Curso de Datilografia

Roteiro de aulas práticas

Este é um método que ensina o aluno de datilografia a dominar a máquina de escrever. Com poucas horas de aula, o aluno será capaz de digitar textos como: trabalhos de aula, cartas, ofícios, contratos, certidões...

De preferência, começar numa máquina de datilografia
e depois passar para o teclado do computador
Posicionar os dedos: dedo mínimo no A, dedo anular no S, mínimo no D, indicador no F e no G; indicador da mão direita no J e H, médio no K, anular no L e mínimo no ; - os dois polegares, na barra de espaço.

1.ª LIÇÃO
asdf çlkj asdf çlkj asdf çlkj asdf çlkj asdf çlkj asdf çlkj asdf çlkj
asdf çlkj asdf çlkj asdf çlkj asdf çlkj asdf çlkj asdf çlkj asdf çlkj
asdf çlkj asdf çlkj asdf çlkj asdf çlkj asdf çlkj asdf çlkj asdf çlkj
(No teclado do micro, o ç é substituído pelo ; . Então fica:)
asdf ;lkj asdf ;lkj asdf ;lkj asdf ;lkj asdf ;lkj asdf ;lkj asdf ;lkj

Nota: digitar o texto acima pelo menos 50 vezes = 50 linhas

2.ª LIÇÃO
fdsa jklç fdsa jklç fdsa jklç fdsa jklç fdsa jklç fdsa jklç fdsa jklç

3.ª LIÇÃO
asdfg çlkjh asdfg çlkjh asdfg çlkjh asdfg çlkjh asdfg çlkjh asdfg

4.ª LIÇÃO
gfdsa hjklç gfdsa hjklç gfdsa hjklç gfdsa hjklç gfdsa hjklç gfdsa

5.ª LIÇÃO
asdfgf çlkjhj asdfgf çlkjhj asdfgf çlkjhj asdfgf çlkjhj asdfgf çlkjhj

6.ª LIÇÃO
çlkdsa fgfjhj çlkdsa fgfjhj çlkdsa fgfjhj çlkdsa fgfjhj çlkdsa fgfjhj

7.ª LIÇÃO
glad asd