, porque vocês não são do mundo, pois o fato de eu os ter escolhido é que separou vocês do mundo, por isso é que o mundo os odeia. Lembrem-se do que eu lhes disse: Um servo não é maior que seu senhor. Se perseguiram a mim, vão perseguir a vocês também; se guardaram a minha palavra, vão guardar também a palavra de vocês. Farão essas coisas a vocês por causa do meu nome, pois, não reconhecem aquele que me enviou”. Breve Comentário: Não é certamente luminoso o panorama que Jesus apresenta a seus discípulos. Não lhes promete aplausos. Prepara-os, ao invés, para enfrentarem a missão, com realismo. Fala de ódio e perseguições. O mundo persegue os seguidores de Jesus Cristo porque estes “não são do mundo”. O mundo egoísta, contrário ao projeto de Jesus, não aceita os discípulos de Jesus, porque não aceita Jesus nem o Pai que o enviou. Quem adere a Jesus pela fé não pode concordar com uma sociedade injusta, opressora, que caminha exatamente na direção contraria ao projeto do Reino. Por que muita gente ainda desconhece Jesus e seu projeto de amor e vida para todos? Seria falta de zelo apostólico dos líderes da Igreja? Ou talvez, acomodação e fé inconsistente dos atuais cristãos e cristãs? Paz e Bem! R. Carlos.
Obs. Envie este e-mail O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. para as pessoas que você conhece. Este também é um dos meios de evangelização, a pedido de nosso saudoso Papa João Paulo II.

- - -
04/05/2018
Dia a Dia com o Evangelho
: Naquele tempo, disse Jesus a seus discípulos: “Este é o meu mandamento: Amem-se uns aos outros, assim como eu amei vocês. Ninguém tem amor maior do que alguém que dá a vida pelos amigos. Vocês são meus amigos, se fizerem o que estou mandando. Eu já não digo que vocês são servos, porque o servo não sabe o que seu senhor faz; eu chamei vocês de amigos, porque fiz vocês conhecerem tudo o que ouvi do meu Pai. Não foram vocês que me escolheram; foi eu que escolhi e orientei vocês, para que vão e deem fruto, e o fruto de vocês permaneça. Assim, qualquer coisa que vocês pedirem ao Pai em meu nome, ele lhes dará. É isto que eu ordeno a vocês: amem-se uns aos outros” (João 15, 12-17). Breve Comentário: Volta o tema do amor, agora com a força de “mandamento novo” (João 13, 34). É o amor sem limites, manifestado em favor da pessoa amada; esse amor está acima de qualquer medida. Somente Jesus, o Filho de Deus, é capaz de amar assim. Sua morte é resultado do amor supremo por nós: “Ninguém tem amor maior do que alguém que dá a vida pelos amigos”. Fica declarado que Jesus nos considera amigos, desde que cumpramos o mandamento do amor: “Chamei vocês de amigos”. Ele mostra a qualidade de Suas declarações: “Porque fiz vocês conhecerem tudo o que ouvi do meu Pai”. Amizade que partilha confidencia: os mistérios do Pai. Enfim, Jesus toma a iniciativa de escolher os seus (Marcos 3, 1); escolhe os que ele quer, para uma missão bem definida: “para que vão e deem frutos”, e fruto duradouro. Paz e Bem! R. Carlos.
Obs. Envie este e-mail O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. para as pessoas que você conhece. Este também é um dos meios de evangelização, a pedido de nosso saudoso Papa João Paulo II.
- - -

03/05/2018
(João 14, 6-14) Naquele tempo, disse Jesus a Tomé: “Eu sou o caminho a verdade e a vida. Ninguém chega ao Pai, a não ser por mim. Se vocês chegaram a me conhecer, conhecerão também o meu Pai. Desde agora vocês o estão conhecendo e vendo”. Felipe disse a Jesus: “Senhor, mostra-nos o Pai, e isso para nós é suficiente”. Jesus respondeu: “Já faz tanto tempo que estou no meio de vocês, e você ainda não me conhece, Felipe? Quem me vê está vendo o Pai. Como é que você pode dizer: Mostra-nos o Pai? Você não acredita que eu estou no Pai, e que o Pai está em mim? As palavras que estou dizendo a vocês, não as digo por mim mesmo. É o Pai que permanece em mim, ele é quem realiza as suas obras. Acreditem em mim: Eu estou no Pai e o Pai está em mim. Se não for por outra razão, acreditem por causa destas obras. Eu garanto a vocês: Quem acredita em mim, fará as obras que eu faço, e fará obras maiores do que estas, porque eu vou para o Pai. E o que vocês pedirem em meu nome, eu vou fazer, para que o Pai seja glorificado no Filho. Se vocês pedirem alguma coisa em meu nome, eu vou fazer”. Breve Comentário: Filipe foi um dos primeiros a seguir Jesus e pertencer ao grupo dos doze apóstolos. No evangelho de João, as intenções de Filipe expressam sua esperança de ver a realização das antigas profecias na pessoa de Jesus. A tradição aponta a Turquia como lugar do apostolado e martírio de Filipe. Tiago, filho de Alfeu, é um dos doze e autor da Carta de Tiago. Ocupou cargo de responsabilidade na comunidade de Jerusalém e teve importante papel no Concílio de Jerusalém. Morreu mártir pelo ano 62. A partir do pedido de Filipe, Jesus faz verdadeira catequese sobre sua identificação com o Pai. O que o Pai quer, e o que o Filho executa; o que o Pai manda dizer, é o que o Filho diz. Pela fé em Jesus, seus discípulos poderão realizar obras ainda maiores do que as feitas por Jesus durante sua missão terrena. Paz e Bem! R. Carlos.
Obs. Envie este e-mail O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. para as pessoas que você conhece. Este também é um dos meios de evangelização, a pedido de nosso saudoso Papa João Paulo II

- - -
02/05/2018

(João 15, 1-8) Naquele tempo, disse Jesus a seus discípulos: “Eu sou a videira verdadeira, e meu Pai é o agricultor. Todo ramo que não dá fruto em mim, o Pai o corta. Mas, os ramos que dão fruto, ele os limpa, para que deem mais frutos ainda. Vocês já estão limpos por causa da palavra que eu lhes falei. Permaneçam em mim, e eu permanecerei em vocês. Da mesma forma que não pode dar fruto o ramo que não permanece na videira, também vocês não poderão dar fruto, se não permanecerem em mim. Eu sou a videira e vocês são os ramos. Quem permanece em mim, e eu nele, dará muitos frutos, porque sem mim será jogado fora como ramo, e vai secar. Esses ramos são recolhidos, atirados no fogo e queimados. Se vocês permanecerem em mim e minhas palavras permaneceram em vocês, peçam o que quiserem, e isso lhes será concedido. A glória de meu Pai se manifestada nisto: que vocês deem muitos frutos e se tornem meus discípulos”. Breve Comentário: Ficamos encantados com os cuidados do Pai – Javé (agricultor) para com o Filho – Jesus Cristo (videira verdadeira) e os cristãos (ramos). O que o Pai deseja e espera é que todos estejam unidos a Jesus para produzirem obras de amor e justiça (frutos). Os ramos são partes integrantes da videira. A mesma coisa se diz da relação de Jesus com seus fieis seguidores; estes brotam dele, não são acrescentados, mas permanecem unidos a ele e dele recebem a seiva, o Espírito Santo. Essa é a condição indispensável para o aumento de frutos. A satisfação do Pai está em verificar que seus filhos e filhas, unidos a Jesus, produzem abundantes frutos de justiça e fraternidade capazes de transformar a sociedade: “A glória de meu Pai se manifesta nisto: que vocês deem muitos frutos e se tornem meus discípulos”. Paz e Bem! R. Carlos.
Obs. Envie este e-mail O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. para as pessoas que você conhece. Este também é um dos meios de evangelização, a pedido de nosso saudoso Papa João Paulo II

- - -
01/05/2018
(Mateus 13, 54-58): Naquele tempo, voltando para sua terra, Jesus ensinava na sinagoga, de modo que se maravilhavam e diziam: “De onde lhe vêm essa sabedoria e esses milagres? Não é ele filho do carpinteiro? Sua mãe não se chama Maria? Não são seus irmãos Tiago, José, Simão e Judas? E suas irmãs não vivem todas entre nós? Então, de onde lhe vêm todas essas coisas?” E se escandalizavam por causa dele. Jesus, porém lhes disse: “Não existe profeta sem honra, a não ser em sua terra e em sua casa”. E Jesus não fez aí muitos milagres, porque eles não tinham fé. Breve Comentário: A festa de São José Operário foi introduzida no Calendário Romano pelo Papa Pio XII, em 1955. Ao introduzir esta festa, o Papa quis dar sentido cristão para a comemoração que, há varias décadas, a classe operaria realizava em 1º de maio – Dia do trabalho – como símbolo de seus direitos. Para isso, escolheu São José, um santo operário, carpinteiro de Nazaré. O evangelho nos mostra que Jesus pertencia a uma família simples, bem conhecida, do mesmo nível social que a maioria dos moradores daquele lugarejo. Ele é “o filho do carpinteiro”. Por um lado, admiravam sua brilhante sabedoria e os milagres que realizava. Por outro, faltou-lhes fé para chegarem a Deus por meio do humano. Colocaram-se numa posição tão inflexível, que Jesus ficou sem condições de operar milagres entre eles. Paz e Bem! R. Carlos.
Obs. Envie este e-mail O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. para as pessoas que você conhece. Este também é um dos meios de evangelização, a pedido de nosso saudoso Papa João Paulo II.

- - -

27/04/2018
Dia a Dia com o Evangelho: - (João 14, 1-6) Naquele tempo, disse Jesus a seus discípulos: “Que o coração de vocês não fique perturbado. Vocês acreditam em Deus; acreditam em mim também. Na casa de meu Pai há muitas moradas. Se assim não fosse, eu lhes teria dito; porque vou preparar um lugar para vocês. E quando eu for e tudo estiver preparado, voltarei e levarei vocês comigo, para que vocês também estejam onde eu estiver. E para onde eu vou, vocês conhecem o caminho”. Tomé lhe disse então: “Senhor, nós não sabemos para onde vais, como podemos conhecer o caminho?” Jesus lhe disse: “Eu sou o caminho, a verdade e a vida. Ninguém chega ao Pai, a não ser por mim”. Breve Comentário: A certeza da iminente morte de Jesus deixa os apóstolos desolados e inseguros. Jesus os conforta. Garante-lhes que a morte d’Ele não é o fim de tudo. Não há razão para tristeza. Ele jamais abandona seus discípulos. Está voltando ao Pai, é verdade, mas continua presente na vida e na missão de seus seguidores. Mas, vai reservar um ambiente glorioso para os que permanecem fiéis ao seu projeto de amor e vida para todos. Essa foi a missão de Jesus; será também essa a tarefa para seus discípulos e discípulas. E não lhes faltará a constante ajuda do mestre e Senhor: “O que vocês pedirem em meu nome, eu vou fazer, para que o Pai seja glorificado no Filho” (João 14, 13). A exigência de Jesus é que sejam fiéis a ele, único caminho que conduz ao Pai: “Ninguém chega ao Pai, a não ser por mim”. Paz e Bem! R. Carlos.
Obs. Envie este e-mail O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. para as pessoas que você conhece. Este também é um dos meios de evangelização, a pedido de nosso saudoso Papa João Paulo II.

- - -
26/04/2018
Dia a Dia com o Evangelho: João 13, 16-20 - Depois de lavar os pés dos discípulos, Jesus lhes disse: “Eu garanto a vocês: O servo não é maior do que o seu Senhor, nem o Apóstolo é maior do que aquele que o enviou. Se vocês entenderem isso, serão felizes se o praticarem. Eu não estou falando de todos vocês. Eu conheço aqueles que escolhi, mas, é preciso que se cumpra o que está na Escritura: Aquele que come pão comigo, é o primeiro a me trair! Desde agora estou dizendo isso a vocês, antes que aconteça, para que, quando acontecer, vocês acreditem que Eu Sou. Eu lhes garanto: Quem receber aquele que eu enviar, estará recebendo  a mim, e quem me receber, estará recebendo aquele que me enviou.” - Breve Comentário: Jesus acaba de lavar os pés dos seus discípulos. Admirável atitude de amor e serviço. Entretanto, não basta compreender a lição do lava-pés; é preciso colocá-la em prática: “Serão felizes se o praticarem”. As pessoas podem ser felizes não dominando, mas, amando; não sendo superioras às outras, mas, iguais. Nem todos seguirão o projeto de Jesus. Sem declarar o nome, Jesus afirma que entre os Apóstolos um será o traidor. Mas, Jesus é fiel ao Pai: Levará a sua missão até o fim. Ele é o Messias, o enviado pelo Pai o Salvador, a luz do mundo, o Filho de Deus, a presença de Deus neste mundo. Jesus vai ser afastado pela morte-glorificação, mas, deixará aos Apóstolos a incumbência de levar adiante a sua mesma missão, a que recebeu do Pai: dar vida abundante para todos. Paz e Bem! R. Carlos.
Obs. Envie este e-mail O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. para as pessoas que você conhece. Este também é um dos meios de evangelização, a pedido de nosso saudoso Papa João Paulo II.
- - -
25/04/2018
Caríssimos: “Por conseguinte, a missão da Igreja Católica não pode ser considerada como realidade facultativa ou suplementar da vida eclesial. Trata-se de deixar que o Espírito Santo nos assimile a Cristo, participando assim na sua própria missão: Assim como o Pai Me enviou, também eu vos envio a vós (João 20, 21), de modo a comunicar a Palavra com a vida inteira. É a própria Palavra que nos impele para os irmãos: é a Palavra que ilumina, purifica, converte; nós somos apenas servidores. Por isso, é necessário descobrir cada vez mais a urgência e a beleza de anunciar a Palavra para a vinda do Reino de Deus, que o próprio Cristo pregou. Nesse sentido, renovamos a consciência tão familiar aos Padres da Igreja Católica de que o anúncio da Palavra tem como conteúdo o Reino de Deus (Marcos 1, 14-15), sendo este a própria pessoa de Jesus como sugestivamente lembra Orígenes. O Senhor oferece a salvação aos homens de cada época. Todos nos damos conta de quão necessário é que a luz de Cristo ilumine a cada âmbito da humanidade: a família, a escola, a cultura, o trabalho, o tempo livre e os outros setores da vida social. Não se trata de anunciar uma palavra anestesiante, mas desinstaladora, que chama à conversão que torna acessível o encontro com Ele, através do qual floresce uma humanidade nova”. Paz e Bem! R. Carlos.
Obs. Envie este e-mail O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. para as pessoas que você conhece. Este também é um dos meios de evangelização, a pedido de nosso saudoso Papa João Paulo II.

- - -

24/04/2018
MINI SERMÃO - Caríssimos: Muitos cristãos corromperam-se, desviaram-se do caminho que Deus lhes prescreveu. Fizeram falsos deuses, inclinando-se em adoração diante deles e oferecendo sacrifícios. Este é um povo de cabeça dura. Devemos suplicar ao Senhor nosso Deus piedade, pedindo que nos purifique, lavando-nos por inteiro de nossos pecados, apagando completamente nossa culpa! Criando em nós um coração puro, dando-nos um espírito decidido, nos fortalecendo com o Espírito Santo. Jesus Cristo diz: “Haverá no céu mais alegria por um só pecador que se converte, do que por noventa e nove justos que não precisam de conversão” (Lucas 15, 7). “Haverá alegria entre os anjos de Deus por um só pecador que se converte” (Lucas 15, 10). Paz e Bem! R. Carlos.
Obs. Envie este e-mail O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. para as pessoas que você conhece. Este também é um dos meios de evangelização, a pedido de nosso saudoso Papa João Paulo II.
- - -
23/04/2018
MINI SERMÃO - Caríssimos: O tema central é o amor incondicional de Deus por seus filhos. Não importa aquilo que façamos ou deixemos de fazer, pois a iniciativa de amar, perdoar e compreender o ser humano é sempre de Deus. De nossa parte, cabem somente os sentimentos de gratidão, confiança e arrependimento pelos erros cometidos. Assim sendo, é com este sentimento de profunda gratidão por tão grande amor que nos reunimos como família de Deus. Peçamos, irmãos, a conversão de nosso coração, fonte de reconciliação e comunhão com Deus e com os irmãos e irmãs. Deus não vem para nos condenar, mas para nos perdoar. Jesus Cristo alegra-se pelo pecador arrependido. Jesus Cristo quer perdoar os nossos pecados e nos conduzir para a vida eterna. Paz e Bem! R. Carlos.
Obs. Envie este e-mail
O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. para as pessoas que você conhece. Este também é um dos meios de evangelização, a pedido de nosso saudoso Papa João Paulo II.
- - -
20/04/2018 – Sexta Feira

MINI SERMÃO. SOU CATÓLICO APOSTÓLICO ROMANO – VIVO MINHA FÉ. Liturgia Diária – nº 1. NOSSO VIGÉSSIMO OITAVO ENCONTRO - LITURGIA DIÁRIA. A palavra de Deus é luz para iluminar nossa vida e nos conduzir no caminho da liberdade e da salvação. Ao abraçar o projeto de Jesus, o cristão não está livre da perseguição, mas, pode superá-la. Caríssimos, a mensagem que ouvimos de Jesus Cristo e vos anunciamos é esta: Deus é luz e n’Ele não há trevas. Se dissermos que estamos em comunhão com Ele, mas andamos nas trevas, estamos mentindo e não nos guiamos pela verdade. Mas, se andamos na luz, como ele está na luz, então estamos em comunhão uns com os outros e o sangue de seu Filho, Jesus, nos purifica de todo pecado. Se dissermos que não temos pecado, estamo-nos enganando a nós mesmos e a verdade não está dentro de nós. Se reconhecermos nossos pecados, então Deus se mostra fiel e justo, para nos perdoar os pecados e nos purificar de toda culpa. Se dissermos que nunca pecamos, fazemos dele um mentiroso e sua palavra não está dentro de nós. Meus filhinhos escrevo isto para que não pequeis. No entanto, se alguém pecar, temos junto do Pai um defensor: Jesus Cristo, o justo. Ele é a vítima de expiação pelos nossos pecados, e não só pelos nossos, mas também pelos pecados do mundo inteiro. Palavra do Senhor (1 João 1, 5-2, 2). Rezemos o Salmo: Nossa alma como um pássaro, escapou do laço que lhe armara o caçador. 1º Se o Senhor não estivesse ao nosso lado quando os homens investiram contra nós, com certeza nos teria, devorado no furor de sua ira contra nós. 2º Então as águas nos teriam submergido a correnteza nos teria arrastado e então por sobre nós teriam passado essas águas sempre mais impetuosas. 3º O laço arrebentou-se de repente, e assim nós conseguimos libertar-nos. O  nosso auxílio está no nome do Senhor, do Senhor que fez o céu e fez a terra! Nosso Senhor Jesus Cristo nos fala: Depois que os magos partiram, o anjo do Senhor apareceu em sonho a José e lhe disse: “Levanta-te, pega o menino e sua mãe e foge para o Egito! Fica lá até que eu avise! Porque Herodes vai procurar o menino para matá-lo”. José levantou-se de noite, pegou o menino e sua mãe e partiu para o Egito. Ali ficou até a morte de Herodes, para se cumprir o que o Senhor havia dito pelo profeta: “Do Egito chamei o meu filho”. Quando Herodes percebeu que os magos o haviam enganado, ficou muito furioso. Mandou matar todos os meninos de Belém e de todo o território vizinho de dois anos para baixo, exatamente conforme o tempo indicado pelos magos. Então se cumpriu o que foi dito pelo profeta Jeremias: “Ouviu-se um grito em Ramá, choro e grande lamento: é Raquel que chora seus filhos e não quer ser consolada, porque eles não existem mais” – Palavra da Salvação (Mateus 2, 13-18). Façamos nossas preces: Ficai sempre conosco, Senhor. 1º Livra-nos, Senhor, das trevas do pecado e da discórdia. 2º Renovai-nos na fé, para que vivamos em contínua conversão. 3º Protegei as crianças da fome, da miséria e do abandono social. 4º Confortai as mães que não desfrutam a presença física dos filhos. 5º Dai força e coragem às mães que perdem seus filhos pela violência. Paz e Bem! R. Carlos.
Obs. Envie este e-mail
O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. para as pessoas que você conhece. Este também é um dos meios de evangelização, a pedido de nosso saudoso Papa João Paulo II.

- - -
19/04/2018 – Quinta Feira
MINI SERMÃO. SOU CATÓLICO APOSTÓLICO ROMANO – VIVO MINHA FÉ. Liturgia Diária – nº 1. NOSSO VIGÉSSIMO SÉTIMO ENCONTRO - LITURGIA DIÁRIA.

 

Caríssimos, o que era desde o princípio, o que nós ouvimos, o que vimos com os nossos olhos, o que contemplamos e as nossas mãos tocaram da palavra da vida – de fato, a vida manifestou-se e nós a vimos, e somos testemunhas, e a vós anunciamos a vida eterna, que estava junto do Pai e que se tornou visível para nós; isso que vimos e ouvimos, nós vos anunciamos para que estejais em comunhão conosco. E a nossa comunhão é com o Pai e com o Filho, Jesus Cristo. Nós vos escrevemos estas coisas para que a nossa alegria fique completa. – Palavra do Senhor. (1 João 1, 1-4). Rezemos o Salmo: Ó justos, alegrai-vos no Senhor! 1º Deus é rei! Exulte a terra de alegria, e as filhas numerosas rejubilem! Treva e nuvem o rodeia no seu trono, que se apoia na justiça e no direito. 2º As montanhas se derretem como cera ante a face do Senhor de toda a terra; e assim proclama o céu sua justiça, todos os povos podem ver a sua glória. 3º Uma luz já se levanta para os justos, e a alegria, para os retos corações. Homens justos alegrem-vos no Senhor, celebrai e bendizei seu santo nome! Nosso Senhor Jesus Cristo nos fala: No primeiro dia da semana, Maria Madalena saiu correndo e foi encontrar Simão Pedro e outro discípulo, que Jesus amava, e lhes disse: “Tiraram o Senhor do túmulo, e não sabemos onde o colocaram”. Saíram, então, Pedro e o outro discípulo e foram ao túmulo. Os dois corriam juntos, mas o outro discípulo correu mais depressa que Pedro e chegou primeiro ao túmulo. Olhando para dentro, viu as faixas de linho no chão, mas não entrou. Chegou também Simão Pedro, que vinha correndo atrás, e entrou no túmulo. Viu as faixas de linho deitadas no chão e o pano que tinha estado sobre a cabeça de Jesus, não posto com as faixas, mas enrolado num lugar à parte. Então entrou também o outro discípulo, que tinha chegado primeiro ao túmulo, ele viu e acreditou. – Palavra da Salvação (João 20, 2-8). Façamos nossas preces: Vinde em nosso auxílio Senhor. 1º A fim de que a Igreja Católica anuncie com alegria o que recebeu do Senhor desde o princípio. 2º A fim de que as mães que sofrem com a violência e a desigualdade sintam a proteção divina. 3º A fim de que os familiares dos vocacionados compreendam e respeitem sua decisão. 4º A fim de que as autoridades se empenhem pela paz e pelo bem-estar do povo brasileiro. 5º A fim de que, inspirados por São João, cresçamos em nosso compromisso com o Reino de Deus. Paz e Bem! R. Carlos.
Obs. Envie este e-mail
O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. para as pessoas que você conhece. Este também é um dos meios de evangelização, a pedido de nosso saudoso Papa João Paulo II.

- - -
18/04/2018 – Quarta Feira
MINI SERMÃO. SOU CATÓLICO APOSTÓLICO ROMANO – VIVO MINHA FÉ. Liturgia Diária – nº 1 NOSSO VIGÉSSIMO SEXTO ENCONTRO - LITURGIA DIÁRIA. A palavra de Deus nos anima diante das dificuldades. A exemplo de santo Estevão somos convidados a depositar nossa vida nas mãos de Deus. O apóstolo São Paulo nos fala: Naqueles dias, Estevão, cheio de graça e poder, fazia prodígios e grandes sinais entre o povo. Mas, alguns membros da chamada Sinagoga dos Libertos, junto com cireneneses e alexandrinos e alguns da Cicília e da Ásia, começaram a discutir com Estevão. Porém, não conseguiam resistir à sabedoria e ao Espírito com que ele falava. Ao ouvir essas palavras, eles ficaram enfurecidos e rangeram os dentes contra Estevão. Estevão, cheio do Espírito Santo, olhou para o céu e viu a glória de Deus e Jesus, de pé, à direita de Deus. E disse: “Estou vendo o céu aberto e o Filho do homem, de pé, à direita de Deus”. Mas, eles, dando grandes gritos e tapando os ouvidos, avançaram todos juntos contra Estevão; arrastaram-no para fora da cidade e começaram a apedrejá-lo. As testemunhas deixaram suas vestes aos pés de um jovem, chamado Saulo. Enquanto o apedrejavam, Estevão clamou, dizendo: “Senhor Jesus, acolhe o meu espírito”. – Palavra do Senhor (Atos dos Apóstolos 6, 8-10; 7, 54-59) Rezemos o Salmo: Em vossas mãos, Senhor, entrego o meu espírito. 1º Sede uma rocha protetora para mim, um abrigo bem seguro que me salve! Sim, sois vós a minha rocha e fortaleza; por vossa honra, orientai-me e conduzi-me! 2º em vossas mãos, Senhor, entrego o meu espírito, porque vós me salvareis, ó Deus fiel! Vosso amor me faz saltar de alegria, pois olhastes para as minhas aflições. 3º Eu entrego em vossas mãos o meu destino; libertai-me do inimigo e do opressor! Mostre serena a vossa face ao vosso servo e salvai-me pela vossa compaixão! Nosso Senhor Jesus Cristo nos fala: Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos: “Cuidado com os homens, porque eles vos entregarão aos tribunais e vos açoitarão nas suas sinagogas. Vós sereis levados diante de governadores e reis por minha causa, para dar testemunho diante deles e das nações. Quando vos entregarem, não fiqueis preocupados em como falar ou o que dizer. Então, naquele momento, vos será indicado o que deveis dizer. Com efeito, não sereis vós que haveis de falar, mas sim, o Espírito do vosso Pai é que falará através de vós. O irmão entregará à morte o próprio irmão; o pai entregará o filho; os filhos se levantarão contra seus pais e os matarão. Vós sereis odiados por todos por causa do meu nome. Mas, quem perseverar até o fim, esse será salvo – Palavra da salvação. (Mateus 10, 17-22). Façamos nossas preces: Senhor atenda nossa prece. 1º Recompense Senhor, os que lutam pela justiça e pela igualdade. 2º Amparai as comunidades que passam por dificuldades. 3º Fortalecei a fé das famílias que vivenciaram os mistérios cristãos. 4º dai alegria e perseverança a todos os bispos, padres, freiras, diáconos, catequistas, coordenadores de movimento religioso. 5º Tornai-nos fortes perseverantes na caminhada cristã. Paz e Bem! R. Carlos.

Obs. Envie este e-mail O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. para as pessoas que você conhece. Este também é um dos meios de evangelização, a pedido de nosso saudoso Papa João Paulo II.
- - -
17/04/2018 – Terça Feira.
MINI SERMÃO. SOU CATÓLICO APOSTÓLICO ROMANO – VIVO MINHA FÉ. Liturgia Diária – nº 1. NOSSO VIGÉSSIMO QUARTO ENCONTRO - LITURGIA DIÁRIA. Exultemos todos no Senhor: nasceu-nos o salvador do mundo, do céu desceu a verdadeira paz e felicidade. Na fragilidade da criança, contemplamos a revelação de Deus na história da humanidade. Deus se encarna no humano para nos tornar mais divinos. Todos nós somos convidados a formar coro com os anjos: glória a Deus no mais alto dos céus e paz na terra as pessoas de boa vontade. Jesus chegou até nós, trazendo-nos a salvação. Pai Javé nos fala: - O povo que andava na escuridão viu uma luz; para os que habitavam nas sobras da morte, uma luz resplandeceu. Fizeste crescer a alegria e aumentaste a felicidade; todos se regozijam em tua presença como alegres ceifeiros na colheita ou como exaltados guerreiros ao dividirem os despojos. Pois, o jugo que oprimia o povo – a carga sobre os ombros, o orgulho dos fiscais – tu, os abatestes como na jornada de Madiã. Botas de tropa de assalto, trajes manchados de sangue, tudo será queimado e devorado pelas chamas. Porque nasceu para nós um menino, foi-nos dado um filho; ele traz aos ombros a marca da realeza; o nome que lhe foi dado é: conselheiro admirável, Deus forte, pai dos tempos futuros, príncipe da paz. Grande será o seu reino e a paz não há de ter fim sobre o trono de Davi e sobre o seu reinado, que ele irá consolidar e confirmar, em justiça e santidade, a partir de agora e para todo o  sempre. O amor zeloso do Senhor dos exércitos há de realizar essas coisas. – Palavra do Senhor. (Isaías 9,1-6). Rezemos o Salmo: Hoje nasceu para nós o Salvador, que é Cristo, o Senhor. 1º Cantai ao Senhor Deus um canto novo, cantai ao Senhor Deus ó terra inteira! Cantai e bendizei seu santo nome! 2º Dia após dia anuncie sua salvação, manifestai a sua glória entre as nações e, entre os povos do universo, seus prodígios! 3º O céu se rejubile e exulte a terra, aplauda o mar com o que vive em suas águas; os campos com seus frutos rejubilem e exultem as Florestas e as matas. 4º Na presença do Senhor, pois ele vem, porque vem para julgar a terra inteira. Governará o mundo todo com justiça, e os povos ele julgará com lealdade. Salmo 95 (96). O apóstolo São Paulo nos fala: Caríssimos, a graça de Deus se manifestou, trazendo salvação para todos os homens. Ela nos ensina a abandonar a impiedade e as paixões mundanas e a viver neste mundo com equilíbrio, justiça e piedade, aguardando a feliz esperança e a manifestação da glória do nosso grande Deus e salvador, Jesus Cristo. Ele se entregou por nós para nos resgatar de toda maldade e purificar para si um povo que lhe pertença e que se dedique a praticar o bem. – Palavra do Senhor. (Tito 2, 11-14). Nosso Senhor Jesus Cristo nos fala: Aconteceu que, naqueles dias, César Augusto publicou um decreto, ordenando o recenseamento de toda a terra. Esse primeiro recenseamento foi feito quando Quirino era governador da Síria. Todos iam registrar-se, cada um na sua cidade natal. Por ser da família descendência de Davi, José subiu da cidade de Nazaré, na Galileia, até a cidade de Davi, chamada Belém, na Judéia, para registrar-se com Maria, sua esposa, que estava grávida. Enquanto estavam em Belém, completaram-se os dias para o parto, e Maria deu à luz o seu filho primogênito. Ela o enfaixou e o colocou na manjedoura, pois não havia lugar para eles na hospedaria. Naquela região havia pastores que passavam a noite nos campos, tomando conta de seu rebanho. Um anjo do Senhor apareceu aos pastores, a glória do Senhor os envolveu em luz, e eles ficaram com muito medo. O anjo, porém, disse aos pastores: “Não tenhais medo! Eu vos anuncio uma grande alegria, que o será para todo o povo: hoje, na cidade de Davi, nasceu para vós um salvador, que é o Cristo Senhor. Isto vos servirá de sinal: encontrareis um recém-nascido envolvido em faixas e deitado numa manjedoura”. E, de repente, juntou-se ao anjo uma multidão da corte celeste. Cantavam louvores a Deus, dizendo: “Glória a Deus no mais alto dos céus, e paz na terra aos homens por ele amados”. – Palavra da Salvação (Lucas 2, 1-14). Façamos nossas preces: Venha salvar-nos, Senhor. 1º Na hora em que a boa-nova anunciada pelos anjos leva alegria a todas as comunidades cristãs, rezemos pela humanidade. 2º Príncipe da paz abençoe e proteja vossa Igreja Católica e seus ministros. 3º Príncipe da paz, tornai-nos todos instrumentos de vossa paz e de vosso amor. 4º Príncipe da paz, dai esperança e otimismo aos desanimados e tristes. 5º Príncipe da paz livre o mundo das guerras e das maldades, do medo e do egoísmo. Paz e Bem! R. Carlos. Obs. Envie este e-mail O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. para as pessoas que você conhece. Este também é um dos meios de evangelização, a pedido de nosso saudoso Papa João Paulo II.
- - -

16/04/2018 – Segunda Feira
MINI SERMÃO. SOU CATÓLICO APOSTÓLICO ROMANO – VIVO MINHA FÉ. Liturgia Diária – nº 1. NOSSO VIGÉSSIMO QUARTO ENCONTRO - LITURGIA DIÁRIA. Nosso Senhor Jesus Cristo alegra nosso espírito, motiva a acolhida e fortalece nossa expectativa. Chegada a plenitude dos tempos, Deus envia o salvador da humanidade para iluminar os passos de todas as pessoas de boa vontade. “Eis que já veio a plenitude dos tempos, em que Deus mandou a terra o seu Filho” (Gálatas 4, 4). Pai Javé nos fala: - Tendo-se o rei Davi instalado já em sua casa e tendo-lhe o Senhor dado a paz, livrando-o de todos os inimigos, ele disse ao profeta Natã: “Vê, eu resido num palácio de cedro, e a arca de Deus está alojada numa tenda!” Natã respondeu ao rei: “Vai e faça tudo o que diz o teu coração, pois o Senhor está contigo”. Mas, naquela mesma noite, a palavra do Senhor foi dirigida a Natã nestes termos: “Vai dizer ao meu servo Davi: Assim fala o Senhor: Porventura és tu que me construías uma casa para eu habitar? Fui eu que te tirei do pastoreio, do meio das ovelhas, para que fosses o chefe do meu povo, Israel. Estive contigo em toda parte por onde andaste e exterminei diante de ti todos os teus inimigos, fazendo o eu nome tão célebre como o dos homens mais famosos da terra. Vou preparar um lugar para o meu povo, Israel: eu o implantarei do modo que possa morar lá sem jamais ser inquietado. Os homens violentos não tornarão a oprimi-lo como outrora, no tempo em que eu estabelecia juízes sobre o meu povo, Israel. Concedo-te uma vida tranquila, livrando-te de todos os teus inimigos. E o Senhor te anuncia que te fará uma casa. Quando chegar o fim dos teus dias e repousares com teus pais, então suscitarei depois de ti, um filho teu e confirmarei a sua realeza. Eu serei para ele um pai e ele será para mim um filho. Tua casa e teu reino serão estáveis para sempre diante de mim, e teu trono será firme para sempre”. – Palavra do Senhor. (2 Samuel 7, 1-5.8-12.14.16). Rezemos o Salmo: Ó Senhor, eu cantarei eternamente o vosso amor! 1º Ó Senhor, eu cantarei eternamente o vosso amor, de geração em geração eu cantarei vossa verdade! Porque dissestes: “O amor é garantido para sempre!” E a vossa lealdade é tão firme como os céus. 2º “Eu firmei uma aliança com meu servo, meu eleito, e eu fiz um juramento a Davi, meu servidor. Para sempre, no teu trono, firmarei tua linhagem de geração em geração garantirei o teu reinado!”. 3º Ele, então, me invocará: ”Ó Senhor vós sois meu Pai, sois meu Deus, sois meu rochedo onde encontro a salvação!” Guardarei eternamente para ele a minha graça, e com ele firmarei minha aliança indissolúvel. Nosso Senhor Jesus Cristo nos fala: Naquele tempo, Zacarias, o pai de João, repleto do Espírito Santo, profetizou, dizendo: “Bendito seja o Senhor, Deus de Israel, porque o seu povo visitou e libertou. Fez aparecer para nós uma força de salvação na casa de seu servo Davi, como tinha prometido desde outrora, pela boca de seus santos profetas, para nos salvar dos nossos inimigos e da mão de todos os que nos odeiam. Ele usou de misericórdia para com nossos pais, recordando-se de sua santa aliança e do juramento que fez a nosso pai Abraão, para conceder-nos que, sem temor e libertos das mãos dos inimigos, nós o sirvamos com santidade e justiça, em sua presença, todos os dias. E tu, menino, serás chamado profeta do Altíssimo, pois irás adiante do Senhor para preparar-lhe os caminhos, anunciando ao seu povo a salvação pelo perdão dos seus pecados. Graças à misericordiosa compaixão do nosso Deus, o sol que nasce do alto nos visitará, para iluminar os que jazem nas trevas e nas sombras da morte e dirigir nossos passos no caminho da paz”. – Palavra da salvação (Lucas 1, 67-79). Façamos nossas preces: Venha, Senhor Jesus. 1º Senhor da luz, fazei vossa Igreja, povo de Deus, ser cada vez mais unida e promotora da paz. 2º Senhor da luz, tornai-nos dignos das vossas graças e sábios para bem aproveitá-las. 3º Senhor da luz, dai-nos coragem de anunciar sem cessar a vossa mensagem de salvação. 4º Senhor da luz, concedei-nos sabedoria para compreendermos o verdadeiro sentido do Natal. 5º Senhor da luz, abençoai e protegei todas as crianças vindas ao mundo. Paz e Bem! R. Carlos.
Obs. Envie este e-mail O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. para as pessoas que você conhece. Este também é um dos meios de evangelização, a pedido de nosso saudoso Papa João Paulo II.

- - -

13/04/2018 – Sexta Feira
MINI SERMÃO. SOU CATÓLICO APOSTÓLICO ROMANO – VIVO MINHA FÉ Liturgia Diária – nº 1. NOSSO VIGÉSSIMO TERCEIRO ENCONTRO - LITURGIA DIÁRIA. Levantemos a cabeça e olhemos para o horizonte, pois nossa salvação se aproxima. Deus envia seu anjo para preparar e apontar o caminho a ser seguido pelas pessoas de boa vontade. O nascimento de João Batista é motivo de alegria, pois é ele que vai preparar os caminhos do Salvador. Deus Pai Javé nos fala: - Assim fala o Senhor Deus: “Eis que envio meu anjo, e ele há de preparar o caminho para mim; logo chegará ao seu templo o dominador, que tentais encontrar, e o anjo da aliança, que desejais. Ei-lo quem vem, diz o Senhor dos exércitos; e quem poderá fazer-lhe frente, no dia de sua chegada? E quem poderá resistir-lhe quando ele aparecer? Ele é como o fogo da forja e como a barrela dos lavadeiros; e estará a postos, como para fazer derreter e purificar a prata: assim ele purificará os filhos de Levi e os refinará como ouro e como prata, e eles poderão assim fazer oferendas justas ao Senhor. Será então aceitável ao Senhor a oblação de Judá e de Jerusalém, como nos primeiros tempos e nos anos antigos. Eis que eu vos enviarei o profeta Elias, antes que venha o dia do Senhor, dia grande e terrível; o coração dos pais há de voltar-se para os filhos, e o coração dos filhos para os pais, para que eu não intervenha, ferindo de maldição a vossa terra”. – Palavra do Senhor (Malaquias 3,1-4.23-24). Rezemos o Salmo: Levantai vossa cabeça e olhai, pois a vossa redenção se aproxima! 1º Mostrai-me, ó Senhor, vossos caminhos e fazei-me conhecer a vossa estrada! Vossa verdade meu oriente e me conduza, porque é o Deus da minha salvação. 2º O Senhor é piedade e retidão e reconduz ao bom caminho os pescadores. Ele dirige os humildes na justiça e os pobres ele ensina o seu caminho. 3º Verdade e amor são os caminhos do Senhor para quem guarda sua aliança e seus preceitos. O Senhor se torna íntimo aos que o temem e lhes dá a conhecer a sua aliança. Salmo 24 (25) Nosso Senhor Jesus Cristo nos fala: Completou-se tempo da gravidez de Isabel, e ela deu à luz um filho. Os vizinhos e parentes ouviram dizer como o Senhor tinha sido misericordioso para com Isabel e alegraram-se com ela. No oitavo dia, foram circuncidar o menino e queriam dar-lhe o nome de seu pai, Zacarias. A mãe, porém, disse: “Não! Ele vai chamar-se João”. Os outros disseram: “Não existe nenhum parente teu com esse nome!” Então fizeram sinais ao pai, perguntando como ele queria que o menino se chamasse. Zacarias pediu uma tabuinha e escreveu: “João é o seu nome”. No mesmo instante, a boca de Zacarias se abriu, sua língua se soltou, e ele começou a louvar a Deus. Todos os vizinhos ficaram com medo, e a notícia espalhou-se por toda a região montanhosa da Judéia. E todos os que ouviam a notícia ficavam pensando: “O que virá a ser este menino?” De fato, a mão do Senhor estava com ele. Palavra da salvação (Lucas 1,24-28). Façamos nossas preces: Mostre-nos, Senhor, vossa glória. 1º Concedei Senhor saúde e paz aos que cooperam para a construção de um mundo melhor. 2º Fortalecei os vocacionados, para que encontrem em vós ânimo para a missão. 3º iluminai nossas decisões para que sejam firmes e agradáveis aos vossos olhos. 4º Dai-nos sabedora para que saibamos viver bem este dia na família e na comunidade. 5º Abençoai as crianças, para que cresçam no vosso amor e na vivencia comunitária. Paz e Bem! R. Carlos.
Obs. Envie este e-mail
O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. para as pessoas que você conhece. Este também é um dos meios de evangelização, a pedido de nosso saudoso Papa João Paulo II.
- - -
12/04/2018 – Quinta Feira
MINI SERMÃO. SOU CATÓLICO APOSTÓLICO ROMANO – VIVO MINHA FÉ Liturgia Diária – nº 1. NOSSO VIGÉSSIMO SEGUNDO ENCONTRO - LITURGIA DIÁRIA. Ao acolher a Palavra de Deus, nosso coração exulta. O exemplo de Ana e Maria nos motiva a glorificar o Senhor com nossa vida. Deus Pai Javé nos fala: Naqueles dias, Ana, logo que o desmamou, levou consigo Samuel à casa do Senhor em Silo, e mais um novilho de três anos, três arrobas de farinha e um odre de vinho. O menino, porém, era ainda uma criança. Depois de sacrificarem o novilho, apresentaram o menino a Eli. E Ana disse-lhe: “Ouve, meu senhor, por tua vida, eu sou a mulher que esteve aqui orando ao Senhor na tua presença. Eis o menino por quem eu pedi, e o Senhor ouviu a minha súplica. Portanto, eu também o ofereço ao Senhor, a fim que só a ele sirva em todos os dias da sua vida”. E adoraram o Senhor. – Palavra do Senhor. (1 Samuel 1, 24-28).  Rezemos o Salmo: Meu coração exultou no meu Senhor salvador. 1º Exulta no Senhor meu coração, e se eleva a minha fronte no meu Deus. Minha boca desafia os meus rivais porque me alegro com a vossa salvação. 2º O arco dos fortes foi dobrado, foi quebrado, mas, os fracos se vestiram de vigor. Os saciados se empregaram por um pão, mas os pobres e os famintos se fartaram. Muitas vezes deu à luz a que era estéril, mas a mãe de muitos filhos definhou. 3º É o Senhor quem dá a morte e dá a vida, faz descer à sepultura e faz voltar; é o Senhor quem faz o pobre e faz o rico, é o Senhor quem nos humilha e nos exalta. 4º O Senhor ergue do pó o homem fraco, e do lixo ele tira o indigente, para fazê-los assentar-se com os nobres num lugar de muita honra e distinção. (Salmo responsorial - 1 Samuel 2). Nosso Senhor Jesus Cristo nos fala: Naquele tempo, Maria disse: “A minha alma engrandece o Senhor, e o meu espírito se alegra em Deus meu Salvador, porque olhou para a humildade de sua serva. Doravante todas as gerações me chamarão bem-aventurada, porque o Todo-poderoso fez grandes coisas em meu favor. O seu nome é santo, e sua misericórdia se estende, de geração em geração, a todos os que o temem, Ele mostrou a força de seu braço: dispersou os soberbos de coração. Derrubou do trono os poderosos e elevou os humildes. Encheu de bens os famintos e despediu os ricos de mãos fazias. Socorreu Israel, seu servo, lembrando-se de sua misericórdia, conforme prometera aos nossos pais, em favor de Abraão e de sua descendência para sempre”. Maria ficou três meses com Isabel; depois voltou para casa. Palavra da Salvação. (Lucas 1, 46-56). Façamos nossas preces: Venha Senhor Jesus. 1º Senhor da luz, conservai na humildade o papa, os bispos, os padres, as freiras, os leigos consagrados, os catequistas, os coordenadores de grupo de oração e os vocacionados. 2º Senhor da luz, iluminai as mulheres que se põem a serviço da comunidade. 3º Senhor da luz, cumulai de força e coragem os doentes e sofredores. 4º Senhor da luz, daí vida e alegria ao mundo com a vossa vinda na ação do Espírito Santo. 5º Senhor da luz, abençoai as mães gestantes. Paz e Bem! R. Carlos.
Obs. Envie este e-mail
O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. para as pessoas que você conhece. Este também é um dos meios de evangelização, a pedido de nosso saudoso Papa João Paulo II.
- - -
11/04/2018 – Quarta Feira
MINI SERMÃO. SOU CATÓLICO APOSTÓLICO ROMANO – VIVO MINHA FÉ Liturgia Diária – nº 1. NOSSO VIGÉSSIMO PRIMEIRO ENCONTRO - LITURGIA DIÁRIA. A alegria transborda dos corações que se deixam conduzir pelo amor e pela solidariedade: o amado vai ao encontro da amada; Maria Santíssima vai ao encontro de Isabel para auxiliá-la nas tarefas domésticas. Alegremo-nos no Senhor, pois, sua palavra nos conduz para o amor e para a solidariedade aos que necessitam. Deixemo-nos conduzir por ela. Deus Pai Javé nos fala: É a voz do meu amado! Eis que ele vem saltando pelos montes, pulando sobre as colinas. O meu amado parece uma gazela ou um cervo ainda novo. Eis que ele está de pé atrás de nossa parede, espiando pelas janelas, observando através das grades. O meu amado me fala, dizendo: “Levanta-te, minha amada, minha rola, formosa minha, e vem! O inverno já passou, as chuvas pararam e já se foram. No campo aparece com as flores, chegou o tempo das canções, a rola já faz ouvir seu canto em nossa terra. Da figueira brotam os primeiros frutos, soltam perfume as vinhas em flor. Levanta-te, minha amada, formosa minha, e vem! Minha rola, que moras nas fendas da rocha, no esconderijo escarpado, mostra-me teu rosto deixa-me ouvir tua voz! Pois a tua voz é tão doce, e gracioso o teu semblante”. – Palavra do Senhor (Cântico 2, 8-14). Rezemos o Salmo: Ó justo, alegrai-vos no Senhor! Cantai para o Senhor um canto novo! 1º Dai graças ao Senhor ao som da harpa, na lira de dez cordas celebrai-o! Cantai para o Senhor um canto novo, com arte sustentai a louvação! 2º Mas os desígnios do Senhor são para sempre, e os pensamentos que ele traz no coração, de geração em geração, vão perdurar. Feliz o povo cujo Deus é o Senhor e a nação que escolheu por sua herança! 3º No Senhor nós esperamos confiantes, porque ele é nosso auxílio e proteção! Por isso o nosso coração se alegra nele, seu nome é nossa única esperança Salmo 32 (33). Nosso Senhor Jesus Cristo nos fala: Naqueles dias, Maria partiu para a região montanhosa, dirigindo-se, apressadamente, a uma cidade da Judéia. Entrou na casa de Zacarias e cumprimentou Isabel. Quando Isabel ouviu a saudação de Maria, a criança pulou no seu ventre e Isabel ficou cheia do Espírito Santo. Com um grande grito, exclamou: “Bendita és tu entre as mulheres e bendito é o fruto do teu ventre! Como posso merecer que a mãe do meu Senhor me venha visitar? Logo que a tua saudação chegou aos meus ouvidos, a criança pulou de alegria no meu ventre. Bem-aventurada aquela que acreditou, porque será cumprido o que o Senhor lhe prometeu”. – Palavra da Salvação. (Lucas 1, 39-45).  Façamos nossas preces: Venha Senhor Jesus. 1º Senhor da luz, iluminai a vossa Igreja Católica, peregrina neste mundo. 2º Senhor da luz, fazei que a mulher seja mais valorizada no serviço pastoral. 3º Senhor da luz, tornai as mães solidarias umas com as outras. 4º Senhor da luz, ajudai os noivos a se respeitarem mutuamente. 5º Senhor da luz, abençoai os catequistas e seus catequizando. Paz e Bem!
R. Carlos.  Obs. Envie este e-mail
O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. para as pessoas que você conhece. Este também é um dos meios de evangelização, a pedido de nosso saudoso Papa João Paulo II.
- - -

10/04/2018 – Terça Feira
MINI SERMÃO. SOU CATÓLICO APOSTÓLICO ROMANO – VIVO MINHA FÉ. Liturgia Diária – nº 1. NOSSO VIGÉSSIMO ENCONTRO - LITURGIA DIÁRIA. Fica mais evidente nosso papel de cristão na construção de um mundo onde reine a paz e o amor. A exemplo da Virgem Maria devemos oferecer Jesus a todas as pessoas e nos empenhar em favor dos pobres que esperam pela grande libertação. Apesar de nossas incredulidade, Deus cotando com pessoas generosas, não deixa de cumprir suas promessas em favor de toda a humanidade. Deus Pai Javé nos fala: (Isaías 7, 10-14) Naqueles dias, o Senhor falou com Acaz, dizendo: “Pede ao Senhor teu Deus que te faça ver um sinal, quer provenha da profundeza da terra, quer venha das alturas do céu”. Mas, Acaz respondeu: “Não pedirei nem tentarei o Senhor”. Disse o profeta: “Ouvi então, vós casa de Davi: será que achais pouco incomodar os homens e passais a incomodar até o meu Deus? Pois bem, o próprio Senhor vos dará um sinal. Eis que uma virgem conceberá e dará à luz um filho e lhe porás o nome de Emanuel”. – Palavra do Senhor. Rezemos o Salmo: 23 (24) O Senhor vai entrar, é o rei glorioso! 1º Ao Senhor pertence a terra e o que ela encerra, o mundo inteiro com os seres que o povoam; porque ele a tornou firme sobre os mares e sobre as águas e mantém inabalável. 2º “Quem subirá até o monte do Senhor, quem ficará em sua santa habitação?” “Quem tem mãos puras e inocente coração, quem não dirige sua mente para o crime. 3º “Sobre este desce a bênção do Senhor e a recompensa de seu Deus e salvador. “É assim a geração dos que o procuraram e do Deus de Israel buscam a face”. Nosso Senhor Jesus Cristo nos fala: (Lucas 1, 26-38) No sexto mês, o anjo Gabriel foi enviado por Deus a uma cidade da Galileia, chamada Nazaré, a uma virgem, prometida em casamento a um homem chamado José. Ele era descendente de Davi, e o nome da virgem era Maria. O anjo entrou onde ela estava e disse: “Alegra-te, cheia de graça, o Senhor está contigo!” Maria ficou perturbada com essas palavras e começou a pensar qual seria o significado da saudação. O anjo, então disse-lhe: “Não tenhas medo, Maria, porque encontraste graça diante de Deus. Eis que conceberás e darás à luz um filho, a quem porás o nome de Jesus. Ele será grande, será chamado Filho do Altíssimo, e o Senhor Deus lhe dará o trono de seu pai Davi. Ele reinará para sempre sobre os descendentes de Jacó, e o seu reino não terá fim”. Maria perguntou ao anjo: “Como acontecerá isso se eu não conheço homem algum?” O anjo respondeu: “O Espírito virá sobre ti, e o poder do Altíssimo te cobrirá com sua sobra. Por isso, o menino que vai nascer será chamado santo, Filho de Deus. Também Isabel, tua parenta, concebeu um filho na velhice. Este já é o sexto mês daquela que era considerada estéril, porque para Deus nada é impossível”. Maria, então, disse: “Eis aqui a serva do Senhor; faça-se em mim segundo a tua palavra!” E o anjo retirou-se. – Palavra da Salvação. Façamos nossas preces: Venha, Senhor Jesus. 1º Concedei, Senhor, que caminhemos sempre à luz de vossa palavra. 2º Livrai nossa vida do egoísmo e da indiferença para com o próximo. 3º Ajudai cada um de nós a se tornar templo vivo do Espírito Santo. 4º Dai saúde a todas as mães e fazei que vivam na santidade a sua vocação. 5º Fazei que o verdadeiro sentido cristão não seja encoberto pela ânsia de consumismo. Paz e Bem! R. Carlos.
Obs. Envie este e-mail O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. para as pessoas que você conhece. Este também é um dos meios de evangelização, a pedido de nosso saudoso Papa João Paulo II.
- - -
09/04/2018 – Segunda Feira

MINI SERMÃO. SOU CATÓLICO APOSTÓLICO ROMANO – VIVO MINHA FÉ. Liturgia Diária – nº 1. NOSSO DÉCIMO NONO ENCONTRO - LITURGIA DIÁRIA. As aparições dos anjos mostram que já há distância entre céu e terra. Deus se faz presente no meio de nós, promovendo a vida e comunicando-nos sua Palavra. Apesar da fraqueza humana, o Senhor se serve das pessoas para realizar seus planos. Deus escolhe instrumentos frágeis e pobres para manifestar sua força e onipotência. É com essas pessoas que ele quer realizar a salvação do povo. Deus Pai Javé nos fala: (Juízes 13, 2-7.24-25) Naqueles dias, havia um homem de Saraá, da tribo de Dã chamado Manué, cuja mulher era estéril. O anjo do Senhor apareceu à mulher e disse-lhe: “Tu és estéril e não tiveste filhos, mas conceberás e darás à luz um filho. Toma cuidado de não beberes vinho nem licor, de não comeres coisas alguma impura, pois conceberás e darás à luz um filho. Sua cabeça não será tocada por navalha, porque ele será consagrado ao Senhor desde o ventre materno e começará a libertar Israel das mãos dos filisteus”. A mulher foi dizer ao seu marido: “Veio visitar-me um homem de Deus cujo aspecto era terrível como o de um anjo do Senhor. Não lhe perguntei de onde vinha nem ele me revelou o seu nome. Ele disse-me: Conceberás e darás à luz um filho. De hoje em diante, toma cuidado para não beberes vinho nem licor e não comeres nada de impuro, pois o menino será consagrado a Deus, desde o ventre materno até o dia da sua morte”. Ela deu à luz um filho e deu-lhe o nome de Sansão. O menino cresceu e o Senhor o abençoou. O espírito do Senhor começou a agir nele no campo de Dã. - Palavra do Senhor. Rezemos o Salmo: 70 (71) Minha boca se encha de louvor, para que eu cante vossa glória. 1º Sede uma rocha protetora para mim, um abrigo bem seguro que me salve! Porque é a minha força e meu amparo o meu refúgio, proteção e segurança! Libertai-me, ó meu Deus, das mãos do ímpio. 2º Porque és, ó Senhor Deus, minha esperança, em vós confio desde a minha juventude! Sois meu apoio desde antes que eu nascesse, desde o seio maternal, o meu amparo. 3º Cantarei vossos portentos, ó Senhor, lembrarei vossa justiça sem igual! Vós me ensinastes desde a minha juventude, e até hoje canto as vossas maravilhas. Nosso Senhor Jesus Cristo nos fala: (Lucas 1,5-25) Nos dias de Herodes, rei da Judéia, vivia um sacerdote chamado Zacarias, do grupo de Abia. Sua esposa era descendente de Aarão e chamava-se Isabel. Ambos eram justos, diante de Deus e obedeciam fielmente a todos os mandamentos e ordens do Senhor. Não tinham filhos, porque Isabel era estéril, e os dois já eram de idade avançada. Em certas ocasião, Zacarias estava exercendo as funções sacerdotais no templo, pois era a vez de seu grupo. Conforme o costume dos sacerdotes, ele foi sorteado para entrar no santuário e fazer a oferta do incenso. Toda a assembleia do povo estava do lado de fora, rezando, enquanto o incenso estava sendo oferecido, apareceu-lhe o anjo do Senhor, de pé, à direita do altar do incenso. Ao vê-lo, Zacarias ficou perturbado e o temos apoderou-se dele. Mas o anjo disse: “Não tenhas medo, Zacarias, porque Deus ouviu tua súplica. Tua esposa, Isabel, vai ter um filho, e tu lhe darás o nome de João. Tu ficarás alegre e feliz, e muita gente se alegrará com o nascimento do menino. Porque ele vai ser grande diante do Senhor. Não beberá vinho nem bebida fermentada e, desde o ventre materno, ficará repleto do Espírito Santo. Ele reconduzirá muitos dos povos de Israel ao Senhor seu Deus. E há de caminhar à frente deles com o espírito e o poder de Elias, a fim de converter os corações dos pais aos filhos e os rebeldes à sabedoria dos justos, preparando para o Senhor um povo bem-disposto”. Então Zacarias perguntou ao anjo: “Como terei certeza disso? Sou velho e minha mulher é de idade avançada”. O anjo respondeu-lhe: “Eu sou Gabriel. Estou sempre na presença de Deus e fui enviado para dar-te esta boa noticia. Eis que ficarás mudo e não poderás falar, até o dia em que essas coisas acontecerem, porque tu não acreditaste nas minhas palavras. Que hão de se cumprir no tempo certo”. O povo estava esperando Zacarias e admirava-se com a sua demora no santuário. Quando saiu, não podia falar-lhes. E compreenderam que ele tinha tido uma visão no santuário. Zacarias falava com sinais e continuava mudo. Depois que terminou seus dias de serviço no santuário, Zacarias voltou para casa. Algum tempo depois, sua esposa Isabel ficou grávida e escondeu-se durante cinco meses. Ela dizia: “Eis o que o Senhor fez por mim, nos dias em que ele se dignou tirar-me da humilhação pública!” – Palavra da Salvação. Façamos nossas preces: Venha Senhor Jesus. 1º Senhor, que sois o caminho, converta vossa Igreja Católica para que se volte para os pobres. 2º Senhor, que sois a verdade, prepare-nos para vos receber toda vez que vindes a nós. 3º Senhor, que sois a vida, ajude-nos a acolher e valorizar toda vida que vem a este mundo. 4º Senhor, que sois o amor, faça que nos tornemos solidários e fraternos. 5º Senhor, que sois nosso Deus, ilumine pais e mães na criação dos seus filhos. Paz e Bem! R. Carlos.
Obs. Envie este e-mail
O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. para as pessoas que você conhece. Este também é um dos meios de evangelização, a pedido de nosso saudoso Papa João Paulo II.

- - -
06/04/2018 – Sexta Feira
MINI SERMÃO. SOU CATÓLICO APOSTÓLICO ROMANO – VIVO MINHA FÉ. Liturgia Diária – nº 1. NOSSO DÉCIMO OITAVO ENCONTRO - LITURGIA DIÁRIA. Graças ao sim de Maria Santíssima, Deus veio habitar entre nós na pessoa de Jesus. Todos nós devemos estar disponíveis para a ação do Espírito Santo de Deus, acolhendo no coração o mistério da encarnação. A páscoa de Jesus se manifesta nas pessoas e grupos que se dispõem a receber a boa-nova trazida pelo anjo Gabriel. Deus Pai Javé nos fala: (2 Samuel 7, 1-5.8-12.14.16). – Tendo-se o rei Davi instalado já em sua casa e tendo-lhe o Senhor dado paz, livrando-o de todos os seus inimigos, ele disse ao profeta Natã: “Vê, eu resido num palácio de cedro, e a arca de Deus está alojada numa tenda!” Natã respondeu ao rei: “Vai e faz tudo o que diz o teu coração, pois o Senhor está contigo”. Mas, nessa mesma noite, a palavra do Senhor foi dirigida a Natã nestes termos: “Vai dizer ao meu servo Davi: Assim fala o Senhor: Porventura és tu que me construirás uma casa para eu habitar? Fui eu que te tirei do pastoreio, do meio das ovelhas, para que fosses o chefe do meu povo, Israel. Estive contigo em toda parte por onde andaste e exterminarei diante de ti todos os teus inimigos, fazendo o teu nome tão célebre como o dos homens mais famosos da terra. Vou preparar um lugar para o meu povo, Israel: eu o implantarei, de modo que possa morar lá sem jamais ser inquietado. Os homens violentos não tornarão a oprimi-lo como outrora, no tempo em que eu estabelecia juízes sobre o meu povo, Israel. Concedo-te uma vida tranquila, livrando-te de todos os teus inimigos. E o Senhor te anuncia que te fará uma casa. Quando chegar o fim dos teus dias e repousares com teus pais, então suscitarei, depois de ti, um filho teu e confirmarei a sua realeza. Eu serei para ele um pai e ele será para mim um filho. Tua casa e teu reino serão estáveis para sempre diante de mim, e teu trono será firme para sempre”. – Palavra do Senhor. Rezemos o Salmo 88 (89): Ó Senhor, eu cantarei eternamente o vosso amor! 1º Ó Senhor, eu cantarei eternamente o vosso amor, de geração em geração eu cantarei vossa verdade! Porque dissestes: “O amor é garantido para sempre!” E a vossa lealdade é tão firme como os céus. 2º “Eu firmei uma aliança com meu servo, meu eleito, e eu fiz um juramento a Davi, meu servidor. Para sempre, no meu trono, firmei tua linhagem, de geração em geração garantirei o teu reinado! 3º Ele, então me invocará: “Ó Senhor, vós sois meu Pai, sois meu Deus, sois meu rochedo onde encontro a salvação!” guardarei eternamente para ele a minha graça e com ele firmarei minha aliança indissolúvel”. Nosso Senhor Jesus Cristo nos fala: (Lucas 1, 26-38) Naquele tempo, o anjo Gabriel foi enviado por Deus a uma cidade da Galileia, chamada Nazaré, a uma virgem, prometida em casamento a um homem chamado José. Ele era descendente de Davi, e o nome da virgem era Maria. O anjo entrou onde ela estava e disse: “Alegra-te, cheia de graça, o Senhor está contigo!” Maria ficou perturbada com essas palavras e começou a pensar qual seria o significado da saudação. O anjo, então, disse-lhe: “Não tenhas medo, Maria, porque encontrastes graça diante de Deus. Eis que conceberás e darás à luz um filho, a quem porás o nome de Jesus. Ele será grande, será chamado Filho do Altíssimo, e o Senhor Deus lhe dará o trono de seu pai Davi. Ele reinará para sempre sobre os descendentes de Jacó, e o seu reino não terá fim”. Maria perguntou ao anjo: “Como acontecerá isso se eu não conheço homem algum?” O anjo respondeu: “O Espírito virá sobre ti, e o poder do Altíssimo te cobrirá com sua sombra. Por isso, o menino que vai nascer será chamado santo, Filho de Deus. Também Isabel, tua parenta, concebeu um filho na velhice. Este já é o sexto mês daquela que era considerada estéril, porque para Deus nada é impossível!”. Maria então disse: “Eis aqui a serva do Senhor; faça-se em mim segundo a tua palavra!” E o anjo retirou-se. Palavra da salvação. Façamos nossas preces: Nosso Senhor Jesus Cristo, ouvi-nos, Nosso Senhor Jesus Cristo, atendei-nos. 1º Pela Igreja Católica, para que reconheça em Maria o modelo perfeito de fidelidade. 2º Pelos que não creem, para que nosso testemunho os ajude na descoberta da fé. 3º Pelas mulheres grávidas, para que acolham com alegria e amor o filho esperado. 4º Pelas crianças, para que nunca lhes falte o cuidado dos pais e da sociedade. 5º Pela nossa comunidade, para que seja sempre fiel na convivência do evangelho. Paz e Bem! R. Carlos.
Obs. Envie este e-mail
O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. para as pessoas que você conhece. Este também é um dos meios de evangelização, a pedido de nosso saudoso Papa João Paulo II.

- - -
05/04/2018 – Quinta Feira

 

MINI SERMÃO. SOU CATÓLICO APOSTÓLICO ROMANO – VIVO MINHA FÉ. Liturgia Diária – nº 1. NOSSO DÉCIMO SÉTIMO ENCONTRO - LITURGIA DIÁRIA. Alegremo-nos todos no Senhor, porque nosso Deus virá e terá compaixão dos pequeninos. Estamos firmes na caminhada rumo nossa conversão, tendo um encontro pessoal com Nosso Senhor Jesus Cristo, rumo a Pátria Celestial, e isso nos motiva a andar com alegria e otimismo, anunciando a boa-nova a todas as gerações. Alegrem-se os céus e exulte a terra, porque o Senhor nosso Deus virá e terá compaixão dos pequeninos (Isaías 49, 13). Desde que nos criou, Deus mantém a sua aliança conosco. Tão grande é seu amor por nós, que mandou seu Filho para nos salvar. Somos herdeiros das suas bênçãos. Deus Pai Javé nos fala: (Gênesis 49, 2. 8-10). – Naqueles dias, Jacó chamou seus filhos e disse: “Juntai-vos e ouvi filhos de Jacó, ouvi Israel, vosso pai! Judá, teus irmãos te louvarão; pesará tua mão sobre a nuca de teus inimigos, se prostrarão diante de ti os filhos de teu pai. Judá, filhote de leão: subiste meu filho, da pilhagem; ele se agacha e se deita como um leão, e como uma leoa; quem o despertará? O cetro não será tirado de Judá, nem o bastão de comando dentre seus pés, até que venha aquele a quem pertencem e a quem obedecerão os povos”. – Palavra do Senhor. Rezemos o Salmo: 71 (72) Nos seus dias a justiça florirá e paz em abundância, para sempre. 1º Dai ao rei vossos poderes, Senhor Deus, vossa justiça ao descendente da realeza! Com justiça ele governe o vosso povo, com equidade ele julgue os vossos pobres. 2º Das montanhas venha a paz a todo o povo, e desça das colinas a justiça! Este rei defenderá os que são pobres, os filhos dos humildes salvará. 3º Nos seus dias a justiça florirá e grande paz, até que a lua perca o brilho! De mar a mar estenderá o seu domínio, e desde o rio até os confins de toda a terra! 4º Seja bendito o seu nome para sempre! E que dure como o sol sua memória! Todos os povos serão nele abençoados, todas as gentes cantarão o seu louvor!  Nosso Senhor Jesus Cristo nos fala: (Mateus 1, 1-17) Livro da origem de Jesus Cristo, filho de Davi, filho de Abraão. Abraão gerou Isaac; Isaac gerou Jacó; Jacó gerou Judá e seus irmãos. Jessé gerou o rei Davi. Davi gerou Salomão, daquela que tinha sido mulher de Urias. Matã gerou Jacó. Jacó gerou José, o esposo de Maria, da qual nasceu Jesus, que é chamado o Cristo. Assim, as gerações desde Abraão até Davi são quatorze; de Davi até o exílio na Babilônia, quatorze; e do exílio na Babilônia até Cristo, quatorze. – Palavra da Salvação. Façamos nossas preces: Proteja Senhor, o vosso povo. 1º Senhor Deus, velai pela santidade do vosso povo, que caminha convosco. 2º Tornai-nos firmes e fieis no seguimento de Cristo, pão da vida e luz do mundo. 3º Fortalecei os que não medem esforços no anúncio da boa-nova. 4º Dai esperança e consolo aos idosos desassistidos pelos filhos. 5º Vinde iluminar e animar os que vivem à sobra do erro e do comodismo. Paz e Bem! R. Carlos.
Obs. Envie este e-mail
O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. para as pessoas que você conhece. Este também é um dos meios de evangelização, a pedido de nosso saudoso Papa João Paulo

- - -
04/04/2018 – Quarta Feira
MINI SERMÃO. SOU CATÓLICO APOSTÓLICO ROMANO – VIVO MINHA FÉ . Liturgia Diária – nº 1. NOSSO DÉCIMO SEXTO ENCONTRO - LITURGIA DIÁRIA.

 

Todos nós formamos Igreja. Pode haver entre nós diferenças culturais, mas constituímos um só povo, que o Pai ama e protege. Como Igreja, iluminados por Nosso Senhor Jesus Cristo, desejamos iluminar todos os povos, anunciando o evangelho a toda criatura. O Senhor descerá com esplendor, para visitar o seu povo na paz e fazê-lo viver a vida eterna. Glorifiquemos o Senhor, pois nos reúne numa mesma fé para ouvir sua Palavra, ela nos mostra Jesus, luz duradoura que vem para iluminar os caminhos da humanidade. Deus Pai Javé nos fala: (Isaías 56, 1-3.6-8). – Isto diz o Senhor: “Cumpri o dever e pratique a justiça, minha salvação está prestes a chegar e minha justiça não tardará a manifestar-se. Feliz do homem que assim proceder e que nisso perseverar, observando o sábado sem o profanar, preservando suas mãos de fazer o mal. Não diga o estrangeiro que aderiu ao Senhor: Por certo o Senhor me excluirá de seu povo. Aos estrangeiros que aderem ao Senhor, prestando-lhe culto, honrando o nome do Senhor, servindo-o como servos seus, a todos que observam o sábado e não o profanam e aos que mantêm aliança comigo, a esses conduzirei ao meu santo monte e os alegrarei em minha casa de oração; aceitarei com agrado em meu altar seus holocaustos e vitimas, pois minha casa será chamada casa de oração para todos os povos”. Diz o Senhor Deus, que reúne os dispersos de Israel: “Ainda reunirei com eles outros, além dos que já estão reunidos”. Palavra do Senhor.  Rezemos o Salmo: 66 (67) Que as nações vos glorifiquem, ó Senhor, que todas as nações vos glorifiquem. 1º Que Deus nos dê a sua graça e sua bênção, e sua face resplandeça sobre nós! Que na terra se conheça o seu caminho e sua salvação por entre os povos. 2º Exulte de alegria a terra inteira, pois julgais o universo com justiça; os povos governais com retidão e guiais, em toda a terra, as nações. 3º A terra produziu sua colheita: O Senhor e nosso Deus nos abençoa. Que o Senhor e nosso Deus nos abençoe e o respeitem os confins de toda a terra! Nosso Senhor Jesus Cristo nos fala: (João 5, 33-36) Naquele tempo, Jesus disse aos judeus: “Vós mandastes mensageiros a João, e ele deu testemunho da verdade. Eu, porém, não dependo do testemunho de um ser humano. Mas,  falo assim para a vossa salvação. João era uma lâmpada que estava acesa e a brilhar, e vós com prazer vos alegrastes por um tempo com a sua luz. Mas eu tenho um testemunho maior que o de João: as obras que o Pai me concedeu realizar. As obras que eu faço dão testemunho de mim, mostrando que o Pai me enviou”. Palavra da Salvação. Façamos nossas preces: Venha Senhor Jesus. 1º Pela Igreja Católica, povo de Deus, para que, vivendo a unidade e praticando a Palavra, ilumine a todos. 2º Pelos povos em conflito, para que superem as hostilidades iluminados pela palavra de Deus. 3º Pelos cristãos, para que busquem a unidade e juntos anunciem o evangelho a todas as pessoas. 4º Pelas religiões, para que anunciem e revelem o Deus da paz, do amor e da união. 5º Pelas pastorais, para que a luz de Nosso Senhor Jesus Cristo ilumine os caminhos de sua missão. Paz e Bem! Carlos. Obs. Envie este e-mail O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. para as pessoas que você conhece. Este também é um dos meios de evangelização, a pedido de nosso saudoso Papa João Paulo II.
- - -

03/04/2018 – Terça Feira
MINI SERMÃO. SOU CATÓLICO APOSTÓLICO ROMANO – VIVO MINHA FÉ. Liturgia Diária – nº 1. NOSSO DÉCIMO QUINTO ENCONTRO - LITURGIA DIÁRIA. Está perto, Senhor, e todos os vossos caminhos são verdadeiros. Desde muito aprendi que vossa aliança foi estabelecida para sempre (Salmo 118, 151s). A palavra de Deus nos faz exultar, pois o Senhor mostra toda sua misericórdia e amor por nós ao enviar o próprio Filho para morar em nosso meio. Deus Pai Javé nos fala: (Isaías 54, 1-10). – Alegra-te ó estéril, que nunca foste mãe, exulta e regozija-te, tu que nunca deste à luz; os filhos da mulher abandonada são mais numerosos do que os filhos da bem-casada, diz o Senhor. Alarga o espaço de tua tenda e distende bastante as peles das tuas barracas; usa cordas bem longas e finca as estacas com segurança. Farás expansão para um lado e para outro e tua posteridade receberá em herança as nações que povoarão cidades abandonadas. Não tenhas medo, pois não sofrerás afronta alguma; nem te perturbes, pois não tens de que te envergonhar; esquecerás a vergonha sofrida na juventude e não te recordarás mais da humilhação da viuvez. Teu esposo é aquele que te criou, seu nome é Senhor dos exércitos; teu redentor, o santo de Israel, chama-se Deus de toda a terra. O Senhor te chamou, como a  mulher abandonada e de alma aflita; como a esposa repudiada na mocidade, falou o teu Deus. Por um breve instante eu te abandonei, mas com imensa compaixão volto a acolher-te. Num momento de indignação por pouco ocultei de ti minha face, mas com misericórdia eterna compadeci-me de ti, diz teu salvador, o Senhor. Como fiz nos dias de Noé, a quem jurei nunca mais inundar a terra, assim juro que não me irritarei contra ti nem te farei ameaças. Podem os montes recuar e as colinas abalar-se, mas, minha misericórdia não se apartará de ti, nada fará mudar a aliança de minha paz, diz o teu misericordioso Senhor – Palavra do Senhor.    Rezemos o Salmo: Salmo responsorial 29 (30): Eu vos exalto, ó Senhor, porque vós me livrastes! 1º Eu vos exalto, ó Senhor, pois me livrastes, e não deixastes rir de mim meus inimigos! Tirastes-vos minha alma dos abismos e me salvastes quando estava já morrendo! 2º Cantai salmos ao Senhor, povo fiel, dai-lhe graças e invocai seu santo nome! Pois sua ira dura apenas um momento, mas sua bondade permanece a vida inteira; se à tarde vem o pranto visitar-nos, de manha vem saudar-nos a alegria. 3º Escutai-me, Senhor Deus, tende piedade! Sede, Senhor, o meu abrigo protetor! Transformastes o meu pranto em uma festa. Senhor meu Deus, eternamente hei de louvar-vos! (Preparai o caminho do Senhor, endireitai suas veredas! Toda carne há de ver a salvação que vem de Deus! – Lucas 3, 4-6) Nosso Senhor Jesus Cristo nos fala: (Lucas 7, 24-30) Depois que os mensageiros de João partiram, Jesus começou a falar sobre João às multidões: “O que fostes ver no deserto? Um caniço agitado pelo vento? O que fostes ver? Um homem vestido com roupas finas? Ora, os que se vestem com roupas preciosas e vivem no luxo estão nos palácios dos reis. Então, o que fostes ver? Um profeta? Eu vos afirmo que sim, e alguém que é mais do que um profeta. É de João que está escrito: Eis que eu envio o meu mensageiro à tua frente; ele vai preparar o meu caminho diante de ti. Eu vos digo; entre os nascidos de mulher, ninguém é maior do que João. No entanto, o menor no reino de Deus é menor do que ele”. Todo o povo ouviu, e até mesmo os cobradores de impostos reconheceram a justiça de Deus e receberam o batismo de João. Mas, os fariseus e os mestres da lei, rejeitando o batismo de João, tornaram inútil para si mesmo o projeto de Deus. Palavra da Salvação. Façamos nossas preces: Senhor, ouvi e atendei-nos. 1º Pela Igreja Católica, para que não esmoreça diante das dificuldades da evangelização. 2º Pelo papa, bispos, padres, freiras, diáconos, catequistas, coordenadores de grupo de orações de jovens, para que sejam fieis na missão. 3º Pelos casais estéreis, para que sintam a presença amorosa de Deus. 4º Pelos pobres, para que sintam o quanto são importantes no reino de Deus. Paz e Bem! R. Carlos.

Obs. Envie este e-mail O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. para as pessoas que você conhece. Este também é um dos meios de evangelização, a pedido de nosso saudoso Papa João Paulo II. 
- - -
02/04/2018 – Segunda Feira

MINI SERMÃO. SOU CATÓLICO APOSTÓLICO ROMANO – VIVO MINHA FÉ. Liturgia Diária – nº 1. NOSSO DÉCIMO QUARTO ENCONTRO - LITURGIA DIÁRIA. A cruz de nosso Senhor Jesus Cristo deve ser a nossa glória: nele está nossa vida e ressurreição; foi ele que nos salvou e libertou (Gálatas 6,14). A Palavra de Deus nos convida a estar abertos para acolher o “justo esperado”, que vem do alto como orvalho, e proclamar a todos as maravilhas que vemos e ouvimos de Jesus. Deus Pai Javé nos fala: (Isaías 45, 6-8.18.21-25). “Eu sou o Senhor, não há outro, eu formei a luz e criei as trevas, crio o bem-estar e as condições de mal-estar: sou o Senhor que faço todas as coisas. Céu deixe cair orvalho das alturas, e que as nuvens façam chover justiça; abra-se a terra e germine a salvação; brote igualmente a justiça: eu, o Senhor, a criei”. Isto diz o Senhor que criou os céus, o próprio Deus que fez a terra, a confirmou e consolidou; não a criou para ficar vazia, formou-a para ser habitada: “Sou eu o Senhor, e não há outro. Acaso não sou eu o Senhor? E não há deus além de mim. Não há um Deus justo, e que salve, a não ser eu. Povos de todos os caminhos os confins da terra, voltai-vos para mim e sereis salvos, eu sou Deus e não há outro. Juro por mim mesmo: de minha boca sai o que é justo, a palavra que não volta atrás; todo joelho há de dobrar-se para mim, por mim há de jurar toda língua, dizendo: Somente no Senhor residem justiça e força” Comparecerão perante ele, envergonhados, todos os que lhe resistem; no Senhor será justificada e glorificada toda a descendência de Israel – Palavra do Senhor. Rezemos o Salmo: Salmo responsorial 84 (85): Que os céus lá do alto derramem o orvalho que chora das nuvens o justo esperado! 1º Quero ouvir o que o Senhor irá falar: é a paz que ela vai anunciar; a paz para o seu povo e seus amigos, para os que voltam ao Senhor seu coração. Está perto a salvação dos que o temem, e a glória habitará em nossa terra. 2º A verdade e o amor se encontrarão, a justiça e a paz se abraçarão da terra brotará a fidelidade, e a justiça olhará dos altos céus. 3º O Senhor nos dará tudo o que é bom, e a nossa terra nos dará suas colheitas; a justiça andará na sua frente e a salvação há de seguir os passos seus. Nosso Senhor Jesus Cristo nos fala: (Lucas 7, 19-23) Naquele tempo, João convocou dois de seus discípulos e mandou-os perguntar ao Senhor: “É tu aquele que há de vir ou devemos esperar outro?” Eles foram ter com Jesus e disseram: “João Batista nos mando a ti para perguntar: “És tu aquele que há de vir ou devemos esperar outro?” Nessa mesma hora, Jesus curou de doenças, enfermidades e espíritos malignos a muitas pessoas e fez muitos cegos recuperarem a vista. Então, Jesus lhes respondeu: “Ide contar a João o que vistes e ouvistes: os cegos recuperam a vista, os paralíticos andam, os leprosos são purificados, os surdos ouvem, os mortos ressuscitam e a boa-nova é anunciada aos pobres. E feliz é aquele que não se escandaliza por causa de mim!”– Palavra da Salvação. Façamos nossas preces: Senhor atenda nossa prece. 1º Para que a Igreja Católica esteja sempre ao lado dos que mais sofrem. 2º Para que sejamos sensíveis aos apelos dos necessitados. 3º Para que o Espírito Santo nos ajude a perceber os sinais de Jesus. 4º Para que nunca cansemos de contar ao mundo o que vimos e ouvimos em nosso Senhor Jesus Cristo. 5º Para que sejamos exemplo de coerência na vivência de nossa fé. (Quem quiser ser meu discípulo renuncie a si mesmo, tome a sua cruz e siga-me, diz o Senhor – Mateus 16, 24). Paz e Bem! R. Carlos. Obs. Envie este e-mail O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. para as pessoas que você conhece. Este também é um dos meios de evangelização, a pedido de nosso saudoso Papa João Paulo II
- - -

29/03/2018 – Quinta Feira
MINI SERMÃO. SOU CATÓLICO APOSTÓLICO ROMANO – VIVO MINHA FÉ. Liturgia Diária – nº 1. NOSSO DÉCIMO TERCEIRO ENCONTRO - LITURGIA DIÁRIA. A palavra de Deus questiona as injustiças e a corrupção, defende o pobre e lhe garante a salvação quando este clama a Deus e nele acredita. Deus Pai Javé nos fala: (Sofonias 3, 1-2.9-13). Assim fala o Senhor: “Ai de ti, rebelde e desonrada, cidade desumana. Ela não prestou ouvidos ao apelo, não aceitou a correção; não teve confiança no Senhor nem se aproximou de seu Deus. Darei aos povos, nesse tempo, lábios purificados, para que todos invoquem o nome do Senhor e lhe prestem culto em união de esforços. Desde além-rios da Etiópia, os que me adoram, os dispersos do meu povo, me trarão suas oferendas. Naquele dia, não terás de envergonhar-te por causa de todas as tuas obras com que prevaricaste contra mim; pois eu afastarei do teu meio teus fanfarrões arrogantes, e não continuarás a fazer de meu santo monte motivo de tuas vanglórias. E deixarei entre vós um punhado de homens humildes e pobres”. E no nome do Senhor porá sua esperança o resto de Israel. Eles não cometerão iniquidades nem falarão mentiras; não se encontrará em sua boca uma língua enganadora; serão apascentados e repousarão, e ninguém os molestará – Palavra do Senhor.  Rezemos o Salmo: Salmo responsorial 33 (34): Este infeliz gritou a Deus e foi ouvido. 1º Bendirei o Senhor Deus em todo o tempo, seu louvor estará sempre em minha boca. Minha alma se gloria no Senhor; que ouçam os humildes e se alegrem! 2º Contemplai a sua face e alegrai-vos, e vosso rosto não se cubra de vergonha! Este infeliz gritou a Deus e foi ouvido, e o Senhor o libertou de toda angústia. 3º Mas ele volta a sua face contra os maus, para da terra apagar sua lembrança. Clamam os justos, e o Senhor bondoso escuta e de todas as angústias os liberta. 4º Do coração atribulado ele está perto e conforta os de espírito abatido. Mas o Senhor liberta a vida dos seus servos, e castigado não será quem nele espera. Nosso Senhor Jesus Cristo nos fala: (Mateus 21, 28-32) Naquele tempo, disse Jesus aos chefes dos sacerdotes e aos anciãos do povo: “Que vos parece? Um homem tinha dois filhos. Dirigindo-se ao primeiro, ele disse: Filho vai trabalhar hoje na vinha! O filho respondeu: Não quero. Mas depois mudou de opinião e foi. O pai dirigiu-se ao outro filho e disse a mesma coisa. Este respondeu: Sim, senhor, eu vou. Mas não foi. Qual dos dois fez a vontade do pai?” Os sumos sacerdotes e os anciãos do povo responderam: “O primeiro”. Então Jesus lhes disse: “Em verdade vos digo que os publicanos e as prostitutas vos precedem no reino de Deus. Porque João veio até vós, num caminho de justiça, e vós não acreditastes nele. Ao contrário, os publicanos e as prostitutas creram nele. Vós, porém, mesmo vendo isso, não vos arrependestes para crer nele” – Palavra da Salvação. Façamos nossas preces: Vinde Senhor Jesus. 1º Senhor, tornai o mundo justo e humano. 2º Reuni os povos numa só fé e caridade. 3º Cumulai nossa comunidade com os dons do Espírito. 4º Mostrai-nos o caminho que devemos seguir. 5º Fazei-nos sermos exemplos de luz e doação. Paz e Bem! R. Carlos. Obs. Envie este e-mail O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. para as pessoas que você conhece. Este também é um dos meios de evangelização, a pedido de nosso saudoso Papa João Paulo II
- - -
28/03/2018 – Quarta Feira
MINI SERMÃO. SOU CATÓLICO APOSTÓLICO ROMANO – VIVO MINHA FÉ Liturgia Diária – nº 1. NOSSO DÉCIMO SEGUNDO ENCONTRO - LITURGIA DIÁRIA. Aceitando ser a mãe da humanidade a Virgem Maria tornou-se protetora dos pequenos e defensora dos oprimidos. A imagem da Virgem de Guadalupe apareceu impressa na manta do índio São João Diego em 1531, período de grande opressão espanhola no México. Maria Santíssima foi proclamada padroeira da América Latina pelo Papa Pio X em 1910. Chegou o tempo em que Maria santíssima se deixa conduzir pela ação divina, torna-se a mãe do Filho de Deus e é proclamada bendita entre as mulheres. O apóstolo São Paulo nos fala: (Gálatas 4, 4-7) Irmãos, quando se completou o tempo previsto, Deus enviou o seu Filho, nascido de uma mulher, nascido sujeito à lei, a fim de resgatar os que eram sujeitos à lei e para que todos recebêssemos a filiação adotiva. E, porque sois filhos, Deus enviou aos nossos corações o Espírito do seu Filho, que clama: Abá – ó Pai! Assim já não és mais escravo, mas filho; e, se és filho, és também herdeiro, tudo isso por graça de Deus. Palavra do Senhor. Rezemos o Salmo: Salmo responsorial 95 (96): manifestai a sua glória entre as nações. 1º Cantai ao Senhor um cântico novo, cantai ao Senhor Deus, ó terra inteira! Cantai e bendizei seu santo nome! 2º Dia após dia anunciai sua salvação, manifestai a sua glória entre as nações e entre os povos do universo, seus prodígios! 3º Publicai entre as nações: “Reina o Senhor! Ele firmou o universo inabalável, e os povos ele julga com justiça”. Nosso Senhor Jesus Cristo nos fala: (Lucas 1, 39-47) Maria partiu para a região montanhosa, dirigindo-se, apressadamente, a uma cidade da Judéia. Entrou na casa de Zacarias e cumprimentou Isabel. Quando Isabel ouviu a saudação de Maria, a criança pulou no seu ventre e Isabel ficou cheia do Espírito santo. Com um grande grito, exclamou: “Bendita és tu entre as mulheres e bendito é o fruto do teu ventre! Como posso merecer que a mãe do meu Senhor me venha visitar? Logo que a tua saudação chegou aos meus ouvidos, a criança pulou de alegria no meu ventre. Bem-aventurada aquela que acreditou porque será cumprido o que o Senhor lhe prometeu”. Então Maria disse: “A minha alma engrandece o Senhor, e o meu espírito se alegra em Deus, meu salvador”. Palavra da salvação. Façamos nossas preces: Nós vos louvamos senhor. 1º Bendito sejais Senhor, por nos teres dado a mãe do vosso Filho como nossa mãe. 2º Bendito sejais Senhor, por nos teres revelado vossos mistérios de amor. 3º Bendito sejais Senhor, pelos santos mártires. 4º Bendito sejais Senhor, pelos anseios de paz e união dos povos de todas as nações. Paz e Bem! R. Carlos. Obs. Envie este e-mail O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. para as pessoas que você conhece. Este também é um dos meios de evangelização, a pedido de nosso saudoso Papa João Paulo II.
- - -
27/03/2018 – Terça Feira
MINI SERMÃO. SOU CATÓLICO APOSTÓLICO ROMANO – VIVO MINHA FÉ. Liturgia Diária – nº 1. NOSSO DÉCIMO PRIMEIRO ENCONTRO - LITURGIA DIÁRIA. Com otimismo e fé nos reunimos para celebrar nosso encontro cristão. A exemplo do profeta, todos devemos nos alegrar, pois o Senhor está próximo: João Batista aparece hoje para preparar o caminho de Jesus até nós. Alegrai-vos sempre no Senhor. De novo eu vos digo: Alegrai-vos! O Senhor está perto (Filipenses 4, 4s). As leituras nos apresentam o tema da alegria, pois o Espírito do Senhor está sobre nós, nos leva a rezar sem cessar e nos faz reconhecer em João Batista o mensageiro da vinda de Jesus. Deus Pai Javé nos fala: (Isaías 61, 1-11) O espírito do Senhor Deus está sobre mim, porque o Senhor me ungiu; enviou- me para dar a boa-nova aos humildes, curar as feridas da alma, pregar a redenção para os cativos e a liberdade para os que estão presos; para proclamar o tempo da graça do Senhor. Exulto de alegria no Senhor e minha alma regozija-se em meu Deus; ele me vestiu com as vestes da salvação, envolvendo-me com o manto da justiça e adornou-me como um noivo com sua coroa ou uma noiva com suas joias. Assim como a terra faz brotar a planta e o jardim faz germinar a semente, assim o Senhor Deus fará germinar a justiça e a sua glória diante de todas as nações. – Palavra do Senhor. Rezemos o Salmo: Lucas 1 – A minha alma se alegra no meu Deus. 1º A minha alma engrandece ao Senhor, e se alegrou o meu espírito em Deus, meu salvador, pois ele viu a pequenez de sua serva, desde agora as gerações hão de chamar-me de bendita. 2º O poderoso fez por mim maravilhas, e santo é o seu nome! Seu amor, de geração em geração, chega a todos os que o respeitam. 3º De bens saciou os famintos e despediu, sem nada, os ricos. Acolheu Israel, seu servidor, fiel ao seu amor. O apóstolo São Paulo nos fala: (1 Tessalonicenses 5, 16-24) Irmãos, estai sempre alegres! Rezai sem cessar. Dai graças em todas as circunstâncias, porque essa é a vosso respeito, a vontade de Deus em Jesus Cristo. Não apagueis o espírito! Não desprezeis as profecias, mas examinai tudo e guardai o que for bom. Afastai-vos de toda espécie de maldade! Que o próprio Deus da paz vos santifique totalmente e que tudo aquilo que sois – espírito, alma, corpo – seja conservado sem mancha alguma para a vinda de nosso Senhor Jesus Cristo! Aquele que vos chamou é fiel; ele mesmo realizará isso – Palavra do Senhor. Nosso Senhor Jesus Cristo nos fala: (João 1, 6-8.19-28) Surgiu um homem enviado por Deus; seu nome era João. Ele veio como testemunha para dar testemunho da luz, para que todos chegassem à fé por meio dele. Ele não era a luz, mas veio para dar testemunho da luz. Este foi o testemunho de João, quando os judeus enviaram de Jerusalém sacerdotes e levitas para perguntar: “Quem és tu?” João confessou e não negou. Confessou: “Eu não sou o Messias”. Eles perguntaram: “Quem és então? És tu Elias?” João respondeu: “Não sou”. Eles perguntaram: “És o profeta?” Ele respondeu: “Não”. Perguntaram então: “Quem és, afinal? Temos que levar uma resposta para aqueles que nos enviaram. O que dizes de ti mesmo?” João declarou: “Eu sou a voz que grita no deserto: Aplanai o caminho do Senhor, conforme disse o profeta Isaías”. Ora, os que tinham sido enviados pertenciam aos fariseus e perguntaram: Por que então andas batizando se não és o Messias, nem Elias, nem o profeta?” João respondeu: “Eu batizo com água; mas no meio de vós está aquele que vós não conheceis e que vem depois de mim. Eu não mereço desamarrar a correia de suas sandálias”. Isso aconteceu em Betânia, além do Jordão, onde João estava batizando. Palavra da Salvação. Façamos nossas preces: Ajudai-nos, Senhor, a aplainar vossos caminhos. 1º Elevemos a Deus nossas súplicas pelos que esperam a vinda de Jesus. 2º Pelo Papa, Bispos, padres, Freiras, diáconos, leigos para que tenham a fortaleza e a coragem de João Batista. 3º Pelos que creem, para que sejam testemunhas de alegria e da esperança no mundo. 4º Pela humanidade, para que veja em Jesus não apenas um sábio, mas o próprio Filho de Deus. 5º Pelos pobres, doentes e idosos, para que recebam a solidariedade da sociedade. 6º Pela Campanha da Evangelização, para que encontre corações generosos para ajudar no anúncio do evangelho. Paz e Bem! R. Carlos.
Obs. Envie este e-mail O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. para as pessoas que você conhece. Este também é um dos meios de evangelização, a pedido de nosso saudoso Papa João Paulo II.
- - -
26/03/2018 – Segunda Feira
MINI SERMÃO. SOU CATÓLICO APOSTÓLICO ROMANO – VIVO MINHA FÉ. Liturgia Diária – nº 1. NOSSO DÉCIMO ENCONTRO - LITURGIA DIÁRIA. Ao preparar os discípulos para a missão, Jesus quer convencê-los de que Ele é o verdadeiro Messias que esperavam e que profetas anunciaram. Convictos de que Ele é o salvador, reunimo-nos para celebrar sua presença entre nós. Venha, Senhor, que estais acima dos querubins; mostrai-nos a vossa face, e seremos salvos – Salmo 79, 4. 2. Os profetas se assemelham entre si pela missão e pela coragem com que proclamam a vontade de Deus. É preciso saber reconhecer e aceitar sua mensagem. Deus Pai Javé nos fala: Eclesiástico 79 (80) Naqueles dias, o profeta Elias surgiu como um fogo, e suas palavras queimavam como uma tocha. Fez vir a fome sobre eles e, no seu zelo, reduziu-os a pouca gente. Pela palavra do Senhor fechou o céu e de lá fez cair fogo por três vezes. Ó Elias, como te tornaste glorioso por teus prodígios! Quem poderia gloriar-se de ser semelhante a ti? Tu foste arrebatado num turbilhão de fogo, num carro de cavalos também de fogo, tu, nas ameaças para os tempos futuros, foste designado para acalmar a ira do Senhor antes do furor, para reconduzir o coração do pai ao filho e restabelecer as tribos de Jacó. Felizes os que te viram e os que adormeceram na tua amizade! – Palavra do Senhor. Rezemos o Salmo: Salmo Responsorial 79 (80):  Convertei-nos, ó Senhor, resplandecei a vossa face e nós seremos salvos! 1º Ó pastor de Israel, prestai ouvidos. Vós que sobre os querubins vos assentais. Despertai vosso poder, ó nosso Deus, e venha logo nos trazer a salvação! 2º Voltai-vos para nós, Deus do universo! Olhai dos altos céus e observai a vossa vinha e protegei-a! Foi a vossa mão direita que a plantou; protegei-a, e ao rebento que firmastes! 3º Pousai a mão por sobre o vosso protegido, o filho do homem que escolhestes para vós! E nunca mais vos deixaremos Senhor Deus! Dai-nos vida, e louvaremos vosso nome! Nosso Senhor Jesus Cristo nos fala: Mateus 17, 10-13 – Ao descerem do monte, os discípulos perguntaram a Jesus: “Por que os mestres da lei dizem que Elias deve vir primeiro?” Jesus respondeu: “Elias vem e colocará tudo em ordem. Ora, eu vos digo Elias já veio, mas eles não o reconheceram. Ao contrário, fizeram com ele tudo o que quiseram. Assim também o Filho do homem será maltratado por eles”. Então os discípulos compreenderam que Jesus lhes falava de João Batista. Palavra da Salvação. Façamos nossas preces: Senhor escute nossa prece. 1º Para que a Igreja Católica reconheça e ouça os profetas de ontem e de hoje. 2º Para que os missionários tenham sempre entusiasmo no serviço ao evangelho. 3º Para que nos preparemos bem para acolher Jesus que vem nesta Páscoa.  4º Para que os grupos de reflexão sejam iluminados pelo Espírito Santo. 5º Para que os direitos humanos sejam valorizados e respeitados. (Eis que venho logo, diz o Senhor; e trago comigo a recompensa: darei a cada um segundo as suas obras – Apocalipse 22, 12). Paz e Bem! R. Carlos.
Obs. Envie este e-mail O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. para as pessoas que você conhece. Este também é um dos meios de evangelização, a pedido de nosso saudoso Papa João Paulo II.
- - -
21/03/2018 – Quarta Feira
MINI SERMÃO. SOU CATÓLICO APOSTÓLICO ROMANO – VIVO MINHA FÉ. Liturgia Diária – nº 1. NOSSO NONO ENCONTRO - LITURGIA DIÁRIA. Por meio de sua palavra, Deus nos propõe um caminho de paz e justiça e nos  impele a tomar posição diante das situações. Somos continuamente desafiados a nos mover na vida com discernimento e sabedoria. (Jesus nos ensina que a indiferença não é a melhor atitude dos acontecimentos. Quem se deixa guiar pela sabedoria de Deus terá a luz da vida). Deus Pai Javé nos fala: Isto diz o Senhor, o teu libertador, o santo de Israel: “Eu, o Senhor teu Deus, te ensino coisas úteis, te conduzo pelo caminho em que andas. Ah, se tivesses observado os meus mandamentos! Tua paz teria sido como um rio e tua justiça como as ondas do mar; tua descendência seria como a areia do mar e os filhos do teu ventre como os grãos de areia; este nome não teria desaparecido nem teria sido cancelado de minha presença”. – Palavra do Senhor (Isaías 48, 17-19).  Rezemos o Salmo: (1) Senhor quem te vos seguir terá a luz da vida. 1º Feliz é todo aquele que não anda conforme os conselhos dos perversos; que não entra no caminho dos malvados nem junto aos zombadores vai sentar-se; mas encontra seu prazer na lei de Deus e a medita, dia e noite, sem cessar. 2º Eis que ele é semelhante a uma árvore que à beira da torrente está plantada; ela sempre dá seus frutos a seu tempo, e jamais as suas folhas vão murchar. Eis que tudo o que ele faz vai prosperar. 3º Mas bem outra é a sorte dos perversos. Ao contrário, são iguais à palha seca espalhada e dispersada pelo vento. Pois Deus vigia o caminho dos eleitos, mas a estrada dos malvados leva à morte. Nosso Senhor Jesus Cristo nos fala: Naquele tempo, disse Jesus às multidões: “Com quem vou comparar esta geração? São como crianças sentadas nas praças, que gritam para os colegas, dizendo: Tocamos flauta e vós não dançastes. Entoamos lamentações e vós não batestes no peito! Veio João, que não come nem bebe, e dizem: Ele está com um demônio. Veio o Filho do Homem, que come e bebe, e dizem: É um comilão e beberrão amigo de cobradores de impostos e de pecadores. Mas a sabedoria foi reconhecida com base em suas obras” – Palavra da Salvação. (Mateus 11, 16-19).  Façamos nossas preces: Senhor escute nossas preces. 1º Para que a Igreja Católica, iluminada pela palavra de Deus, seja sinal de libertação na sociedade.  2º Para que os governantes se preocupem em proporcionar condições de vida digna para o povo brasileiro. 3º Para que as pessoas descontentes com tudo se deixem preencher pelo caminho do Pai. 4º Para que nos libertemos dos preconceitos e hábitos que nos impedem melhor convívio. 5º Para que o tempo de Páscoa nos ilumine e nos motive a tomar decisões acertadas. (Esperamos um salvador, o Senhor Jesus Cristo; ele transformará segundo a sua condição gloriosa a nossa humilde condição – Filipenses 3, 20s). Paz e Bem! R. Carlos.
Obs. Envie este e-mail O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. para as pessoas que você conhece. Este também é um dos meios de evangelização, a pedido de nosso saudoso Papa João Paulo II.
- - -
20/03/2018 – Terça Feira 

MINI SERMÃO. SOU CATÓLICO APOSTÓLICO ROMANO – VIVO MINHA FÉ. Liturgia Diária – nº 1. NOSSO OITAVO ENCONTRO - LITURGIA DIÁRIA. Com grande alegria rejubilo-me no Senhor, e minha alma exultará no meu Deus, pois me revestiu de justiça e salvação, como a noiva ornada de suas joias (Isaías 61, 10). Maria Santíssima aparece na história da salvação como aquela que resgata a imagem da humanidade infiel e colabora para que Deus realize, por meio de Jesus, a redenção universal. Deus Pai Javé nos fala: O Senhor Deus chamou Adão, dizendo: “Onde estás?” E ele respondeu: “Ouvi tua voz no jardim e fiquei com medo, porque estava nu, e me escondi”. Disse-lhe o Senhor Deus: “E quem te disse que estavas nu? Então comeste da árvore de cujo fruto te proibi comer?” Adão disse: “A mulher que tu me deste por companheira, foi ela que me deu do fruto da árvore, e eu comi”. Disse o Senhor Deus à mulher: “Por que fizeste isso?” E a mulher respondeu: “A serpente enganou-me e eu comi”. Então o Senhor Deus disse à serpente: “Porque fizeste isso, serás maldita entre todos os animais domésticos e todos os animais selvagens! Rastejarás sobre o ventre e comerás pó todos os dias de tua vida! Porei inimizade entre ti e a mulher, entre a tua descendência e a dela. Esta te ferirá a cabeça e tu lhe ferirás o calcanhar”. E Adão chamou a mulher Eva, porque ela é a mãe de todos os viventes – Palavra do Senhor. (Gênesis 3, 9-20). Rezemos o Salmo: 97 (98) Cantai ao Senhor Deus um cântico novo, porque ele fez prodígios. 1º Cantai ao Senhor Deus um cântico novo, porque ele fez prodígios! Sua mão e o seu braço forte e santo alcançaram-lhe a vitória. 2º O Senhor fez conhecer a salvação e às nações, sua justiça; recordou o seu amor sempre fiel pela casa de Israel. 3º Os confins do universo contemplaram a salvação do nosso Deus. Aclamai o Senhor Deus, ó terra inteira, alegrai-vos e exultai! Apóstolo Paulo nos fala: Bendito seja Deus, Pai de nosso Senhor Jesus Cristo. Ele nos abençoou com toda a bênção  do seu Espírito Santo em virtude de nossa união com Cristo, no céu. Em Cristo, ele nos escolheu, antes da fundação do mundo, para que sejamos santos e irrepreensíveis sob o seu olhar, no amor. Ele nos predestinou para sermos seus filhos adotivos por intermédio de Jesus Cristo, conforme a decisão da sua vontade, para o louvor da sua glória e da graça com que ele nos cumulou no seu bem-amado. Nele também nós recebemos a nossa parte. Segundo o projeto daquele que conduz tudo conforme a decisão de sua vontade, nós fomos predestinados a ser, para o louvor de sua glória, os que de antemão colocaram a sua esperança em Cristo – Palavra do Senhor. (Efésios 1, 12). Nosso Senhor Jesus Cristo nos fala: Naquele tempo, no sexto mês, o anjo Gabriel foi enviado por Deus a uma cidade da Galileia, chamada Nazaré, a uma virgem, prometida em casamento a um homem chamado José. Ele era descendente de Davi, e o nome da Virgem era Maria. O anjo entrou onde ela estava e disse: “Alegra-te, cheia de graça, o Senhor está contigo!” Maria ficou perturbada com essas palavras e começou a pensar qual seria o significado da saudação. O anjo, então, disse-lhe: “Não tenhas medo, Maria, porque encontraste graça diante de Deus. Eis que conceberás e darás à luz um filho, a quem porás o nome de Jesus. Ele será grande, será chamado Filho do Altíssimo, e o Senhor Deus lhe dará o trono de seu pai Davi. Ele reinará para sempre sobre os descendentes de Jacó, e o seu reino não terá fim.” Maria perguntou ao anjo: “Como acontecerá isso se eu não conheço homem algum?” O anjo respondeu: “O Espírito virá sobre ti, e o poder do Altíssimo te cobrirá com sua sombra. Por isso, o menino que vai nascer será chamado santo, Filho de Deus. Também Isabel, tua parenta, concebeu um filho na velhice. Este já é o sexto mês daquela que era considerável estéril, porque para Deus nada é impossível”. Maria, então disse: “Eis aqui a serva do Senhor; faça-se em mim segundo a tua palavra!” e o anjo retirou-se. – Palavra da Salvação. Façamos nossas preces: Irmãos e irmãs, enquanto proclamamos as maravilhas que Deus realizou em Maria, preservando-a do pecado, rezemos com Maria Santíssima ao Senhor, que atende aos nossos pedidos. Ó Maria Santíssima, rogai por nós; intercedei a Deus por nós. 1º Para que a Igreja Católica não se deixe enganar pela maldade do mundo, mas seja esposa de Cristo, santa e imaculada. 2º Para que os ministros ordenados, chamados por Deus, recebam dele a graça de ser sempre bons pastores. 3º Para que os cristãos reconheçam com Maria Imaculada o cumprimento da promessa de Deus. Para que as mulheres grávidas saibam agradecer e acolher com alegria o dom da vida. (Todas as nações cantam as vossas glórias, ó Maria Santíssima; por vós nos veio o sol da justiça, Nosso Senhor Jesus Cristo, nosso Deus). Paz e Bem! R. Carlos.
Obs. Envie este e-mail
O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. para as pessoas que você conhece. Este também é um dos meios de evangelização, a pedido de nosso saudoso Papa João Paulo II.
- - -
16/03/2018 – Sexta Feira
MINI SERMÃO. SOU CATÓLICO APOSTÓLICO ROMANO – VIVO MINHA FÉ. Liturgia Diária – nº 1. NOSSO SÉTIMO ENCONTRO - LITURGIA DIÁRIA. Nossa alma sempre se alegra e bendiz o Senhor, pois ele traz palavras de esperança e consolo a todos os aflitos e cansados. Acolhamos com entusiasmo sua palavra. Deus Pai Javé nos fala: Com quem haveis de me comparar, e a quem seria eu igual? Fala o Santo. Levantai os olhos para o alto e vede: quem criou tudo isso? Aquele que expressa em números o exército das estrelas e a cada um chama pelo nome: tal é a grandeza e força e poder de Deus, que nenhuma delas falta à chamada (Isaías 40, 25-26); então, por que dizes, Jacó, e por que falas, Israel: “Minha vida ocultou-se da vista do Senhor e meu julgamento escapa ao do meu Deus? Acaso ignoras ou não ouvistes? (Isaías 40, 27-28) O Senhor é o Deus eterno que criou os confins da terra; ele não falha nem se cansa, insondável é sua sabedoria; ele dá coragem ao desvalido e aumenta o vigor do mais fraco. Cansam-se as crianças e param, os jovens tropeçam e caem, mas os que esperam no Senhor renovam suas forças, criam asas como as águias, correm sem se cansar, caminham sem parar (Isaías 40, 29-31) – Palavra do Senhor. Rezemos o Salmo: 102 (103) Bendize, ó minha alma, ao Senhor. 1º Bendize, ó minha alma, ao Senhor, e todo o meu ser, seu santo nome! Bendize, ó minha alma, ao Senhor, não te esqueças de nenhum de seus favores! 2º Pois ele te perdoa toda culpa e cura toda a tua enfermidade; da sepultura ele salva a tua vida e te cerca de caminho e compaixão. 3º O Senhor é indulgente, é favorável, é paciente, é bondoso e compassivo. Não trata como exigem nossas faltas nem nos pune em proporção às nossas culpas. (Eis que o Senhor há de vir, a fim de salvar o seu povo; felizes são todos aqueles que estão prontos para ir-lhe ao encontro). Nosso Senhor Jesus Cristo nos fala: Naquele tempo, tomou Jesus a palavra e disse: “Vinde a mim todos vós que estais cansados e fadigados sob o peso dos vossos fardos, e eu vos darei descanso. Tomai sobre vós o meu jugo e aprendei de mim, porque sou manso e humilde de coração, e vós encontrareis descanso. “Pois o meu jugo é suave e o meu fardo é leve” – Palavra do Senhor (Mateus 11, 28-30).  Façamos nossas preces: Ouvi-nos e atendei-nos, Senhor. 1º A fim de que a Igreja Católica seja exemplo de humildade, dedicação e colegialidade. 2º A fim de que as estruturas opressoras e injustas não nos deixem abatidos e resignados. 3º A fim de que o espírito renovador dos jovens dê novo ânimo à sociedade. 4º A fim de que os sofredores tenham esperança e confiança no poder de Deus. 5º A fim de que a miséria na América Latina seja motivo de preocupações de todos. Paz e Bem! R. Carlos.
Obs. Envie este e-mail
O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. para as pessoas que você conhece. Este também é um dos meios de evangelização, a pedido de nosso saudoso Papa João Paulo II.

 

- - -
15/03/2018 – Quinta Feira
MINI SERMÃO. SOU CATÓLICO APOSTÓLICO ROMANO – VIVO MINHA FÉ. Liturgia Diária – nº 1 NOSSO SEXTO ENCONTRO - LITURGIA DIÁRIA.

 

Alegremo-nos, pois Nosso Senhor Jesus Cristo está para chegar e fazer morada no meio de nós. Preparemos o coração para acolhê-lo: ele vem para buscar e integrar os que se desviam do bom caminho e os que foram rejeitados pela nossa sociedade. A Palavra de Deus nos traz novo ânimo diante das adversidades da vida, pois o Senhor vem de verdade e o desejo dele é que ninguém se perca, mas todos tenham vida e salvação. Deus Pai Javé nos fala: Consolai o meu povo, consolai-o! Diz o vosso Deus. Grita uma voz: “Preparai no deserto o caminho do Senhor, aplanai na solidão a estrada de nosso Deus. A glória do Senhor então se manifestará, e todos os homens verão juntamente o que a boca do Senhor falou.” Dizia uma voz: “Grita!” E respondi: “O que devo gritar?” Sobe a um alto monte, tu, que trazes a boa-nova a Sião; levanta com força a tua voz, tu, que trazes a boa-nova a Jerusalém, ergue a voz, não temas, dize às cidades de Judá: “Eis o vosso Deus, eis que o Senhor Deus vem com poder, seu braço tudo domina: eis, com ele conquista, eis à sua frente a vitória. Como um pastor, ele apascenta o rebanho, reúne, com a força dos braços, os cordeiros e carrega os ao colo; ele mesmo tange as ovelhas-mães” – Palavra do Senhor. (Isaías 40, 1-11). Rezemos o Salmo: Olhai e vede: o nosso Deus vem com poder! 1º Cantai ao Senhor Deus um canto novo, cantai ao Senhor Deus, ó terra inteira! Cantai e bendizei seu santo nome! Dia após dia anunciai sua salvação. 2º Manifestai a sua glória entre as nações e entre os povos do universo seus prodígios! Publicai entre as nações: “Reina o Senhor!”, e os povos ele julga com justiça. 3º O céu se rejubile e exulte a terra, aplauda o mar com o que vive em suas águas; os campos com seus frutos rejubilem e exultem as florestas e as matas. 4º Na presença do Senhor, pois ele vem, porque vem para julgar a terra inteira. Governará o mundo todo com justiça e os povos julgará com lealdade. (Salmo 95, Salmo 96). Nosso Senhor Jesus Cristo nos fala: Jesus disse a seus discípulos: “Que vos parece? Se um homem tem cem ovelhas e uma delas se perde, não deixa ele as noventa e nove nas montanhas para procurar aquela que se perdeu? Em verdade vos digo, se ele a encontrar, ficará mais feliz com ela do que com as noventa e nove que não se perderam. Do mesmo modo, o Pai que está nos céus não deseja que se perca nenhum desses pequeninos” (Mateus 18, 12-14)  Façamos nossas preces: Para que a Igreja Católica, a exemplo de Jesus, se preocupe com os pobres e abandonados. Para que o Papa, bispos, sacerdotes, diáconos, freiras, catequistas, coordenadores de movimentos dentro da Igreja Católica tenham sabedoria no serviço pastoral. Para que tenhamos forças para superar os obstáculos que não deixam o ser humano viver de forma digna. Para que saibamos conviver com as diferenças religiosas, étnicas, culturais e de cor. Para que as famílias, por meio do diálogo e da compreensão, superem os conflitos internos. O Senhor, justo juiz, dará a coroa da justiça aos que esperam com amor a sua vinda (2 Timóteo 4, 8). Paz e Bem! R. Carlos.
Obs. Envie este e-mail
O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. para as pessoas que você conhece. Este também é um dos meios de evangelização, a pedido de nosso saudoso Papa João Paulo II.

 

- - -
14/03/2018 – Quarta Feira
MINI SERMÃO. SOU CATÓLICO APOSTÓLICO ROMANO – VIVO MINHA FÉ. Liturgia Diária – nº 1. NOSSO QUARTO ENCONTRO - LITURGIA DIÁRIA. A comunidade unida e movida por sua fé se alegra com as maravilhas que Deus realiza em seu favor e mantém firme a esperança de dias melhores, pois sabe acolher o Deus que vem para salvar. Advento sempre é tempo de expectativa e esperança de um mundo melhor, de admirar as “coisas maravilhosas” que Deus realiza por meio de Nosso Senhor Jesus Cristo. Deus Pai Javé nos fala: Alegre-se a terra que era deserta e intransitável, exulte a solidão e floresça como um lírio. Germine e exulte de alegria e louvores; seus habitantes verão a glória do Senhor, a majestade do nosso Deus. Fortalecei as mãos enfraquecidas e firmai os joelhos debilitados. Dizei às pessoas deprimidas: “Criai ânimo, não tenhais medo! Vede, é vosso Deus, é a vingança que vem, é a recompensa de Deus; é ele que vem para vos salvar”. Então se abrirão os olhos dos cegos e se descerrarão os ouvidos dos surdos. O coxo saltará como um cervo e se desatará a língua dos mudos, assim como brotarão águas no deserto. A terra árida se transformará em lago, e a região sedenta em fontes de água. Ali haverá uma vereda e um caminho; o caminho se chamará estrada santa: por ela não passará o impuro; mas será uma estrada reta em que até os débeis não se perderão. Ali não existem leões, não andam por ela animais depredadores, nem mesmo aparecem lá, os que forem libertados poderão percorrê-la, os que o Senhor salvou voltarão para casa. “Eles virão a Sião cantando louvores, com infinita alegria brilhando em seus rostos: cheios de gozo e contentamento, não mais conhecerão a dor e o pranto” – Palavra do Senhor. (Isaías 35, 1-10) Rezemos o Salmo: Eis que vem o nosso Deus! Ele vem para salvar. 1º Quero ouvir o que o Senhor irá falar: é a paz que ele vai anunciar; a paz para o seu povo e seus amigos, para os que voltam ao Senhor seu coração. Está perto a salvação dos que o temem e a glória habitará em nossa terra. 2º A verdade e o amor se encontrarão, a justiça e a paz abraçarão; da terra brotará a felicidade, e a justiça olhará dos altos céus. 3º O Senhor nos dará tudo o que é bom, e a nossa terra nos dará suas colheitas; a justiça andará na sua frente e a salvação há de seguir os passos seus. Nosso Senhor Jesus Cristo nos fala: Um dia Jesus estava ensinando. E a virtude do Senhor o levava a curar. Uns homens traziam um paralitico num leito e procuravam fazê-lo entrar para apresentá-lo. Mas, não achando por onde introduzi-lo devido à multidão, subiram ao telhado e, entre as telhas, o desceram com o leito no meio da assembleia, diante de Jesus. Vendo-lhes a fé, ele disse: “Homem, teus pecados estão perdoados”. Os escribas e fariseus começaram a murmurar, dizendo: “Quem é este que assim blasfema? Quem pode perdoar os pecados senão Deus?” Conhecendo-lhes os pensamentos, Jesus respondeu, dizendo: “Por que murmurais em vossos corações? O que é mais fácil, dizer: teus pecados estão perdoados ou dizer: levanta-te e anda? Pois, para que saibais que o Filho do homem tem na terra poder de perdoar os pecados – disse ao paralítico – eu te digo: Levanta-te, pega o leito e vai para casa. Imediatamente, diante deles ele se levantou, tomou o leito e foi para casa, louvando a Deus. Todos ficaram fora de si, glorificaram a Deus e, cheios de temor, diziam: “Hoje vimos coisas maravilhosas! – Palavra da salvação. Façamos nossas preces: Venha Senhor Jesus. 1º Congregai Senhor, na unidade a vossa Igreja, povo de Deus. 2º Purificai nosso coração do egoísmo e da ganância. 3º Curai-nos de nossas enfermidades e de nossa fraqueza. 4º Revigorai as pessoas com o poder da vossa divindade. 4º Iluminai a sociedade, para que acolha as pessoas com deficiência. Paz e Bem! R. Carlos.
Obs. Envie este e-mail
O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. para as pessoas que você conhece. Este também é um dos meios de evangelização, a pedido de nosso saudoso Papa João Paulo II.

- - -
13/03/2018 – Terça Feira
MINI SERMÃO. SOU CATÓLICO APOSTÓLICO ROMANO – VIVO MINHA FÉ. Liturgia Diária – nº 1. NOSSO QUARTO ENCONTRO - LITURGIA DIÁRIA. Somos responsáveis pela vinda de Nosso Senhor Jesus Cristo, que nos traz sua proposta de paz e salvação. Os profetas Isaías e João Batista nos convidam a preparar os caminhos por onde Nosso Senhor Jesus Cristo deve passar, pois ele vai nos ajudar a construir o novo céu e a nova terra que todos almejamos. Da alegria do nosso coração brilhará a luz de Deus. Preparemos o coração e os ouvidos, pois Deus vai nos falar. Todos nós somos responsáveis pela preparação dos caminhos da nova humanidade redimida pela graça de Nosso Senhor Jesus Cristo. Deus Pai Javé nos fala: “Consolai o meu povo, consolai-o – diz o vosso Deus. Falai ao coração de Jerusalém e dizei em alta voz que a sua servidão acabou e a expiação de suas culpas foi cumprida; ela recebeu das mãos do Senhor o dobro por todos os seus pecados.” Grita uma voz: “Preparai no deserto o caminho do Senhor, aplanai na solidão a estrada de nosso Deus. A glória do Senhor então se manifestará, e todos os homens verão o que a boca do Senhor falou. Sobe a um alto monte, tu, que trazes a boa-nova a Sião; levanta com força a tua voz, tu, que trazes a boa-nova a Jerusalém, ergue a voz, não temas; dize às cidades de Judá: Eis o vosso Deus, eis que o Senhor Deus vem com poder, seu braço tudo domina: eis, com ele, sua conquista, eis à sua frente a vitória. Como um pastor, ele apascenta o rebanho, reúne, com a força dos braços, os cordeiros e carrega-os ao colo; ele mesmo tange as ovelhas-mães”. (Isaías 40, 1-11). Rezemos o Salmo: Mostrai-nos, ó Senhor, vossa bondade e a vossa salvação nos concedei! Quero ouvir o que o Senhor irá falar: é a paz que ele vai anunciar; a paz para o seu povo e seus amigos, para os que voltam ao Senhor seu coração. Está perto a salvação dos que o temem, e a glória habitará em nossa terra. A verdade e o amor se encontrarão, a justiça e a paz se abraçarão; da terra brotará a fidelidade, e a justiça olhará dos altos céus. O Senhor nos dará tudo o que é bom, e a nossa terra nos darão suas colheitas; a justiça andará na sua frente e a salvação há de seguir os passos seus. O apostolo Pedro nos fala: “Uma coisa vós não podeis desconhecer, caríssimos: para o Senhor, um dia é como mil anos e mil anos como um dia. O Senhor não tarda a cumprir sua promessa, como pensam alguns, achando que demora. Ele está usando de paciência para conosco, pois não deseja que alguém se perca. Ao contrário, quer que todos venham a converter-se. O dia do Senhor chegará como um ladrão, e então os céus acabarão com barulho espantoso; os elementos, devorados pelas chamas, se dissolverão, e a terra será consumida com tudo o que nela se fez. Se desse modo tudo se vai desintegrar, qual não deve ser o vosso empenho numa vida santa e piedosa, enquanto esperais com anseio a vinda do dia de Deus, quando os céus em chama se vão derreter e os elementos, consumidos pelo fogo, se fundirão? Os que nós esperamos, de acordo com a sua promessa, são novos céus e uma nova terra, onde habitará a justiça. Caríssimos, vivendo nessa esperança, esforçai-vos para que ele vos encontre numa vida pura e sem mancha e em paz”  – Palavra do Senhor (2 Pedro 3, 8-14) Preparai o caminho do Senhor; endireitai suas veredas. Toda carne há de ver a salvação do nosso Deus (Lucas 3, 4-6).  Nosso Senhor Jesus Cristo nos fala: Está escrito no  livro do profeta Isaías: “Eis que envio meu mensageiro à tua frente, para preparar o teu caminho. Esta é a voz daquele que grita no deserto: Preparai o caminho do Senhor endireitai sua estrada!” Foi assim que João Batista apareceu no deserto, pregando um batismo de conversão para o perdão dos pecados. Toda a região da Judéia e todos os moradores de Jerusalém iam ao seu encontro. Confessavam os seus pecados e João os batizava no rio Jordão. Eu vos batizei com água, mas ele vos batizará com o Espírito Santo. (I – É necessário preparar o caminho para o Messias. II – Deus tem tempo e dá tempo para a conversão. III – João Batista é o precursor que anuncia e apresenta o Salvador). Paz e Bem! R. Carlos.
Obs. Envie este e-mail
O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. para as pessoas que você conhece. Este também é um dos meios de evangelização, a pedido de nosso saudoso Papa João Paulo II.
- - -
12/03/2018 – Segunda Feira
MINI SERMÃO. SOU CATÓLICO APOSTÓLICO ROMANO – VIVO MINHA FÉ. Liturgia Diária – nº 1. Nosso terceiro encontro: O Senhor se comove ante o clamor dos sofredores e cumpre suas promessas ao enviar seu próprio Filho Nosso Senhor Jesus Cristo para que, confiando nos trabalhadores do reino, realize o projeto da humanidade restabelecida. Deus Pai Javé nos fala: Assim fala o Senhor, o Santo de Israel: “Povo de Sião, que habitas em Jerusalém, não terás motivo algum para chorar: ele se comoverá à voz do teu clamor; logo que te ouvir, ele atenderá. O senhor dará a todos o pão da angústia e a água da aflição, não se apartará mais de ti o teu mestre; teus olhos poderão vê-lo e teus ouvidos poderão ouvir a palavra de aviso atrás de ti. O caminho é este para todos, segui por ele, sem desviar-vos à direita ou à esquerda. Ele te dará chuva para a semente que tiveres semeado na terra, e o fruto da terra será abundante e rico. Haverá em toda montanha alta e em toda colina elevada arroios de água corrente, num dia em que muitos serão mortos com o desabamento de seus torrões. A lua brilhará com a luz do sol, e o sol brilhará sete vezes mais, como a luz de sete dias, no dia em que o Senhor curar a ferida de seu povo e fizer sarar a lesão de sua chaga” (Isaías 31, 19-26). Rezemos o Salmo: Felizes são aqueles que esperam no Senhor! Louve o Senhor Deus, porque ele é bom, cantai ao nosso Deus, porque é suave: ele é digno de louvor, ele o merece! O Senhor reconstruiu Jerusalém e os dispersos de Israel juntou de novo. Ele conforta os corações despedaçados, ele enfaixa suas feridas e as cura; fixa o número de todas as estrelas e chama a cada uma por seu nome. É grande e onipotente o nosso Deus, seu saber não tem medida nem limites. O Senhor Deus é o amparo dos humildes, mas, dobra até o chão os que são ímpios. Nosso Senhor Jesus Cristo nos fala: É o Senhor nosso juiz e nosso Rei. O Senhor legislador nos salvará (Isaías 33, 22). Naquele tempo, Nosso Senhor Jesus Cristo percorria todas as cidades e povoados, ensinando nas suas sinagogas, pregando o Evangelho do Reino e curando todo tipo de doença e enfermidade. Vendo Nosso Senhor Jesus Cristo as multidões, compadeceu-se delas, porque estavam cansadas e abatidas como ovelhas que não tem pastor. Então disse a seus discípulos: “A messe é grande, mas os trabalhadores são poucos. Pedi, pois ao dono da messe que envie trabalhadores para a sua colheita!” E, chamando os seus doze discípulos, deu-lhes poder para expulsarem os espíritos maus e para curarem todo o tipo de doença e enfermidade. Enviou-os com as seguintes recomendações: “Ide, antes, às ovelhas perdidas da casa de Israel! Em vosso caminho, anunciai: O Reino dos Céus está próximo. Curai os doentes, ressuscitai os mortos, purificai os leprosos, expulsai os demônios. De graça recebestes, de graça deveis dar!” (Mateus 9, 35-10, 1-8). Palavra da Salvação. Façamos nossas preces: Senhor, reuni todos os povos na vossa Igreja Católica Apostólica Romana. Ajudai-nos no serviço pastoral e na doação ao próximo. Confirmai-nos na esperança da vida Eterna. Ensinai-nos a amparar os que sofrem. Iluminai-nos no caminho da inclusão social. Eu mesmo apascentarei as minhas ovelhas e as farei repousar, diz o Senhor (Ezequiel 34, 15). Paz e Bem! R. Carlos.
Obs. Envie este e-mail O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. para as pessoas que você conhece. Este também é um dos meios de evangelização, a pedido de nosso saudoso Papa João Paulo II.
- - -
09/03/2018 – Sexta Feira
MINI SERMÃO. SOU CATÓLICO APOSTÓLICO ROMANO – VIVO MINHA FÉ. Liturgia Diária – nº 1. Nosso segundo encontro: Nosso Senhor Jesus Cristo veio devolver a visão a quem não a tinha e trazer vida nova a todos os que se sentem lesados ou diminuídos em sua dignidade. O Senhor é nossa luz e salvação, não há motivo para continuarmos temerosos. O Senhor descerá com esplendor, para visitar o seu povo na paz e fazê-lo viver a vida eterna. A Palavra de Deus ilumina nossa vida e nosso caminho. Abramos os ouvidos para acolhê-la e deixemos que ela nos tire de nossa cegueira e indiferença. Deus Pai Javé nos fala: Assim fala o Senhor Deus: “Naquele dia, os surdos ouvirão as Palavras do livro e os olhos dos cegos verão no meio das trevas e das sombras. Os humildes aumentarão sua alegria no Senhor, e os mais pobres dos homens se rejubilarão no Santo de Israel; fracassou o prepotente, desapareceu o trapaceiro e sucumbiram todos os malfeitores precoces, os que faziam os outros pecar por palavras, e armavam ciladas, e atacavam os justos com palavras falsas.” “Quando contemplarem as obras de minhas mãos, hão de honrar meu nome no meio do povo, honrarão o Santo de Jacó e temerão o Deus de Israel; os homens de espírito inconstante conseguirão sabedoria e os maldizentes concordarão em aprender.”  (Isaías 29, 17-24) Rezemos o Salmo: O Senhor é minha luz e salvação. O Senhor é minha luz e salvação; de quem eu terei medo? O Senhor é a proteção de minha vida; perante quem eu tremerei? Ao Senhor eu peço apenas uma coisa, e é só isto que eu desejo: habitar no santuário do Senhor por toda a minha vida; saborear a suavidade do Senhor e contemplá-lo no seu Templo. Sei que a bondade do Senhor eu hei de ver na terra dos viventes. Espera no Senhor e tem coragem, espera no Senhor! (Salmo 26) – (Salmo 27). Nosso Senhor Jesus Cristo nos fala: Eis que virá o nosso Deus com poder e majestade, e ele há de iluminar os olhos dos seus servos! Dois cegos seguiam Nosso Senhor Jesus Cristo, gritando: “Tem piedade de nós, filho de Davi!” Quando Nosso Senhor Jesus Cristo entrou na casa, os cegos se aproximaram dele. Então, Nosso Senhor Jesus Cristo perguntou-lhes: “Vós acreditais que eu posso fazer isso?” Eles responderam: “Sim, Senhor.” Então Nosso Senhor Jesus Cristo tocou nos olhos deles, dizendo: “Faça-se conforme a vossa fé.” E os olhos deles se abriram  (Mateus 29,17-24). Façamos nossas preces: Tornai-nos Senhor, mais humildes e acolhedores. Ajudai-nos a reconhecer vossa ação no mundo, principalmente em nossa vida. Livrai-nos da ganância no trato com a natureza e fazei-nos buscar sempre sua preservação. Curai-nos da cegueira, para podermos ver vossa luz que brilha a cada dia aos nossos olhos. Cumulai-nos de otimismo e alegria, para tornarmos nossa sociedade mais fraterna e feliz. Esperamos um Salvador, o Senhor Jesus Cristo; Ele transformará, segundo a sua condição gloriosa, a nossa humilde condição (Filipenses 3, 20). Paz e Bem! R. Carlos. Obs. Envie este e-mail O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. para as pessoas que você conhece. Este também é um dos meios de evangelização, a pedido de nosso saudoso Papa João Paulo II.
- - -

08/03/2018 – Quinta Feira
MINI SERMÃO. SOU CATÓLICO APOSTÓLICO ROMANO – VIVO MINHA FÉ Liturgia Diária – nº 1. Nosso primeiro encontro: Caríssimos, acostumados a tantas facilidades no mundo de hoje, temos dificuldade em crer que esta vida cômoda possa um dia ter fim. Nosso Senhor Jesus Cristo vem a nós para nos dizer que tudo isso passa e precisamos viver sobre valores que valham à pena e sejam duradouros. Nos Salmos 118, 151 está escrito: “Estais perto, Senhor, e todos os vossos caminhos são verdadeiros”. A segurança do justo está em Deus, e a fidelidade a Ele é garantia de vida e de paz. A escuta e as vivências de suas Palavras nos asseguram a conquista do Reino e a vitória final. Lemos também em Isaías 26, 2-4: “Abri as portas para que entre um povo justo, cumpridor da palavra, firme em seu propósito; e tu lhe conservarás a paz, porque confia em ti. Esperai no Senhor por todos os tempos, o Senhor é a rocha eterna.” Nos Salmos 117, 118 está escrito: “Bendito é aquele que vem vindo em nome do Senhor! 1º: Dai graças ao Senhor, porque ele é bom! Eterna é a sua misericórdia! É melhor buscar refúgio no Senhor do que pôr no ser humano a esperança; é melhor buscar refúgio no Senhor do que contar com os poderosos desde mundo! 2º: Abri-me vós, abri-me as portas da justiça; quero entrar para dar graças ao Senhor! Sim, esta é a porta do Senhor, por ela só os justos entrarão! Dou-vos graças ó Senhor, porque me ouvistes e vos tornastes para mim o salvador! 3º: Ó Senhor, dai-nos a vossa salvação; ó Senhor, dai-nos também prosperidade! Bendito seja, em nome do Senhor, aquele que em seus átrios vai entrando! Desta casa do Senhor vos bendizemos. Que o Senhor e nosso Deus nos ilumine. Caríssimos, em Isaias 55, 6 lemos: “Busque o Senhor, vosso Deus invoque-o, enquanto está perto!” No Evangelho de São Mateus 7, 27-31 Nosso Senhor Jesus Cristo diz: “Nem todo aquele que me diz: Senhor, Senhor entrará no Reino dos Céus, mas o que põe em prática a vontade de meu Pai que estás nos Céus. Portanto, quem ouve as minhas Palavras e as põe em prática é como um homem prudente, que construiu sua casa sobre a rocha. Caiu a chuva, vieram as enchentes, os ventos deram contra a casa, mas, a casa não caiu, porque estava construída sobre a rocha. Por outro lado, quem ouve estas minhas Palavras e não as põe em prática é como um homem sem juízo, que construiu sua casa sobre a areia. Caiu a chuva, vieram as enchentes, os ventos sopraram e deram contra a casa, e a casa caiu, e sua ruína foi completa!” Façamos nossas preces: Nosso Senhor Jesus Cristo, vinde iluminar a caminhada missionária da Santa Igreja Católica Apostólica Romana. Vinde sustentar nossa luta pela superação da miséria. Vinde nos ajudar no combate à AIDS e ao preconceito. Vinde fortalecer nossa comunidade na vivência fraterna. Caríssimos, Vivamos neste mundo com justiça e piedade, esperando a feliz esperança e o advento da glória de nosso grande Deus. (Tito 2, 12). Paz e Bem! R. Carlos.
Obs. Envie este e-mail
O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. para as pessoas que você conhece. Este também é um dos meios de evangelização, a pedido de nosso saudoso Papa João Paulo II.

- - -
07/03/2018 – Quarta Feira
MINI SERMÃO. SOU CATÓLICO APOSTÓLICO ROMANO – VIVO MINHA FÉ
Liturgia Diária – nº 1. Iniciemos a nossa Liturgia Diária nº 1 - Intenções do mês – Caríssimos, rezemos para que todos os povos da terra cresçam na misericórdia e na paz através do conhecimento e respeito mútuos. Para que as crianças e os jovens sejam mensageiros do Evangelho e para que suas dignidades sejam respeitadas e privadas contra toda violência e explorações. A graça de Nosso Senhor Jesus Cristo, o amor do Pai e a comunhão do Espírito Santo estejam conosco. Bendito seja Deus que nos reuniu no amor de Nosso Senhor Jesus Cristo. No dia em que celebramos a vitória de Nosso Senhor Jesus Cristo sobre o pecado e a morte, também nós somos convidados a morrer para o pecado e ressurgir para uma vida nova. Reconheçamo-nos necessitados da misericórdia do Pai Celestial. Confessemos os nossos pecados. Confesso a Deus todo-poderoso e a vós irmãos e irmãs, que pequei muitas vezes por pensamentos e palavras, atos e omissões, por minha culpa, minha tão grande culpa. E peço à Virgem Maria, aos Anjos e Santos e a vós, irmãos e irmãs, que rogueis por mim a Deus, nosso Senhor. Deus todo poderoso tenha compaixão de nós, perdoe os nossos pecados e nos conduza à vida eterna. Amém. O Senhor disse: “Quem dentre vós estiver sem pecado atire a primeira pedra”. Reconheçamo-nos que somos pecadores e perdoemo-nos mutuamente do fundo do nosso coração. Deus todo poderoso tenha compaixão de nós, perdoe os nossos pecados e nos conduza à vida eterna. Amém. Paz e Bem! R. Carlos. Obs. Envie este e-mail
O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. para as pessoas que você conhece. Este também é um dos meios de evangelização, a pedido de nosso saudoso Papa João Paulo II.
- - -
06/03/2018 – Terça Feira
MINI SERMÃO. SOU CATÓLICO APOSTÓLICO ROMANO – VIVO MINHA FÉ. TEMA: SERÁ QUE A BÍBLIA AINDA É ÚTIL?  O que a Bíblia pode fazer por você agora? Já parou para pensar? Será que a Bíblia pode nos ajudar a sermos amigos de Deus? Alguns acreditam que é impossível sermos amigos de Deus. Eles acham que não merecem isso porque são pecadores. Outros dizem que Deus não se importa com as pessoas. O que você acha? O que a Bíblia diz – Deus tem amizade com os íntegros, ou seja, com os que fazem a vontade dele (Provérbios 3, 32). Se obedecermos a Deus, vamos poder ser amigos d’Ele.  O que mais podemos aprender da Bíblia? – Deus quer ser nosso Amigo (Tiago 4, 8). Como nosso Amigo, Deus quer nos ajudar e nos perdoar. (Salmo 86, 5) – Os amigos de Deus amam o que Ele ama e odeiam o que ele odeia. (Romanos 12, 9).  Fim desta matéria. (Em anexo a apostila desta matéria). Paz e Bem!
R. Carlos.  Obs. Envie este e-mail O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. para as pessoas que você conhece. Este também é um dos meios de evangelização, a pedido de nosso saudoso Papa João Paulo II.
- - -
05/03/2018 – Segunda Feira
MINI SERMÃO. SOU CATÓLICO APOSTÓLICO ROMANO – VIVO MINHA FÉ. TEMA: SERÁ QUE A BÍBLIA AINDA É ÚTIL?  O que a Bíblia pode fazer por você agora? 2º Ser amigo do Criador – A Bíblia também nos incentiva a sermos amigos de Deus Pai Javé nosso Criador. Ela diz: “Acheguem-se a Deus, e ele se achegará a vocês.” (Tiago 4, 8) de vez em quando pode acontecer de a gente ficar na dúvida se é mesmo possível ser amigo do Deus todo – poderoso. Mas, a Bíblia nos garante que se realmente quisermos, nós vamos achar a Deus, porque Ele não está longe de cada um de nós. (Atos dos Apóstolos 17, 27). O conselho da Bíblia para sermos amigos de Deus é muito importante para o nosso futuro. Como assim? Pense nisto: por mais que tentemos, nenhum de nós consegue escapar do nosso pior inimigo, a morte (1 Coríntios 15, 26) Mas, Deus é eterno. Ele nunca vai morrer e quer que seus amigos vivam para sempre também. Com palavras simples, mas muito bonitas, a Bíblia diz que Javé deseja: “Que vocês vivam para sempre.” (Salmo 22, 26) Como você pode ser amigo de Deus para sempre? Continue a aprender sobre Ele por meio da sua Palavra, a Bíblia (João 17, 3), (2 Timóteo 3, 16). Peça a ajuda d’Ele para entender a Bíblia. Ele nos garante que Deus nos dará sabedoria se continuarmos a pedir a ele de coração (Tiago 1, 5). E se esforce para colocar em prática o que você aprender. Assim, você vai deixar a Palavra de Deus ser uma “lâmpada para o seus pés” e uma “luz para o seu caminho”, agora e para sempre. (Salmo 119); (Salmo 105). Paz e Bem! R. Carlos.  Obs. Envie este e-mail O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. para as pessoas que você conhece. Este também é um dos meios de evangelização, a pedido de nosso saudoso Papa João Paulo II.
- - -
02/03/2018 – Sexta Feira
MINI SERMÃO. SOU CATÓLICO APOSTÓLICO ROMANO – VIVO MINHA FÉ. TEMA: SERÁ QUE A BÍBLIA AINDA É ÚTIL? O que a Bíblia pode fazer por você agora? 1º Ter um objetivo de vida – Os conselhos da Bíblia para lidar com problemas realmente funcionam. Só que ela é muito melhor do que um livro de autoajuda. Ela nos incentiva a não nos concentrar em nós mesmos, mas, a enxergar além dos nossos problemas. Só assim nossa vida pode ter verdadeiro objetivo. Veja, por exemplo, este conselho da Bíblia: “Há mais felicidade em dar do que receber.” (Atos dos Apóstolos 20, 35). Você consegue lembrar quando você ajudou alguém que estava passando necessidade? Ou de quando deu atenção a um amigo enquanto ele desabafava com você? Como você se sentiu? Com certeza você ficou feliz por ter ajudado a melhorar o dia dessa pessoa. Somos muito mais felizes quando ajudamos outros sem esperar nada em troca. Um escritor disse: “É praticamente impossível alguém dar de si e não receber mais do que deu. Mas isso só acontece se a pessoa der sem pensar em receber uma recompensa.” Só que quando ajudamos outros, especialmente os que não têm condições de retribuir, somos recompensados. Quando ajudamos outros, estamos trabalhando lado a lado com Nosso Senhor Jesus Cristo, e ele como que se sente em dívida com a gente. (Provérbios 19, 17) ele dá muito valor ao que fizermos pelos humildes e promete nos recompensar com algo maravilhoso: a vida eterna. Existe uma recompensa melhor do que essa? (Salmo 37, 39); (Lucas 14, 12-14). Para termos verdadeiro objetivo de vida, a Bíblia nos diz que precisamos adorar o Deus verdadeiro, Javé. A Bíblia diz que Ele merece nossa obediência e que precisamos dar honra e glória a ele (Eclesiastes 12, 13); (Apocalipse 4, 11) quando fazemos isso, conseguimos deixar Deus feliz. Isso é maravilhoso só de pensar! Ele até nos incentiva: “Seja sábio... e alegre meu coração.” (Provérbios 27, 11). Imagine só: quando tomamos decisões levando em conta o que a Bíblia diz, nós alegramos muito o coração de nosso Criador. Ele fica feliz porque nos ama e sabe que os conselhos da sua Palavra são sempre para o nosso bem. (Isaías 48, 17-18) Realmente, não existe objetivo maior na vida do que adorar a Pessoa mais importante do Universo e alegrar seu coração. Não concorda? Paz e Bem! R. Carlos.
Obs. Envie este e-mail O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. para as pessoas que você conhece. Este também é um dos meios de evangelização, a pedido de nosso saudoso Papa João Paulo II

- - -
01/03/2018 – Quinta Feira
MINI SERMÃO. SOU CATÓLICO APOSTÓLICO ROMANO – VIVO MINHA FÉ. TEMA: SERÁ QUE A BÍBLIA AINDA É ÚTIL? O que a Bíblia pode fazer por você agora? Perder alguém na morte – Tamires lembra: “Depois que minha filha de 18 anos morreu, a dor foi tão grande que eu não queria mais viver. As coisas nunca mais iam ser as mesmas.” Apesar disso, as palavras bíblicas do Salmo 94, 19 a consolaram muito. O escritor desse salmo disse a Deus: “Quando as ansiedades me esmagaram, tu me consolaste e me acalmaste.” Tamires diz: “Pedi a Nosso Senhor Jesus Cristo que me ajudasse a fazer coisas que me consolassem que diminuíssem minha dor.” Tamires resolveu concentrar sua vida num serviço voluntário muito gratificante. Ela ainda sentia que uma parte dela estava faltando. Mas, ela comparou sua situação a um lápis de cor. Um lápis quebrado também consegue colorir. Então, ela viu que ainda podia ajudar outros. Ela lembra: “Eu percebi que quando usava a Bíblia pra me consolar as pessoas eram como se Nosso Senhor Jesus Cristo estivesse consolando a mim.” Ela também fez uma lista de pessoas mencionadas na Bíblia que perderam alguém na morte. O que ela descobriu? Ela diz: “Todas elas oravam muito.” E acrescenta: “A Bíblia não vai nos ajudar a lidar com os problemas se ficar guardada na estante.” Por estudar a Bíblia, Tamires também aprendeu a se concentrar no futuro, não no passado. O texto bíblico de Atos dos Apóstolos 24, 15 a consola muito. “Haverá uma ressurreição tanto de justos como de injustos.” Tamires tem certeza de que Nosso Senhor Jesus Cristo vai ressuscitar sua filha. Ela diz: “Eu já posso ver minha filha lá no futuro. Sei que nosso próximo encontro já está marcado; é como se estivesse na agenda do meu Pai. Eu consigo ver nós duas sentadas conversando na varanda da nossa casa. Isso é tão real na minha mente como o dia em que ela nasceu.” Paz e Bem! R. Carlos. Obs. Envie este e-mail O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. para as pessoas que você conhece. Este também é um dos meios de evangelização, a pedido de nosso saudoso Papa João Paulo II
- - -
28/02/2018 – Quarta Feira
MINI SERMÃO. SOU CATÓLICO APOSTÓLICO ROMANO – VIVO MINHA FÉ TEMA: SERÁ QUE A BÍBLIA AINDA É ÚTIL? O que a Bíblia pode fazer por você agora? Como Deus nos ajuda hoje? – A resposta da Bíblia é clara. Ela diz: “Javé está perto de todos os que o invocam, de todos os que o invocam em verdade. Ele satisfaz o desejo dos que o temem; ouve o seu clamor por ajuda e os livra.” (Salmo 145, 18-19) Isso nos consola muito, não concorda? Mas, como Deus responde às orações das pessoas de coração sincero que pedem a ajuda d’Ele?  Por dar força: Os problemas podem deixar você desanimado e esgotado em sentido físico, emocional e espiritual. (Provérbios 24, 10) Mas, Javé “dá poder ao cansado e enche de vigor aquele que está sem forças.” (Isaías 40,29). O apóstolo Paulo, que enfrentou vários problemas, disse: “Para todas as coisas tenho forças graças àquele que me dá poder.” (Filipenses 4, 13). O Espírito Santo de Deus deu forças a Paulo. Então, ore a Deus pedindo o Espírito Santo. – (Lucas 11, 13). Por dar sabedoria: Você precisa de ajuda para entender a Bíblia e fazer o que ela diz? O discípulo Tiago escreveu: “Se falta sabedoria a algum de vocês, que ele persista em pedi-la a Deus – pois ele dá a todos generosamente, sem censurar, e ela será dada.” (Tiago 1, 5). Depois de orar, faça a sua parte por ler a Bíblia e fazer o que ela diz. (Tiago 1, 23-25). Assim, você vai ver por experiência própria que esse conselho dá certo. Por dar paz: Mesmo enfrentando um problema muito difícil, Nosso Senhor Jesus Cristo pode ajudar você a sentir calmo. A Bíblia diz: “Não fiquem ansiosos por causa de coisa alguma, mas, em tudo, por orações e súplicas, junto com agradecimentos, tornem os seus pedidos conhecidos a Deus; e a paz de Deus que está além de toda compreensão, guardará o seu coração e a sua mente por meio de Nosso Senhor Jesus Cristo.” (Filipenses 4, 6-7). Se você pedir, Deus Pai Javé vai dar paz a você. Mas, e se os problemas continuarem? Não pense que Deus se esqueceu de você. Deus pode dar a coragem e a força que você precisa para aguentar o problema. (1 Coríntios 10, 13). A Bíblia também promete que no futuro todos os nossos problemas serão resolvidos para sempre! Paz e Bem! R. Carlos.
Obs. Envie este e-mail
O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. para as pessoas que você conhece. Este também é um dos meios de evangelização, a pedido de nosso saudoso Papa João Paulo II.
- - -
27/02/2018 – Terça Feira
MINI SERMÃO. SOU CATÓLICO APOSTÓLICO ROMANO – VIVO MINHA FÉ  TEMA: SERÁ QUE A BÍBLIA AINDA É ÚTIL? O que a Bíblia pode fazer por você agora? Doenças crônicas – Rose diz: “Eu tenho uma doença genérica que me faz ter muitas dores. Essa doença limita muito o que eu posso fazer.” Por causa das dores, Rose nem sempre conseguia se concentrar para estudar a Bíblia. Às vezes, ler era quase impossível. Isso a deixava muito frustrada. Mas, as palavras de Nosso Senhor Jesus Cristo em Mateus 19, 26 foram de grande ajuda: “Para Deus todas as coisas são possíveis.” Rose descobriu que existem outras maneiras de estudar: ela começou a ouvir as gravações de áudio da Bíblia, e a Catequese da Igreja Católica. Ela diz: “Sem isso, não sei como eu teria mantido forte a minha fé.” Ás vezes Rose fica triste porque não consegue fazer tanta coisa como antes. Quando fica assim, ela lembra das palavras bíblica em 2 Coríntios 8, 12: “Se já existe a prontidão, a dádiva é especialmente aceitável segundo o que a pessoa tem, não segundo o que a pessoa não tem.” Essas palavras lembram Rose de que Deus fica feliz com o que ela faz, porque ela faz tudo o que pode dentro das suas limitações. Paz e Bem! . Carlos.
Obs. Envie este e-mail
O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. para as pessoas que você conhece. Este também é um dos meios de evangelização, a pedido de nosso saudoso Papa João Paulo II.    
- - -

26/02/2018 – Segunda Feira
MINI SERMÃO. SOU CATÓLICO APOSTÓLICO ROMANO – VIVO MINHA FÉ. TEMA: SERÁ QUE A BÍBLIA AINDA É ÚTIL? O que a Bíblia pode fazer por você agora? Sentir-se sozinho – Lucia conta: “Meu marido me abandonou com duas crianças pra criar.” Que texto da Bíblia a ajudou? Provérbios 17, 17, que diz: “O verdadeiro amigo ama em todos os momentos e se torna um irmão em tempos de aflição.” Lucia procurou a ajuda de outros que, assim como ela, adoram a Nosso Senhor Jesus Cristo. O Resultado? Ela conta: “Meus irmãos me ajudaram tanto! Alguns deixaram sacolas de compras na minha casa. Um deles me ajudou a arrumar um emprego. Sempre pude contar com eles.” Cláudia, também se sentiu muito sozinha depois de tantas perdas. Ela lembra: “Era como se eu estivesse assistindo um filme: Todo mundo feliz, vivendo sua vida. Mas eu não estava nesse filme.” O texto de Salmo 68, 6 foi de muita ajuda: “Deus dá ao que está sós um lar onde morar.” Ela explica: “Eu sabia que a ideia não era apenas ter um lugar onde morar. Eu entendi que Deus oferece pra nós um lar em sentido espiritual, um lugar onde a gente se sente amado e protegido, onde a gente encontra verdadeiros amigos, que amam a Nosso Senhor Jesus Cristo. Mas, eu sabia que, antes de ser amiga deles, eu precisava ser amiga de Nosso Senhor Jesus Cristo. O Salmo 37, 4 me ajudou. Ele diz: Encontre a mais plena alegria em Javé, e ele lhe concederá os desejos do seu coração.” Cláudia diz: “Vi que eu tinha que me apegar ainda mais em Nosso Senhor Jesus Cristo. Ele é o melhor amigo que podemos ter na vida. Depois eu fiz uma lista de coisas que eu poderia fazer junto com outros que adoram a Nosso Senhor Jesus Cristo; assim, eu poderia ser mais amiga deles. Aprendi a me concentrar nas qualidades deles e a deixar as suas falhas de lado.” É claro que não é porque nossos amigos se esforçam para obedecer a Deus que eles são perfeitos. Todo mundo tem seus problemas, e os Católicos não são exceção. Só que ter amigos que obedecem a Bíblia faz toda a diferença, já que ela nos incentiva a ajudar outros sempre que possível. Mas, surge a pergunta: Será que a Bíblia também pode nos ajudar com problemas que não podem ser resolvidos agora, como uma doença crônica e perder um parente na morte? Paz e Bem! R. Carlos.
Obs. Envie este e-mail O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. para as pessoas que você conhece. Este também é um dos meios de evangelização, a pedido de nosso saudoso Papa João Paulo II

- - -
23/02/2018 – Sexta Feira
MINI SERMÃO. SOU CATÓLICO APOSTÓLICO ROMANO – VIVO MINHA FÉ. TEMA: SERÁ QUE A BÍBLIA AINDA É ÚTIL? Os conselhos da Bíblia nos ajudam a evitar muitos problemas. Ficar adiando as coisas – Uma jovem chamada Beatriz diz: “Acho que ficar adiando as coisas é genético porque meu pai também é assim. Fico deixando coisas importantes de lado só pra relaxar e assistir televisão. Esse costume é péssimo porque só aumenta o estresse e você acaba fazendo as coisas de qualquer jeito.” As palavras de 2 Timóteo 2, 15 a ajudaram muito: “Faça o máximo para se apresentar a Deus aprovado, como um trabalhador que não tem nada de que se envergonhar.” Beatriz conta: “Eu não queria que Nosso Senhor Jesus Cristo ficasse com vergonha de mim.” Por seguir esse conselho da Bíblia, ela melhorou muito. Priscila tinha o mesmo problema. Ela diz: “Se eu tinha um prazo para entregar uma atividade, eu ficava adiando até o último minuto. Isso não me fazia bem. Eu acabava chorando, perdendo o sono e ficando ansiosa.” O que a ajudou? As palavras de Provérbios 13, 16: “O homem age com conhecimento, mas, o tolo expõe sua própria tolice.” Depois de pensar nesse texto, qual foi o resultado? Ela conta: “É muito melhor agir logo e ter uma programação. Agora eu coloco todos os meus compromissos numa agenda. Assim consigo me organizar e não deixo as coisas pra última hora”. Paz e Bem! R. Carlos. Obs. Envie este e-mail O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. para as pessoas que você conhece. Este também é um dos meios de evangelização, a pedido de nosso saudoso Papa João Paulo II.
- - -
22/02/2018 – Quinta Feira
MINI SERMÃO. SOU CATÓLICO APOSTÓLICO ROMANO – VIVO MINHA FÉ TEMA: SERÁ QUE A BÍBLIA AINDA É ÚTIL? Os conselhos da Bíblia nos ajudam a evitar muitos problemas. Ficar se preocupando demais – Mas, se algum problema está fugindo do controle e não conseguimos ver uma saída? Vamos ver como a Palavra de Deus pode nos ajudar a resolver esse tipo de problemas. Alguns problemas começaram a controlar nossa vida sem a gente perceber. Eles podem durar anos e talvez sem saída. Será que a Bíblia pode nos ajudar a resolver problemas assim? Vejamos alguns exemplos. Maria diz: “Tinha coisas que eu me preocupava que não conseguia tirar da cabeça e sempre imaginava o pior.” Um texto da Bíblia que ajudou foi Mateus 6, 34: “Nunca fiquem ansiosos por causa do amanhã, pois o amanhã terá suas próprias ansiedades. Bastam a cada dia suas próprias dificuldades.” Esse texto ajudou Maria a parar de se preocupar com coisas que talvez acontecessem. Ela diz: “Eu já tinha muita coisa com o que me preocupar; não precisava encher a cabeça com coisas que não tinham acontecido que talvez nunca acontecessem.” Marlene também percebeu que a ansiedade estava controlando a vida dela. Ela diz: “Eu vivia chorando, e tinha noites que eu não conseguia dormir. Os sentimentos negativos estavam acabando comigo.” O texto 1 Pedro 5, 7, que diz: “Lancem sobre Deus toda a sua ansiedade porque ele cuida de vocês.” Marlene conta: “Comecei a orar a Nosso Senhor Jesus Cristo, e ele respondeu minhas orações. Senti como se um peso enorme saísse das minhas costas. Às vezes ainda tenho pensamentos negativos, mas, agora consigo lidar melhor com eles.”. Carlos. Obs. Envie este e-mail O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. para as pessoas que você conhece. Este também é um dos meios de evangelização, a pedido de nosso saudoso Papa João Paulo II
- - -
21/02/2018 – Quarta Feira
MINI SERMÃO. SOU CATÓLICO APOSTÓLICO ROMANO – VIVO MINHA FÉ. TEMA: SERÁ QUE A BÍBLIA AINDA É ÚTIL? Os conselhos da Bíblia nos ajudam a evitar muitos problemas. Imoralidade sexual – Poucos problemas causam tanto sofrimento como a imoralidade. Mas, a Bíblia pode nos ajudar a evitar este problema. Veja duas coisas que levam à imoralidade: a pornografia e paquerar sem querer nada sério. Um jovem chamado Bruno diz: “Pra mim, paquerar era coisa mais natural do mundo. Tinha vezes que eu nem estava interessado na garota. Mas, quando eu sabia que ela gostava de mim, ficava com mais vontade ainda de paquerar.” Mesmo quando Bruno não tinha a intenção de paquerar ninguém, diziam que ele estava paquerando. Aí ele começou a fazer disso um habito, mas, não se sentiu bem. Ele diz: “Foi uma péssima ideia, porque a gente começa a ficar muito egoísta.” Bruno leu em Provérbios 20, 11: Até mesmo uma criança (ou “um menino”, nota) mostra o que é pelas suas ações, se o seu comportamento é puro e correto.” Bruno viu que paquerar sem nada sério não é puro nem correto. “Também percebi que fazer isso não é nada bom para quem quer ser um bom marido. Fiquei pensando em como minha futura esposa ia se sentir se ela me visse paquerando outra mulher. Isso me fez perceber que esse hábito pode trazer muitos problemas. “Paquerar era natural pra mim, mas não era certo”. Bruno decidiu mudar. Isso também o ajudou a se proteger contra a imoralidade. Já Marcio enfrentou um perigo muito maior: ele estava viciado em pornografia. Apesar de ter uma esposa que amava muito, ele não conseguia parar de ver pornografia. O que o ajudou? Pensar nas Palavras de 1 Pedro 5, 8, que diz: “Mantenham os sentidos, sejam vigilantes! Seu adversário, o diabo, anda em volta como um leão que ruge, procurando a quem devorar”. Marcio diz: “A pornografia está em todo lugar, e é difícil arrancar essas imagens da mente. Esse texto Bíblico ajudou a lembrar que é o diabo que está por trás dessas imagens sujas; eu nunca podia me esquecer disso. A pornografia é um perigo para minha mente, meu coração e meu casamento. Mas, sei que posso vencer essa luta com a ajuda de Nosso Senhor Jesus Cristo. Ele pode me ajudar a manter meus sentidos e ser vigilante.” Marcio recebeu a ajuda que precisava e se livrou desse mau hábito. Isso o ajudou a evitar problemas ainda piores. Vimos que a Bíblia é útil e que ela nos ajuda a evitar problemas sérios. Paz e Bem! R. Carlos. Obs. Envie este e-mail O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. para as pessoas que você conhece. Este também é um dos meios de evangelização, a pedido de nosso saudoso Papa João Paulo II.
- - -
20/02/2018 – Terça Feira
MINI SERMÃO. SOU CATÓLICO APOSTÓLICO ROMANO – VIVO MINHA FÉ. TEMA: SERÁ QUE A BÍBLIA AINDA É ÚTIL? A Bíblia ajuda a evitar problemas. A Bíblia diz que seus conselhos vêm de Deus e são úteis para “ensinar, para repreender, para endireitar as coisas.” (2 Timóteo 3, 16). Será que isso é verdade? Veja como a Bíblia ajuda as pessoas a evitar alguns dos problemas mais difíceis da vida antes que eles fiquem fora de controle. Beber demais – Muitos descontam suas ansiedades na bebida. A Bíblia diz que beber com moderação não é errado.  Mas a Bíblia também diz: “Não esteja entre os que bebem muito vinho” (Provérbios 23, 20). Beber demais causa sérios problemas de saúde, estraga relacionamentos e acaba resultando na morte de milhões de pessoas todos os anos. Muitos desses problemas poderiam ser evitados se as pessoas seguissem esse conselho da Bíblia. Filipenses 4, 6-7: Não fiquem ansiosos por causa de coisa alguma, mas... Tornem os seus pedidos conhecidos a Deus. Quando a ansiedade vier, ore a Javé, conte o que você está sentindo: raiva, tristeza, desespero. Implore para você encontrar um jeito de se sentir melhor, faça tudo para esses sentimentos negativos não voltarem. Isso te ajuda a se concentrar no que você tem não no que você tinha. A paz que você passa a sentir é tão importante que você não vai querer perder por nada. Então faça a decisão de nunca mais beber. Paz e Bem! R. Carlos. Obs. Envie este e-mail O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. para as pessoas que você conhece. Este também é um dos meios de evangelização, a pedido de nosso saudoso Papa João Paulo II.
- - -
19/02/2018 – Segunda Feira
MINI SERMÃO. SOU CATÓLICO APOSTÓLICO ROMANO – VIVO MINHA FÉ. TEMA: SERÁ QUE A BÍBLIA AINDA É ÚTIL? O que a Bíblia pode fazer por você agora? O mais sábio dos homens disse: “A sabedoria se prova justa pelos seus resultados” (Mateus 11, 9). O melhor jeito de saber se um conselho dá certo é colocá-lo em prática. Sendo assim, você talvez pense: Se a Bíblia for útil mesmo, então ela tem que melhorar a minha vida. Mas, como ela pode me ajudar com os problemas que tenho agora? Veja um exemplo. Maria, a vida dela era completa e feliz. Mas, de repente, tudo mudou. Sua filha adolescente morreu, seu casamento acabou e o que restou foram as dívidas. “Ela ficou arrasada; não sabia mais a quem recorrer e não tinha motivos para viver.” Maria sentiu na pele como as Palavras do Salmo 90, 10 são verdadeiras: “A duração da nossa vida é de setenta anos, ou oitenta, para os mais fortes. Mas, esses anos são repletos de dificuldades e tristeza. Passam depressa, e logo desaparecemos”. Maria buscou ajuda na Bíblia. E o que a Bíblia fez por ela foi incrível. Os conselhos da Bíblia realmente funcionam. A Bíblia é realmente a Palavra de Deus, 1 Tessalonicenses 2, 13. Você talvez já tenha notado que a vida é curta e cheia de problemas. Quando os problemas parecem que vão sufocar você, onde buscar consolo ajuda e conselho? Vamos ver três maneiras em que a Bíblia é útil para a sua vida. Ela pode ajudar você: 1. Evitar problemas sempre que possível. 2. Resolver dificuldades quando elas surgem. 3. Lidar com situações que você não pode mudar.  Paz e Bem! R. Carlos.
Obs. Envie este e-mail O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. para as pessoas que você conhece. Este também é um dos meios de evangelização, a pedido de nosso saudoso Papa João Paulo II.

- - -
16/02/2018 – Sexta Feira
MINI SERMÃO. SOU CATÓLICO APOSTÓLICO ROMANO – VIVO MINHA FÉ. TEMA: SERÁ QUE A BÍBLIA AINDA É ÚTIL? Ajudar os outros. “Consolem os que estão deprimidos, amparem os fracos, sejam pacientes com todos” (1 Tessalonicenses 5, 14) “Cuidem dos órfãos e das viúvas nas suas dificuldades” (Tiago 1, 27). A Bíblia faz mais do que dizer o que precisamos para melhorar a nossa vida. Ela nos ensina a dar valor a esses conselhos e a colocá-los em prática. Se mais pessoas fizessem o que a Bíblia diz, não acha que isso ia resolver muitos problemas da humanidade? Na verdade, os conselhos da Bíblia são mais atualizados do que nunca! Mas, na prática, o que a Bíblia pode fazer por você agora? Paz e Bem!
R. Carlos. Obs. Envie este e-mail O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. para as pessoas que você conhece. Este também é um dos meios de evangelização, a pedido de nosso saudoso Papa João Paulo II.
- - -
15/02/2018 – Quinta Feira
MINI SERMÃO. SOU CATÓLICO APOSTÓLICO ROMANO – VIVO MINHA FÉ. TEMA: SERÁ QUE A BÍBLIA AINDA É ÚTIL? Ser honesto e trabalhador. “Queremos nos comportar honestamente em todas as coisas” (Hebreus 13, 18). “Quem furta não furte mais; em vez disso, trabalhe arduamente” (Efésios 4, 28).  Paz e Bem! R. Carlos. Veja no www.maikol.com.br as mensagens. Obs. Envie este e-mail O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. para as pessoas que você conhece. Este também é um dos meios de evangelização, a pedido de nosso saudoso Papa João Paulo II.
- - -
14/02/2018 – Quarta Feira
MINI SERMÃO. SOU CATÓLICO APOSTÓLICO ROMANO – VIVO MINHA FÉ. TEMA: SERÁ QUE A BÍBLIA AINDA É ÚTIL? Odiar a ganância e a imoralidade. “Protejam-se de todo tipo de ganância, porque mesmo quando alguém tem abundância, sua vida não vem das coisas que possui” (Lucas 12, 15). “A imoralidade sexual, todo tipo de impureza e a ganância não sejam nem mesmo mencionadas entre vocês, assim como é próprio de pessoas santas” (Efésios 5,3). Paz e Bem! R. Carlos.
Obs. Envie este e-mail O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. para as pessoas que você conhece. Este também é um dos meios de evangelização, a pedido de nosso saudoso Papa João Paulo II.

- - -
09/02/2018 – Sexta Feira
MINI SERMÃO. SOU CATÓLICO APOSTÓLICO ROMANO – VIVO MINHA FÉ TEMA: SERÁ QUE A BÍBLIA AINDA É ÚTIL? Respeitar a natureza. “Javé Deus tomou o homem e o estabeleceu no jardim do Éden, para que o cultivasse e tomasse conta dele”. (Gênesis 2, 15) Deus vai “arruinar os que arruínam a terra”. (Apocalipse 11, 18) Paz e Bem! R. Carlos.  Obs. Envie este e-mail O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. para as pessoas que você conhece. Este também é um dos meios de evangelização, a pedido de nosso saudoso Papa João Paulo II.
- - -
08/02/2018 – Quinta Feira
MINI SERMÃO
SOU CATÓLICO APOSTÓLICO ROMANO – VIVO MINHA FÉ. TEMA: SERÁ QUE A BÍBLIA AINDA É ÚTIL? Não ter preconceito. “Deus fez de um só homem todas as nações dos homens, para morarem na face de toda a terra.” (Atos dos apóstolos 17, 26). “Deus não é parcial, mas, em toda nação, ele aceita aquele que o teme e faz o que é direito.” (Atos dos Apóstolos 10, 34-35) Paz e Bem! R. Carlos.
Obs. Envie este e-mail
O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. para as pessoas que você conhece. Este também é um dos meios de evangelização, a pedido de nosso saudoso Papa João Paulo II.
- - -
07/02/2018 – Quarta Feira
MINI SERMÃO
SOU CATÓLICO APOSTÓLICO ROMANO – VIVO MINHA FÉ. TEMA: SERÁ QUE A BÍBLIA AINDA É ÚTIL. Ser misericordioso e saber perdoar. “Felizes os misericordiosos, porque serão tratados com misericórdia” (Mateus 5, 7) “Continuem a suportar uns aos outros e a perdoar uns aos outros liberalmente, mesmo que alguém tenha razão para queixa contra outro. Assim como Javé os perdoou liberalmente, vocês devem fazer o mesmo” (Colossenses 3, 13). Paz e Bem! R. Carlos.
Obs. Envie este e-mail O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. para as pessoas que você conhece. Este também é um dos meios de evangelização, a pedido de nosso saudoso Papa João Paulo II.
- - -
06/02/2018 – Terça Feira

MINI SERMÃO. SOU CATÓLICO APOSTÓLICO ROMANO – VIVO MINHA FÉ. TEMA: SERÁ QUE A BÍBLIA AINDA É ÚTIL? Amar a Paz. “Felizes os pacificadores, porque serão chamados filhos de Deus” (Mateus 5, 9). “Se possível, no que depender de vocês, sejam pacíficos com todos” (Romanos 12, 18).  Paz e Bem! R. Carlos. 
Obs. Envie este e-mail O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. para as pessoas que você conhece. Este também é um dos meios de evangelização, a pedido de nosso saudoso Papa João Paulo II.

- - -

05/02/2018 – Segunda Feira
MINI SERMÃO. SOU CATÓLICO APOSTÓLICO ROMANO – VIVO MINHA FÉ. TEMA: SERÁ QUE A BÍBLIA AINDA É ÚTIL? Conselhos que precisamos. Mas, você talvez se pergunte: “Será que os conselhos da Bíblia valem no nosso mundo moderno?” Para responder, pense no seguinte: Quais os piores problemas da humanidade? Quais são os mais assustadores? Talvez você pense em guerra, poluição, crime ou corrupção. Agora, veja algumas coisas que a Bíblia ensina. Pergunte-se: “Se as pessoas fizerem o que a Bíblia nos ensina, o mundo seria melhor?” Paz e Bem! R. Carlos.
Obs. Envie este e-mail O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. para as pessoas que você conhece. Este também é um dos meios de evangelização, a pedido de nosso saudoso Papa João Paulo II.

- - -
2 de fevereiro de 2018
Há duas maneiras de espalhar a luz: ser a vela que a emite ou o espelho que a reflete” (Edith Wharton, escritora norte americana, 1862-1937).
Na ausência de luz, podemos caminhar juntos de mãos dadas. A luz auxilia nossa visão. Nossa grande fonte de luz aqui no planeta Terra é o Sol. Dele emanam muitas fontes de energia; a luminosa, o calor, as magnéticas etc. Ele é vital para nossa sobrevivência. Ao mesmo tempo ele é discreto, ou seja, pelo movimento de rotação, ele vai surgindo aos poucos pela manhã até chegar sua plenitude ao meio dia, e depois vai definhado até desaparecer no horizonte. Ele continua lá em sua plenitude; nós é que nos escondemos durante a noite. Para compensar sua ausência nos momentos de escuridão, utilizamos o fogo, ou outras fontes de luz e calor. O salmista compara a experiência da luz com a ação de Deus em nossa vida dizendo: “Tua palavra é uma lâmpada para meus passos e uma luz para meus caminhos” (Salmo 119, 105). Este versículo nos mostra outra fonte de luz e energia, a Palavra de Deus, que ilumina as trevas de nossa alma e nos dá segurança em nossa caminhada pelas incertezas da vida. Esta fonte inesgotável é muito mais importante que o sol, pois é eterna. Nossa convivência fraterna pede que sejamos luz para os que se encontram na escuridão. Dividir um pouco de nossa energia para que possamos caminhar juntos. Bom trabalho! (Reflexão feita por Jose Irineu Neneve). Bom Dia! 22 anos)
- - -
1 de fevereiro de 2018
A inveja vê sempre tudo com lentes de aumento que transformam pequenas coisas em grandiosas, anões em gigantes, indícios em certezas” (Miguel de Cervantes Saavedra, poeta espanhol, 1547 – 1616).
A inveja nasce da comparação com o que é do outro. É um dos sete pecados capitais. Capitais por estarem na origem de outros vícios. Os outros pecados capitais são: gula, avareza, luxúria, ira, preguiça e soberba. Esta classificação está nos primórdios do Cristianismo. Segundo Cervantes, a inveja amplia ou amplifica o que vemos do outro, causando um desconforto quando comparamos com o que é nosso. Segundo Rubens Alves, é aquele olhar com o cantinho de olho para o que outro tem; também chamado de olho gordo. Ao se sentir inferiorizado por não ter aquilo que supõe que o outro tenha e é causa de sua alegria, fica triste e deixa de perceber seus valores, em todas as dimensões. Daí nasce uma série de atitudes que vão destruindo sua capacidade de realização, por estar preso no que é do outro. Como é imperceptível à primeira vista, só se dá conta de sua atuação quando ela já avançou. Quem é sempre agradecido por tudo o que tem, dificilmente será atingido pelo “vírus” da inveja, pois sabe que tudo é dom de Deus, e daqui nada levamos. Bom trabalho! (Reflexão feita por Jose Irineu Neneve). Bom Dia!
(22 anos)
- - -
31/01/2018 – Quarta Feira

MINI SERMÃO
SOU CATÓLICO APOSTÓLICO ROMANO – VIVO MINHA FÉ
ESCLARECIMENTOS SOBRE ALGUNS PONTOS DA FÉ CATÓLICA. QUAIS SÃO OS MANDAMENTOS DA IGREJA CATÓLICA?
Os cinco preceitos da Igreja Católica têm como fim garantir aos fieis o mínimo indispensável do espírito de oração, da vida sacramental, do esforço moral e do crescimento do amor a Deus e ao próximo. São eles: 1) Participar da Missa aos domingos e outros dias de festas de guarda, ficando livre de trabalhos e de atividades que possam impedir a santificação desses dias; 2) confessar os próprios pecados, recebendo o sacramento da Reconciliação, pelo menos uma vez por ano; 3) Receber o sacramento da Eucaristia, pelo menos na Páscoa; 4) Abster-se de comer carne e observar os jejuns nos dias estabelecidos pela Igreja Católica; 5) Atender às necessidades materiais da Igreja Católica, cada qual segundo as próprias possibilidades. Paz e Bem! R. Carlos.
Obs. Envie este e-mail O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. para as pessoas que você conhece. Este também é um dos meios de evangelização, a pedido de nosso saudoso Papa João Paulo II.

- - -
30/01/2018 – Terça Feira
MINI SERMÃO

SOU CATÓLICO APOSTÓLICO ROMANO – VIVO MINHA FÉ
ESCLARECIMENTOS SOBRE ALGUNS PONTOS DA FÉ CATÓLICA.
O QUE DIFERENCIA A BÍBLIA DOS CATÓLICOS DA BÍBLIA DE OUTRAS RELIGIÕES?
As Sagradas Escrituras contêm a Palavra de Deus e, por serem inspiradas, são verdadeiramente Palavra de Deus. A Igreja Católica venera como inspirados os 46 livros do Antigo Testamento (45, se consideramos Jeremias e Lamentações juntos) e os 27 livros do Novo Testamento. A Bíblia Católica contém todos os livros que formam o conjunto das Sagradas Escrituras. Esta lista completa é denominada “Cânon” das Escrituras. Nas versões protestantes, faltam os livros de Tobias, Judite, Sabedoria, Eclesiástico, Baruc, 1 e 2 de Macabeus e partes dos livros de Ester e de Daniel. “A interpretação da Escritura está sujeita, em última instância, ao juízo da Igreja Católica, que exerce o divino mandato de guardar e interpretar a Palavra de Deus”Paz e Bem! R. Carlos.
Obs. Envie este e-mail O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. para as pessoas que você conhece. Este também é um dos meios de evangelização, a pedido de nosso saudoso Papa João Paulo II.
- - -

29/01/2018 – Segunda Feira
MINI SERMÃO. SOU CATÓLICO APOSTÓLICO ROMANO – VIVO MINHA FÉ ESCLARECIMENTOS SOBRE ALGUNS PONTOS DA FÉ CATÓLICA. POR QUE OS CATÓLICOS HONRAM A EUCARISTIA E PRESTAM-LHE O CULTO MÁXIMO DE ADORAÇÃO? Quem recebe a comunhão eucarística deve estar em estado de graça, pois, a Eucaristia contém o próprio Nosso Senhor Jesus Cristo, que nela se oferece e é recebido mediante os sinais do pão e do vinho consagrados. Pela Eucaristia, a Igreja Católica vive e cresce continuamente. A Eucaristia é o memorial da morte e da ressurreição de Nosso Senhor Jesus Cristo, confiado à Igreja Católica, pelo qual se perpetua, pelos séculos, o sacrifício da cruz. Os fiéis têm em máxima honra a Eucaristia e, por isso, buscam participar ativamente da celebração eucarística, recebê-la muitas vezes, com a máxima devoção e prestar-lhe culto de suprema adoração. A Eucaristia é a presença real de Nosso Senhor Jesus Cristo. A Eucaristia significa e realiza a unidade do povo de Deus; é o ápice e a fonte de todo o culto e da vida cristã. Uma vez que Nosso Senhor Jesus Cristo mesmo está presente no sacramento do altar, também depois da celebração da Missa, é preciso honrá-lo com um culto de adoração. “A visita ao Santíssimo Sacramento é uma prova de gratidão, um sinal de amor e um dever de adoração para com Nosso Senhor Jesus Cristo”. Paz e Bem! R. Carlos.
Obs. Envie este e-mail
O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. para as pessoas que você conhece. Este também é um dos meios de evangelização, a pedido de nosso saudoso Papa João Paulo II.
- - -

26/01/2018 – Sexta Feira
MINI SERMÃO. SOU CATÓLICO APOSTÓLICO ROMANO – VIVO MINHA FÉ

ESCLARECIMENTOS SOBRE ALGUNS PONTOS DA FÉ CATÓLICA. SANTIFICAÇÃO DO SÁBADO OU DO DOMINGO? A Bíblia ordena: “Lembra-te de santificar o dia de sábado” (Êxodo 20, 8). Por que, então, os católicos guardam o domingo? A palavra sábado vem do hebraico shabat, que significa “descanso”. É dia de descanso em honra de Deus. Para os cristãos, o dia sabático consagrado a Deus é o domingo. Em (Marcos 2, 27-28), Nosso Senhor Jesus Cristo afirma: “O sábado foi feito para o homem, e não o homem para o sábado. Deste modo, o Filho do Homem é Senhor também do sábado”. Fatos relevantes da vida de Nosso Senhor Jesus Cristo e da Igreja primitiva aconteceram no domingo, como, por exemplo, a Ressurreição de Nosso Senhor Jesus Cristo e Pentecostes. A Igreja primitiva reunia-se no primeiro dia da semana (Atos dos Apóstolos 20, 7); (1Coríntios 16, 2), em (Apocalipse 1, 10) já se usa a nova denominação cristã, domingo, “dia do Senhor”, o dia de sua Ressurreição e da vinda do Espírito Santo à Igreja (Marcos 16, 9) e (Atos dos Apóstolos 2, 1). Por esta razão, a Igreja Católica observa o domingo como dia de descanso e como dia consagrado a Nosso Senhor Jesus Cristo. Paz e Bem! R. Carlos.
Obs. Envie este e-mail
O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. para as pessoas que você conhece. Este também é um dos meios de evangelização, a pedido de nosso saudoso Papa João Paulo II.

- - -
25/01/2018 – Quinta Feira
MINI SERMÃO

SOU CATÓLICO APOSTÓLICO ROMANO – VIVO MINHA FÉ. ESCLARECIMENTOS SOBRE ALGUNS PONTOS DA FÉ CATÓLICA. O QUE VEM A SER O ECUMENISMO? É a aproximação, a cooperação entre os cristãos, a busca fraterna da superação das divisões entre as diferentes Igrejas cristãs: os católicos, os ortodoxos, os protestantes em geral, os evangélicos. O Concílio Vaticano II assim fala do Movimento Ecumênico: “Dele participam os que invocam o Deus Trino e confessam a Nosso Senhor Jesus Cristo como Salvador e Senhor, não só individualmente, mas também reunidos em assembleias, onde ouviram o Evangelho e que declaram cada um, ser sua Igreja a de Deus. Quase todos, porém, embora diversamente, desejam uma Igreja de Deus una e visível, que seja verdadeiramente universal e enviada ao mundo inteiro, a fim de que o mundo se converta ao Evangelho e assim seja salvo para a glória de Deus”. Paz e Bem! R. Carlos.
Obs. Envie este e-mail
O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. para as pessoas que você conhece. Este também é um dos meios de evangelização, a pedido de nosso saudoso Papa João Paulo II

- - -
24/01/2018 – Quarta Feira
MINI SERMÃO. SOU CATÓLICO APOSTÓLICO ROMANO – VIVO MINHA FÉ ESCLARECIMENTOS SOBRE ALGUNS PONTOS DA FÉ CATÓLICA EM QUE A IGREJA CATÓLICA DIFERE DAS DEMAIS IGREJAS CRISTÃS? Apesar da divisão entre os cristãos, ao longo da história, a verdadeira Igreja de Nosso Senhor Jesus Cristo nunca desapareceu, nem foi perdida. Ela possui todos os elementos de eclesialidade que encontramos no Novo Testamento: a mesma fé, os sete sacramentos, a sucessão no colégio apostólico por meio dos bispos, a sucessão do ministério petrino exercido pelo Papa, o ministério da Palavra não só como anúncio, mas também como Magistério autêntico, isto é, como ensino normativo, em nome de Nosso Senhor Jesus Cristo. Em nenhum outro lugar se encontra como na Igreja Católica, a plenitude dos meios salvíficos queridos e estabelecidos por Nosso Senhor Jesus Cristo. Paz e Bem! R. Carlos.
Obs. Envie este e-mail
O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. para as pessoas que você conhece. Este também é um dos meios de evangelização, a pedido de nosso saudoso Papa João Paulo II.    
- - -

22/01/2018 – Segunda Feira
MINI SERMÃO. SOU CATÓLICO APOSTÓLICO ROMANO – VIVO MINHA FÉ. ESCLARECIMENTOS SOBRE ALGUNS PONTOS DA FÉ CATÓLICA. QUAL É A DOUTRINA DA IGREJA CATÓLICA SOBRE PURGATÓRIO? O purgatório é a purificação final dos eleitos que morreram na graça e na amizade de Deus, mas, que não alcançaram ainda a santidade necessária para usufruir da alegria celestial. A purificação final nada tem a ver com o castigo dos condenados. Dois textos Bíblicos são fundamentais na compreensão deste tema: (Mateus 12, 31 e 2Macabeus 12, 46). No texto de Mateus 12, 31, diz-se que o “pecado contra o Espírito Santo não será perdoado nem no presente século e nem no futuro”. Esta afirmação nos leva a deduzir que alguns pecados poderão ser perdoados no século futuro. Já em 2Macabeus 12, 46, Judas Macabeu mandou oferecer um sacrifício expiatório pelos que haviam morrido, a fim que obtivessem o perdão dos pecados. A partir destas citações e de sua Tradição, a Igreja Católica sempre orou pelos defuntos, particularmente na celebração Eucarística, para que purificados, possam chegar à visão beatifica de Deus. Paz e Bem! R. Carlos. Obs. Envie este e-mail O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. para as pessoas que você conhece. Este também é um dos meios de evangelização, a pedido de nosso saudoso Papa João Paulo II.

- - -
21/01/2018 – Domingo
MINI SERMÃO

SOU CATÓLICO APOSTÓLICO ROMANO – VIVO MINHA FÉ ESCLARECIMENTOS SOBRE ALGUNS PONTOS DA FÉ CATÓLICA. QUEM FUNDOU A IGREJA CATÓLICA APOSTÓLICA ROMANA? A Igreja de Deus foi prefigurada desde a criação do mundo. O Antigo Testamento se refere às alianças de Deus com o justo Abel, com Noé e com Abraão. Dessas alianças, voltadas para a adoração do Criador e para busca da salvação, nasceu a verdadeira comunhão de Deus com os seres humanos. A Igreja Católica foi preparada na história do antigo Israel e na antiga aliança. Segundo São Paulo, ela é herdeira das promessas que Deus fez a Abraão (Gálatas 3, 15-19), pois, a descendência de Abraão não foi segundo a carne, mas segundo a fé. Do Antigo Israel, a Igreja Católica recebeu as Escrituras do Antigo Testamento. O Novo Testamento originou-se, de certo modo, de uma leitura cristológica do Antigo Testamento, pois, é a realização das promessas nele contidas. A Igreja Católica foi fundada por Nosso Senhor Jesus Cristo, através da pregação do Evangelho, o envio dos discípulos em missão, sua paixão, morte e ressurreição e através do envio do Espírito Santo santificador sobre os apóstolos. O Concílio Vaticano II, na sua Constituição Lumen Gentium, sobre a Igreja Católica, fala de atos fundantes da Igreja, realizados pelo Nosso Senhor Jesus Cristo. Atos fundantes da Igreja foram, por exemplo, a convocação dos Doze: A instituição da Eucaristia, a Ressurreição de Nosso Senhor Jesus Cristo e a vinda do Espírito Santo. A Igreja Católica é a comunidade em que o Ressuscitado está presente: “Eis que estou convosco todos os dias, até o fim dos tempos” (Mateus 28, 20). É Nosso Senhor Jesus Cristo que convoca os seus: “Ide, portanto, e fazei discípulos entre todas as nações, batizando-os em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo” (Mateus 28, 19). Paz e Bem! R. Carlos.
Obs. Envie este e-mail
O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. para as pessoas que você conhece. Este também é um dos meios de evangelização, a pedido de nosso saudoso Papa João Paulo II.
- - -

19/01/2018 – Sexta Feira
MINI SERMÃO

SOU CATÓLICO APOSTÓLICO ROMANO – VIVO MINHA FÉ. ESCLARECIMENTOS SOBRE ALGUNS PONTOS DA FÉ CATÓLICA. O CATÓLICO PODE ACEITAR A REENCARNAÇÃO? A reencarnação é a teoria segundo a qual a alma, deixando o corpo após a morte, passaria para outro corpo. A Bíblia ensina que cada pessoa tem uma só existência sobre a terra e que, após essa vida, comparece diante de Deus para ser julgada. Diz a Carta aos Hebreus: “Está determinado que os homens morram uma só vez, e depois vem o julgamento” (Hebreus 9, 27). De fato, Nosso Senhor Jesus Cristo e os Apóstolos não pregaram a reencarnação e sim a ressurreição dos mortos: “Vem a hora em que todos os que estão nos túmulos ouvirão sua voz, e sairão. Aqueles que fizeram o bem ressuscitarão para a vida; e aqueles que praticaram o mal, para a condenação” (João 5, 28-29; João 6, 54; Marcos 3, 29; Marcos 9, 43-48). Da mesma forma, os Apóstolos ensinaram que a ressurreição de Nosso Senhor Jesus Cristo é garantia da nossa ressurreição. (1Coríntios 15, 12-19). A Igreja Católica nos convida a vigiar “constantemente, a fim de que, terminando o único curso de nossa vida terrestre, possamos entrar com Nosso Senhor Jesus Cristo para as bodas e mereçamos ser contados entre os benditos!”. Portanto, a reencarnação é incompatível com a fé Católica. Paz e Bem! R. Carlos.
Obs. Envie este e-mail
O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. para as pessoas que você conhece. Este também é um dos meios de evangelização, a pedido de nosso saudoso Papa João Paulo II.

- - -
18/01/2018 – Quinta Feira
MINI SERMÃO

SOU CATÓLICO APOSTÓLICO ROMANO – VIVO MINHA FÉ. ESCLARECIMENTOS SOBRE ALGUNS PONTOS DA FÉ CATÓLICA. QUEM É O PAPA PARA NÓS CATÓLICOS? O Papa é o sucessor do Apóstolo Pedro, o bispo de Roma que Nosso Senhor Jesus Cristo constituiu como “perpétuo e visível fundamento da unidade”. Como sucessor de Pedro, o Papa conduz a Igreja Católica, a Igreja de Nosso Senhor Jesus Cristo, o Filho de Deus vivo (Mateus 16, 16). Sua autoridade é expressão de amor, a serviço da unidade. Na expressão de Gregório Magno, ele é o “servo dos servos de Deus”. O Papa é o pastor da Igreja Católica. Nosso Senhor Jesus Cristo confiou a Pedro todo o rebanho (João 21, 15-17). Na cidade de Roma, Pedro desempenhou o seu ministério e foi martirizado. Assim, o Papa, com os bispos unidos a ele, conserva o testemunho do martírio de Pedro e também e também de Paulo, sendo o sinal visível da unidade da Igreja Católica. Sua presença expressa e significativa a continuidade da Palavra de Nosso Senhor Jesus Cristo e da Doutrina dos Apóstolos na Igreja Católica, a segurança da fé, da esperança e da caridade. O Papa tem a missão de confirmar toda a Igreja Católica na fé, continuando a mesma tarefa que Nosso Senhor Jesus Cristo confiou a Pedro: “Eu, porém, orei por ti para que tua fé não desfaleça. E tu, uma vez convertido, confirma os teus irmãos” (Lucas 22, 32). O Papa, com os bispos unidos a ele, tem a missão de conservar a Igreja Católica fiel ao Evangelho e ao testemunho dos apóstolos. Todo católico, além de conhecer e viver a Palavra de Deus, e dar testemunho de sua fé em Nosso Senhor Jesus Cristo, de participar da comunidade eclesial, espaço de testemunho, de serviço, de diálogo e de anúncio, ama e respeita o Papa e os bispos como seus legítimos pastores. Ora por ele, e obedece às orientações da Igreja Católica. Paz e Bem! R. Carlos.  Obs. Envie este e-mail O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. para as pessoas que você conhece. Este também é um dos meios de evangelização, a pedido de nosso saudoso Papa João Paulo II.
- - -
17/01/2018 – Quarta Feira
MINI SERMÃO

SOU CATÓLICO APOSTÓLICO ROMANO – VIVO MINHA FÉ. ESCLARECIMENTOS SOBRE ALGUNS PONTOS DA FÉ CATÓLICA. PARA A IGREJA CATÓLICA, O CASAMENTO É SACRAMENTO INDISSOLÚVEL. COMO ENDENDER ISSO? “Radicada na doação pessoal e total dos cônjugues e exigência pelo bem dos filhos, a indissolubilidade do Matrimônio encontra a sua verdade última no desígnio que Deus manifestou na Revelação: Ele quer e concede a indissolubilidade matrimonial como fruto, sinal e exigência do amor absolutamente fiel, que Deus Pai manifesta pelo homem e que Nosso Senhor Jesus Cristo vive para com a Igreja Católica” (Familiaris Consortio, Exortação Apostólica de João Paulo II, sobre a função da família cristã no mundo de hoje, 1981). Em alguns textos, o Novo Testamento trata da indissolubilidade do Matrimônio (Marcos 10, 11; Lucas 16, 18; 1Coríntios 7, 10s; Mateus 5, 13s; Mateus 19, 6). Trata-se de uma indissolubilidade objetiva, derivada do próprio projeto salvífico de Deus e de sua origem de valores, independente de subjetividade dos contraentes; quem contrai o Matrimônio cristão deve sabê-lo de antemão. Nosso Senhor Jesus Cristo assim o diz: “O que Deus uniu o homem não o separe” (Mateus 19, 6). Deste modo, por sua índole mesma, o matrimônio é indissolúvel. A Tradição cristã, desde os princípios séculos, apresenta diversas vozes importantes (Tertuliano, Clemente de Alexandria, Orígenes, Ambrósio e Agostinho) como exemplos favoráveis à indissolubilidade do matrimônio religioso, validamente contraído. No decorrer dos séculos, a doutrina da indissolubilidade foi sempre reafirmada pelos Concílios e pelas declarações pontifícias. Paz e Bem! R. Carlos.
Obs. Envie este e-mail
O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. para as pessoas que você conhece. Este também é um dos meios de evangelização, a pedido de nosso saudoso Papa João Paulo II.

- - -
16/01/2018 – Terça Feira
MINI SERMÃO

SOU CATÓLICO APOSTÓLICO ROMANO – VIVO MINHA FÉ. ESCLARECIMENTOS SOBRE ALGUNS PONTOS DA FÉ CATÓLICA. SE A BÍBLIA DIZ: “QUEM PODE PERDOAR OS PECADOS SENÃO SÓ DEUS?” (Marcos 2, 7). POR QUE CONFESSAR-SE COM O PADRE? Nosso Senhor Jesus Cristo confiou o ministério da remissão dos pecados aos seus discípulos. Antes da Paixão, prometeu a Pedro (Mateus 16, 19) e aos outros apóstolos (Mateus 18, 18) o poder de ligar e desligar na terra e no Céu. Depois da ressurreição, confiou aos onze a faculdade de perdoar ou de reter os pecados (João 20, 21-23). Com o poder das chaves, entregou aos seus ministros a incumbência de ouvir a confissão sacramental dos pecados, habilitando-os, ao mesmo tempo, a absolver ou repreender em seu nome. A confissão aos sacerdotes é atestada por documentos da Igreja Católica já na antiga literatura cristã. Além disso, deve-se considerar que o pecado não é somente um ato que atinge a Deus e ao mesmo pecador; tem profundas consequências para as outras pessoas, para a comunidade dos irmãos. Compreende-se, então, que a remissão concedida por Deus passe pelos ministérios da Igreja Católica, enquanto representante da comunidade eclesial e do próprio Deus. Paz e Bem! R. Carlos.
Obs. Envie este e-mail
O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. para as pessoas que você conhece. Este também é um dos meios de evangelização, a pedido de nosso saudoso Papa João Paulo II.

- - -
15/01/2018 – Segunda Feira
MINI SERMÃO

SOU CATÓLICO APOSTÓLICO ROMANO – VIVO MINHA FÉ. ESCLARECIMENTOS SOBRE ALGUNS PONTOS DA FÉ CATÓLICA. POR QUE A IGREJA CATÓLICA BATIZA CRIANÇAS? A Bíblia não se refere explicitamente ao Batismo de crianças, mas, narra que vários personagens pagãos professaram a fé cristã e se fizeram batizar “com toda a sua casa”: Cornélio, o centurião romano (Atos dos Apóstolos 10, 1s. 24, 44.47s); a negociante Lidia, de Filipos (Atos dos Apóstolos 16, 14s); o carcereiro de Filipos (Atos dos Apóstolos 16, 31-33); Crispo, de Corinto (Atos dos Apóstolos 18, 8); a família de Estéfanas (1Coríntios 1, 16). A expressão “casa” designava o chefe de família com toda a sua família, inclusive as crianças que, certamente, não faltavam naqueles tempos. Portanto, indiretamente, a Escritura sugere o Batismo de crianças. Desde os primeiros séculos, existiram testemunhos diretos a respeito do Batismo de crianças. Santo Agostinho, no século IV, considerou isso inclusive como tradição recebida dos Apóstolos. Recorrendo à Sagrada Escritura e à Tradição, os Papas e Concílios intervieram, muitas vezes, para recordar aos cristãos o dever de batizar os filhos pequeninos. Os pais, quando pedem o Batismo de seus filhos, desejam para eles a vida verdadeira e feliz, mas, não podem garantir este dom durante todo o tempo futuro e desconhecido. Por isso, querem inserir seus filhos na vida divina. E, o fazem por meio do Batismo. Dessa forma, tornam-se os primeiros responsáveis pela educação de seus filhos e afilhados na fé. Paz e Bem! R. Carlos.
Obs. Envie este e-mail
O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. para as pessoas que você conhece. Este também é um dos meios de evangelização, a pedido de nosso saudoso Papa João Paulo II.

- - -
12/01/2018 – Sexta Feira
MINI SERMÃO

SOU CATÓLICO APOSTÓLICO ROMANO – VIVO MINHA FÉ. ESCLARECIMENTOS SOBRE ALGUNS PONTOS DA FÉ CATÓLICA. OS CATÓLICOS ADORAM IMAGENS? Nosso Senhor Jesus Cristo assumiu um verdadeiro corpo humano, por meio do qual Deus invisível se tornou visível. Por essa razão, Nosso Senhor Jesus Cristo pode ser representado e venerado nas santas imagens. N’Ele vemos o rosto humano de Deus e o rosto divino do ser humano. O que Deus no Antigo Testamento proíbe, é fazer imagens para serem adoradas como deuses, em substituição ao Deus único (Êxodo 20, 4). Mas não proíbe fazer outras imagens ((Êxodo 25, 18-20; Números 21, 8-9; Romanos 6, 23-35 e 7, 29). A Bíblia Sagrada mesma diz que Deus fez o homem e a mulher “à sua imagem e semelhança” (Gênesis 1, 26-27). A imagem faz parte da linguagem humana, é representação de alguma pessoa, coisa, ideia. Assim, o desenho de uma flor, as fotos de uma pessoa e a pintura de uma paisagem são imagens. A imagem de Nosso Senhor Jesus Cristo é o ícone por excelência. As outras imagens que representam Nossa Senhora e os santos significam Nosso Senhor Jesus Cristo, que nelas é glorificado. Proclamam a mesma mensagem evangélica que a Sagrada Escritura transmite mediante a palavra e ajudam a despertar e a nutrir a fé dos cristãos. A tradição cristã reconheceu reiteradamente o valor pedagógico e psicológico das imagens, como suportes para a catequese, para a oração e para a evangelização. Numa época em que a comunicação se baseia, sobretudo, em imagens, o uso das imagens cristãs pode ser uma grande contribuição para a evangelização. É claro, porém, que o católico não adora a imagem. O católico adora somente a Deus. Paz e Bem! R. Carlos.
Obs. Envie este e-mail
O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. para as pessoas que você conhece. Este também é um dos meios de evangelização, a pedido de nosso saudoso Papa João Paulo II.
- - -

11/01/2018 – Quinta Feira
MINI SERMÃO

SOU CATÓLICO APOSTÓLICO ROMANO – VIVO MINHA FÉ. ESCLARECIMENTOS SOBRE ALGUNS PONTOS DA FÉ CATÓLICA. COMO ENTENDER A DOUTRINA DAS INDULGÊNCIAS? A doutrina e a prática das indulgências na Igreja Católica estão estreitamente ligadas aos efeitos do sacramento da Penitência (Catecismo da Igreja Católica nº 1471). “Indulgência é a remissão, diante de Deus, da pena temporal devida aos pecados já perdoados quanto à culpa, que o fiel cristão, devidamente disposto e em certas e determinadas circunstâncias, alcança por meio da Igreja Católica, a qual, como dispensadora da redenção, distribui e aplica, com autoridade, o tesouro das satisfações de Nosso Senhor Jesus Cristo e dos santos. A indulgência é parcial ou plenária, conforme libera total ou parcialmente da pena devida pelos pecados”. “Qualquer fiel cristão pode alcançar indulgências parciais ou plenárias para si mesmo ou aplicá-las aos defuntos, como sufrágio” (Código de Direito Canônico nº 994). As indulgências existem porque o pecado grave nos priva da comunhão com Deus e, consequentemente, nos torna incapazes da vida eterna. Esta privação se chama pena eterna do pecado. Por outro lado, todo pecado, mesmo venial, acarreta um apego prejudicial e exige purificação, quer nesta vida, quer depois da morte, no estado chamado purgatório. Esta purificação liberta o fiel cristão da chamada pena temporal do pecado que permanece mesmo após a confissão sacramental e a obtenção do pecado. Obras de misericórdia, caridade, orações e práticas de penitência podem produzir a graça da indulgência parcial ou total. Ao conferir as indulgências, a Igreja Católica, que recebeu de Nosso Senhor Jesus Cristo o poder de ligar e desligar, intervém em favor dos cristãos, abrindo-lhes os tesouros dos méritos de Nosso Senhor Jesus Cristo e dos santos, para obter do Pai Celestial a remissão das penas temporais devidas aos pecados. Paz e Bem! R. Carlos.
Obs. Envie este e-mail
O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. para as pessoas que você conhece. Este também é um dos meios de evangelização, a pedido de nosso saudoso Papa João Paulo II.

- - -
10/01/2018 – Quarta Feira
MINI SERMÃO

SOU CATÓLICO APOSTÓLICO ROMANO – VIVO MINHA FÉ. ESCLARECIMENTOS SOBRE ALGUNS PONTOS DA FÉ CATÓLICA. OS SANTOS INTERCEDEM POR NÓS JUNTO A DEUS? Todos nós que vivemos na graça de Deus estamos em comunhão com Deus. Somos ramos vivos da videira (João 15, 5), membros vivos do Corpo de Nosso Senhor Jesus Cristo. Por isso, estamos unidos também entre nós, numa ligação invisível, mas real (Romanos 12, 4-5). É uma comunhão no amor. Podemos rezar por alguém, ou pedir que alguém reze e interceda por nós, porque estamos ligados a Nosso Senhor Jesus Cristo e, n’Ele, aos irmãos. Da mesma forma, podemos pedir a um santo canonizado que interceda por nós junto a Nosso Senhor Jesus Cristo. Gozando da intimidade com Deus, certamente ele intercederá por nossas intenções, para que o Reino de Deus se realize (Marcos 6, 33). Por outro lado, a intercessão dos justos, sobretudo dos que alcançaram a plenitude (Gênesis 18, 22-32), pode obter as graças espirituais e materiais para aqueles que necessitam conseguir a plenitude da Redenção (Romanos 8, 29). Trata-se de uma comunhão em que, os santos, em virtude de sua caridade, não podem deixar de orar por quem não está ainda na Pátria Celeste, mas a caminho. Paz e Bem! R. Carlos.
Obs. Envie este e-mail
O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. para as pessoas que você conhece. Este também é um dos meios de evangelização, a pedido de nosso saudoso Papa João Paulo II.
- - -

09/01/2018 – Segunda Feira
MINI SERMÃO

SOU CATÓLICO APOSTÓLICO ROMANO – VIVO MINHA FÉ. ESCLARECIMENTOS SOBRE ALGUNS PONTOS DA FÉ CATÓLICA. O QUE É CULTO (VENERAÇÃO) DOS SANTOS? Nosso Senhor Jesus Cristo é a cabeça do Corpo, que é a Igreja Católica, cujos membros são todos os cristãos. Existe entre a Cabeça (Nosso Senhor Jesus Cristo) e o Corpo (cristãos), uma comunhão de vida, assim como os cristãos entre si. Os santos são membros do Corpo Místico de Nosso Senhor Jesus Cristo, nos quais a Redenção alcançou a plenitude dos seus frutos. Terminadas as peregrinações terrestres, plenamente compenetrados pelo amor de Nosso Senhor Jesus Cristo e configurados com Ele, os santos gozam atualmente da visão de Deus face a face. Conscientes desta verdade, os cristãos, desde os princípios séculos, entendendo que esta nova situação não cancela a comunhão e a solidariedade, começaram a venerar santos como modelos e como intercessores em favor daqueles que ainda peregrinam pelas estradas deste mundo. Na perfeição dos santos, em primeiro lugar, os católicos adoram, louvam e bendizem a obra do Criador e Redentor, a expressão perfeita de sua sabedoria e vitória. O culto aos santos desperta, nos que estão em estado de peregrinação, o desejo de chegarem à Jerusalém celeste, onde já se encontram os bem-aventurados. Paz e Bem! R. Carlos.
Obs. Envie este e-mail
O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. para as pessoas que você conhece. Este também é um dos meios de evangelização, a pedido de nosso saudoso Papa João Paulo II.

- - -
08/01/2018 – Segunda Feira
MINI SERMÃO

SOU CATÓLICO APOSTÓLICO ROMANO – VIVO MINHA FÉ. ESCLARECIMENTOS SOBRE ALGUNS PONTOS DA FÉ CATÓLICA. O QUE É CANONIZAÇÃO DOS SANTOS? Canonização é o reconhecimento definitivo pelo qual a Igreja Católica declara que alguém, que viveu exemplarmente a fé, participa da glória celeste, prescrevendo que lhe seja prestada a veneração pública. Uma pessoa não é santa porque a Igreja Católica a canoniza, mas, a Igreja Católica a canoniza porque ela é santa. A Igreja Católica, pelo Magistério solene e universal do Papa, reconhece a santidade dos seus membros e filhos. Desde os princípios tempos, a Igreja Católica cultuava os mártires e os confessores da fé. O heroísmo da fé, o ardor da caridade e das outras virtudes dos discípulos de Nosso Senhor Jesus Cristo e amigos de Deus, reconhecidos pelas pessoas que conviviam com eles, ocasionavam a proclamação espontânea da santidade destes cristãos. Eram bispos, monges, missionários, fundadores de conventos e mosteiros, pais e mães de família, jovens. Até o século VI, bastava o reconhecimento da comunidade cristã para que se desse início ao culto. Com o tempo, a Igreja Católica exigiu um procedimento mais detalhado e a canonização passou a ser feita pelo Papa. Com a canonização de alguém, a Igreja Católica nos propõe exemplos de vida e nos mostra que todos nós somos chamados a corresponder plenamente ao chamado de Deus a sermos santos, como ele é Santo (Mateus 5, 48). Os santos são discípulos exemplares de Nosso Senhor Jesus Cristo e ajudam seus irmãos a conhecerem os caminhos do Evangelho e da imitação de Nosso Senhor Jesus Cristo. Participamos da Igreja Católica que apesar das muitas falhas de seus filhos, é santa e tem em seu seio verdadeiros heróis da fé e do amor, pessoas como nós, que estão na glória de Deus e que intercede por nós. Paz e Bem! R. Carlos.
Obs. Envie este e-mail
O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. para as pessoas que você conhece. Este também é um dos meios de evangelização, a pedido de nosso saudoso Papa João Paulo II.

- - -
06/01/2018 – Sábado
MINI SERMÃO

SOU CATÓLICO APOSTÓLICO ROMANO – VIVO MINHA FÉ. ESCLARECIMENTOS SOBRE ALGUNS PONTOS DA FÉ CATÓLICA. O QUE SIGNIFICA SER SANTO? No Evangelho de São Mateus, encontramos estas palavras de Nosso Senhor Jesus Cristo: “Sede perfeitos, assim como vosso Pai celestial é perfeito” (Mateus 5 ,48). Deus é o único santo (Levítico 19, 2). Também o apóstolo Pedro nos exorta: “Como é santo aquele que vos chamou, tornai-vos santos, também vós, em todo vosso proceder” (1Pedro 1, 15). Pelo Batismo, recebemos a graça de Deus e a Santíssima Trindade vem habitar em nós. Somos templos do Espírito Santo e devemos conservar sempre Deus em nós, abrindo-nos sempre mais a Ele, deixando que sua graça nos transforme (2Coríntios 6, 16). Assim, vamos todos nos assemelhando cada vez mais ao Deus Santo. Isto é certamente fruto de nosso esforço, mas é, sobretudo, dom da graça do Espírito Santo. Deus é amor. Ser santo é, portanto, viver o amor puro a Deus e aos irmãos. Jesus mesmo falou que os “benditos de seu Pai” são aqueles que, por causa d’Ele, fazem o bem a todos os necessitados (Mateus 25, 34-40). O martírio constitui o cume da santidade, porque faz do cristão um seguidor de Nosso Senhor Jesus Cristo, até o ponto de entregar a vida e deixar derramar o sangue como testemunho por Ele. Santos são, enfim, todos aqueles que vivem o Evangelho e se encontram na casa do Pai Celestial. Paz e Bem! R. Carlos.
Obs. Envie este e-mail
O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. para as pessoas que você conhece. Este também é um dos meios de evangelização, a pedido de nosso saudoso Papa João Paulo II.

- - -
05/01/2018 – Sexta Feira
MINI SERMÃO

SOU CATÓLICO APOSTÓLICO ROMANO – VIVO MINHA FÉ. ESCLARECIMENTOS SOBRE ALGUNS PONTOS DA FÉ CATÓLICA. POR QUE CHAMAMOS A MÃE DE NOSSO SENHOR JESUS CRISTO DE NOSSA SENHORA? NÃO EXISTE APENAS UM SENHOR? A palavra Senhor, na linguagem cotidiana, é usada como um tratamento respeitoso, dado a algumas pessoas, como aos pais, professores, autoridades. Na Idade Média, São Bernardo, vendo como cada “senhor” apresentava sua “senhora”, recordou que Nosso Senhor Jesus Cristo nos deu uma “senhora” para amparar a todos. Desde então, Maria Santíssima é chamada de “Nossa Senhora”. Trata-se de um título da devoção popular. A Mãe de Nosso Senhor Jesus Cristo, com toda certeza, merece esse respeito e, por isso, a designamos comumente como Senhora, sem qualquer  conotação do sentido especialmente bíblico do termo Senhor. Na Sagrada Escritura, este termo tem um sentido muito maior. Senhor é o nome próprio para designar o Deus de Israel, desde que se revelou a Moisés como Iavê, “aquele que é”, traduzindo na versão grega dos livros do Antigo Testamento por Kyrios, “Senhor”. No Novo Testamento, Nosso Senhor Jesus Cristo é chamado Senhor por aqueles que d’Ele se aproximam com respeito e confiança em seu poder de ajuda e de cura. Nos encontros com Nosso Senhor Jesus Cristo Ressuscitado, o termo Senhor aparece como expressão de adoração: “Meu Senhor e meu Deus” (João 20, 28). Por ser “de condição divina” (Filipenses 2, 6), Nosso Senhor Jesus Cristo é o Senhor, digno do mesmo poder, hora e glória devido ao Pai Celestial. Ele é o Senhor da vida e da história. A Ele a Igreja Católica invoca: “Amém, vem Senhor Jesus!” (Apocalipse 22, 20). O nome Senhor indica, portanto, a sabedoria divina. Quem confessa ou invoca Nosso Senhor Jesus Cristo como Senhor demonstra que crê em Sua divindade. “Ninguém pode dizer que Jesus é o Senhor a não ser no Espírito Santo” (1 Coríntios 12, 3). Paz e Bem! R. Carlos.
Obs. Envie este e-mail
O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. para as pessoas que você conhece. Este também é um dos meios de evangelização, a pedido de nosso saudoso Papa João Paulo II. 
- - -

04/01/2018 – Quinta Feira
MINI SERMÃO

SOU CATÓLICO APOSTÓLICO ROMANO – VIVO MINHA FÉ. ESCLARECIMENTOS SOBRE ALGUNS PONTOS DA FÉ CATÓLICA. POR QUE DIZEMOS QUE MARIA SANTISSIMA É A MÃE DA IGREJA CATÓLICA APOSTÓLICA ROMANA? Maria Santíssima foi escolhida de modo especialíssimo por Deus para cooperar em Seu plano de salvação do gênero humano. Foi chamada a ser a Mãe do Redentor Nosso Senhor Jesus Cristo e respondeu a este apelo com seu “sim” (Lucas 1, 38). O Evangelho nos mostra como Ela está presente junto a seu filho Nosso Senhor Jesus Cristo, indicando-lhe a ocasião para que Ele realizasse seu primeiro milagre, nas bodas de Caná. Por esse milagre, seus discípulos chegaram à fé em Nosso Senhor Jesus Cristo (João 2, 11). Foi junto à cruz, porém, que Maria Santíssima recebeu a missão de ser a mãe dos discípulos de Nosso Senhor Jesus Cristo. Ao tornar-se mãe do discípulo amado (João 19, 26). Ela se torna, por extensão, mãe de todo aquele que se faz discípulo de Nosso Senhor Jesus Cristo e membro de seu Corpo que é a Igreja Católica Apostólica Romana e, portanto, Mãe da Igreja Católica Apostólica Romana. Por isso, Ela ficou junto aos discípulos, rezando com eles à espera do Espírito Santo (Atos dos Apóstolos 1, 14). Esta Sua missão não passou. Até a segunda vinda de Nosso Senhor Jesus Cristo, a consumação do Reino de Deus, Maria Santíssima continua realizando seu papel de mãe amorosa da Igreja Católica Apostólica Romana e de cada um de seus filhos. Paz e Bem! R. Carlos.
Obs. Envie este e-mail
O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. para as pessoas que você conhece. Este também é um dos meios de evangelização, a pedido de nosso saudoso Papa João Paulo II.

- - -
03/01/2018 – Quarta Feira
MINI SERMÃO

SOU CATÓLICO APOSTÓLICO ROMANO – VIVO MINHA FÉ. ESCLARECIMENTOS SOBRE ALGUNS PONTOS DA FÉ CATÓLICA. NOSSO SENHOR JESUS CRISTO TEVE IRMÃOS? SUA MÃE TEVE OUTROS FILHOS? Em sete textos do Novo Testamento são mencionados os “irmãos” de Nosso Senhor Jesus Cristo (Mc 6, 3; Mc 3, 31-35; Jo 2, 12; Jo 7, 2-10; At. 1, 14; Gl 1, 19; 1Cor 9, 5). Segundo Mc 6, 3 eles se chamavam Simão, Tiago, José e Judas. O episódio da peregrinação, aos doze anos, quando os pais não deixariam o lar por quinze dias com filhos pequenos (Lc 2, 41-42) e o episódio da entrega da mãe a João, aos pés da cruz, seriam incompreensíveis se Nosso Senhor Jesus Cristo tivesse outros irmãos em casa (Jo 19, 26). O termo irmão supõe um contexto linguístico pobre de palavras: a palavra aramaica “irmão” podia indicar não somente os filhos dos mesmos pais, mas, também os primos ou parentes mais distantes. Com efeito, Tiago e José, “irmãos de Jesus” (Mc 13, 55), são filhos de outra Maria, discípula de Jesus (Mt 28, 1). Que eles sejam chamados de irmãos não é uma novidade do novo Testamento; a expressão indicadora de um parentesco próximo já se encontra no Antigo Testamento (Gn 13, 8; 14, 16; 29, 15). A partir destes dados, a Igreja Católica sempre entendeu que Maria não teve outros filhos. Jesus foi o Filho único de Maria, n’Ela concebido pelo poder do Espírito Santo. (Mt 1, 20). Paz e Bem! R. Carlos.
Obs. Envie este e-mail
O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. para as pessoas que você conhece. Este também é um dos meios de evangelização, a pedido de nosso saudoso Papa João Paulo II.

- - -
02/01/2018 – Terça Feira
MINI SERMÃO

SOU CATÓLICO APOSTÓLICO ROMANO – VIVO MINHA FÉ. ESCLARECIMENTOS SOBRE ALGUNS PONTOS DA FÉ CATÓLICA. POR QUE DIZEMOS QUE MARIA SANTISSIMA É A MÃE DE DEUS? A Igreja Católica crê e estima que Maria Santíssima é verdadeiramente Mãe de Deus, porque Ela é a Mãe do Filho Eterno de Deus, Nosso Senhor Jesus Cristo, feito  homem. Os Evangelhos a denominam como “a Mãe de Nosso Senhor Jesus Cristo” (João 2, 1; 19, 25). Desde antes do nascimento de seu Filho, Ela é chamada “Mãe do meu Senhor” (Lucas 1, 43). E o anjo anunciou a Maria que o filho que nasceria d’Ela seria “santo, Filho de Deus” (Lucas 1, 31-35). Maria Santíssima não gerou o Deus criador, mas, gerou e deu à luz Nosso Senhor Jesus Cristo, que é homem e Deus. Homem por ter nascido da carne de Maria Santíssima; Deus por ter a natureza divina. Por isso, é realmente o Filho de Deus e, consequentemente, Maria pode se chamada “Mãe de Deus”. Falando assim, afirmamos nossa fé na divindade de Nosso Senhor Jesus Cristo e confessamos que aquele que nasceu de Maria Santíssima é um só ser, humano e divino; é o Filho de Deus que se fez homem. A fórmula “Maria, Mãe de Deus” preserva uma das verdades mais fundamentais da fé, a verdade da Encarnação e a maneira como Deus realizou a redenção do gênero humano. Como os Padres da Igreja Católica diziam, o Verbo de Deus se fez homem para que a humanidade fosse divinizada. Paz e Bem! R. Carlos.
Obs. Envie este e-mail
O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. para as pessoas que você conhece. Este também é um dos meios de evangelização, a pedido de nosso saudoso Papa João Paulo II.
- - -

01/01/2018 – Segunda Feira
MINI SERMÃO

SOU CATÓLICO APOSTÓLICO ROMANO – VIVO MINHA FÉ. ESCLARECIMENTOS SOBRE ALGUNS PONTOS DA FÉ CATÓLICA. POR QUE OS CATÓLICOS VENERAM A VIRGEM MARIA? Porque Deus a escolheu para ser a Mãe de seu Filho, Nosso Senhor Jesus Cristo. O amor e a veneração pela Mãe do Filho de Deus Encarnado já são mencionados no Evangelho; ela mesma disse: “Todas as gerações me chamarão bem-aventurada” (Lucas 1, 48). Demonstramos nosso amor à Virgem Maria de várias formas: a) nas festas que a Igreja Católica celebra em seu louvor; b) quando rezamos o Rosário, contemplando Nosso Senhor Jesus Cristo com Maria Santíssima; c) quando nos dirigimos a Ela pedindo seu auxílio, rezando com amor a “Ave Maria” (Lucas 1, 28-42); d) quando colocamos nossa vida sob sua proteção materna. Adoramos somente a Deus. A Maria Santíssima dedicamos especial amor, a imitação, o respeito e a confiança que seu próprio Filho, Nosso Senhor Jesus Cristo, lhe dedicou. Ela é a criatura que está mais próxima do Senhor. Ela é a primeira criatura plenamente glorificada, sinal concreto da eficácia da salvação de Nosso Senhor Jesus Cristo na nossa humanidade. Venerar Maria Santíssima significa professar nossa fé na poderosa realização da Páscoa de Nosso Senhor Jesus Cristo em nós, criaturas e filhos. Ela se interessa por nós, ama-nos como a filhos queridos, pois o próprio Nosso Senhor Jesus Cristo nos confiou a Ela: “Mulher, eis o teu filho” (João 19, 26). Temos especial carinho por Maria Santíssima, em obediência a Nosso Senhor Jesus Cristo e por fidelidade ao evangelho: “Filho, eis aí tua mãe” (João 19, 27). Por isso podemos dirigirmo-nos a Ela confiando-nos à sua intercessão materna em todas as nossas necessidades. Nosso Senhor Jesus Cristo mesmo mostrou como lhe agradava a intercessão de Maria quando, por ocasião das Bodas de Caná, a pedido d’Ela, realizou o primeiro sinal (João 2, 1-11). Quanto mais assemelhados a Nosso Senhor Jesus Cristo, tanto mais os cristãos devem nutrir os sentimentos de veneração e estima filial que Nosso Senhor Jesus Cristo nutria para com a sua mãe Maria Santíssima. Paz e Bem! R. Carlos.
Obs. Envie este e-mail
O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. para as pessoas que você conhece. Este também é um dos meios de evangelização, a pedido de nosso saudoso Papa João Paulo II.

- - -
30/12/2017 – Sexta Feira
MINI SERMÃO

SOU CATÓLICO APOSTÓLICO ROMANO – VIVO MINHA FÉ. A VIDA NOVA EM NOSSO SENHOR JESUS CRISTO. A SEXUALIDADE E AMOR HUMANO. As muitas opiniões existentes no campo da Moral desafiam o católico a ter uma visão correta e uma vivência cristã da sexualidade. Este tema não pode ficar excluído da vida nova em Nosso Senhor Jesus Cristo. Na Palavra de Deus e nas orientações da Igreja Católica, ele encontra uma ética da sexualidade capaz de dar significado profundo a esta rica realidade humana e também capaz de orientar o seu comportamento rumo à sua realização como pessoa. A vivência da sexualidade não pode ser excluída da vida moral, nem ficar à imagem da fé. Diante da tendência crescente de fazer da sexualidade um objeto, uma mercadoria a ser desfrutada segundo a liberdade e o interesse de cada um, o católico é chamado a reconhecer a dignidade desta dimensão humana. Diante da violência, do uso e da banalização do sexo e das relações entre as pessoas, o católico é chamado a viver sua sexualidade iluminado pela fé e sustentado pela graça, num processo de conversão permanente que envolve toda a existência, a caminho da vida plena, imagem do Homem Novo, Nosso Senhor Jesus Cristo. A visão católica da sexualidade afirma a igual dignidade do homem e da mulher, exigindo a superação de formas de dominação, que desrespeitam o ser humano, e a rejeição de qualquer manifestação de violência e exploração sexual. A maneira de viver a moral matrimonial e familiar, no dia a dia, depende de como são entendidos o casamento e a família. À luz da fé, o casamento é um sacramento da Igreja Católica, e jamais pode ser visto como mero contrato entre um homem e uma mulher. A conduta do casal depende desta compreensão do Matrimônio como Sacramento. Afirmar que o Matrimônio é sacramento significa reconhecer que o amor que une homem e mulher no casamento tem seu sentido mais profundo em Deus, e não pode ser reduzido a um simples fato natural, ou acontecimento social. O Matrimônio, como sacramento assumido e celebrado na Igreja Católica, é sinal visível do próprio amor de Deus, da aliança de amor fiel, perene e fecundo, entre Deus e seu povo, da união inseparável entre Nosso Senhor Jesus Cristo e a Igreja Católica. Deus ama sempre e para sempre, de modo fiel: na alegria e na tristeza, na saúde e na doença. Ama gerando vida e educando; seu amor é criador e fecundo. Assumir e viver o Matrimônio significa assumir o compromisso de amar como Deus ama: um amor que nunca se acaba e que sustenta a fidelidade e o compromisso de gerar a vida dos filhos com responsabilidade, educando-os para a experiência da fé. O Matrimônio, ao unir o homem e a mulher numa aliança inseparável de amor e de fidelidade, é a base da família, cuja importância na vida social precisa ser mantida e aprofundada. O amor conjugal não se fecha sobre si, mas, se abre para a geração dos filhos. A Igreja Católica pede aos esposos uma atitude de fecundidade responsável na transmissão da vida. Isto significa não apenas procriar, mas, acima de tudo, acolher os filhos e cuidar deles com amor e educá-los na fé. Daí, a exigência do planejamento familiar, conforme as orientações da Igreja Católica, que é sinal de maternidade e de paternidade responsáveis. A convivência da família católica deve ser marcada pela prática do amor, que tem suas expressões no amor matrimonial, no afeto paternal e maternal e no amor fraterno; o amor se expressa no diálogo e respeito mútuo, no exercício do perdão e na solidariedade. Seu alimento deve ser a oração, a leitura e escuta da Palavra de Deus e a participação na vida da Igreja Católica. O autêntico amor conjugal tem sua fonte em Deus, que é Amor. O amor que une o casal católico não depende apenas do seu compromisso e dos seus esforços. A graça de Deus está presente de modo eficaz, e não apenas simbólico, na celebração litúrgica e na experiência do dia a dia da família, sustentando o compromisso de amor e fidelidade, em meio aos muitos desafios. Em síntese, o católico é chamado a viver uma “vida nova”, no seguimento de Nosso Senhor Jesus Cristo, seguindo seu exemplo e seus ensinamentos. A lei moral está sintetizada nos Dez mandamentos, que por sua vez se ressumem no “mandamento maior” do amor a Deus e ao próximo, como Nosso Senhor Jesus Cristo nos ensinou. A vida e o comportamento moral são consequências de nossa fé e abrangem a vida pessoal, familiar e social. O católico é chamado a testemunhar no mundo a força da vida em Nosso Senhor Jesus Cristo, colaborando na construção de um mundo novo à imagem do Reino de Deus, à luz da justiça, da fraternidade e da paz. Paz e Bem! R. Carlos.
Obs. Envie este e-mail
O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. para as pessoas que você conhece. Este também é um dos meios de evangelização, a pedido de nosso saudoso Papa João Paulo II.

- - -

08/03/2018 – Quinta Feira
MINI SERMÃO. SOU CATÓLICO APOSTÓLICO ROMANO – VIVO MINHA FÉ Liturgia Diária – nº 1. Nosso primeiro encontro: Caríssimos, acostumados a tantas facilidades no mundo de hoje, temos dificuldade em crer que esta vida cômoda possa um dia ter fim. Nosso Senhor Jesus Cristo vem a nós para nos dizer que tudo isso passa e precisamos viver sobre valores que valham à pena e sejam duradouros. Nos Salmos 118, 151 está escrito: “Estais perto, Senhor, e todos os vossos caminhos são verdadeiros”. A segurança do justo está em Deus, e a fidelidade a Ele é garantia de vida e de paz. A escuta e as vivências de suas Palavras nos asseguram a conquista do Reino e a vitória final. Lemos também em Isaías 26, 2-4: “Abri as portas para que entre um povo justo, cumpridor da palavra, firme em seu propósito; e tu lhe conservarás a paz, porque confia em ti. Esperai no Senhor por todos os tempos, o Senhor é a rocha eterna.” Nos Salmos 117, 118 está escrito: “Bendito é aquele que vem vindo em nome do Senhor! 1º: Dai graças ao Senhor, porque ele é bom! Eterna é a sua misericórdia! É melhor buscar refúgio no Senhor do que pôr no ser humano a esperança; é melhor buscar refúgio no Senhor do que contar com os poderosos desde mundo! 2º: Abri-me vós, abri-me as portas da justiça; quero entrar para dar graças ao Senhor! Sim, esta é a porta do Senhor, por ela só os justos entrarão! Dou-vos graças ó Senhor, porque me ouvistes e vos tornastes para mim o salvador! 3º: Ó Senhor, dai-nos a vossa salvação; ó Senhor, dai-nos também prosperidade! Bendito seja, em nome do Senhor, aquele que em seus átrios vai entrando! Desta casa do Senhor vos bendizemos. Que o Senhor e nosso Deus nos ilumine. Caríssimos, em Isaias 55, 6 lemos: “Busque o Senhor, vosso Deus invoque-o, enquanto está perto!” No Evangelho de São Mateus 7, 27-31 Nosso Senhor Jesus Cristo diz: “Nem todo aquele que me diz: Senhor, Senhor entrará no Reino dos Céus, mas o que põe em prática a vontade de meu Pai que estás nos Céus. Portanto, quem ouve as minhas Palavras e as põe em prática é como um homem prudente, que construiu sua casa sobre a rocha. Caiu a chuva, vieram as enchentes, os ventos deram contra a casa, mas, a casa não caiu, porque estava construída sobre a rocha. Por outro lado, quem ouve estas minhas Palavras e não as põe em prática é como um homem sem juízo, que construiu sua casa sobre a areia. Caiu a chuva, vieram as enchentes, os ventos sopraram e deram contra a casa, e a casa caiu, e sua ruína foi completa!” Façamos nossas preces: Nosso Senhor Jesus Cristo, vinde iluminar a caminhada missionária da Santa Igreja Católica Apostólica Romana. Vinde sustentar nossa luta pela superação da miséria. Vinde nos ajudar no combate à AIDS e ao preconceito. Vinde fortalecer nossa comunidade na vivência fraterna. Caríssimos, Vivamos neste mundo com justiça e piedade, esperando a feliz esperança e o advento da glória de nosso grande Deus. (Tito 2, 12). Paz e Bem! R. Carlos.
Obs. Envie este e-mail O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. para as pessoas que você conhece. Este também é um dos meios de evangelização, a pedido de nosso saudoso Papa João Paulo II.

- - -

Rodolfo Carlos de Siqueira

Free business joomla templates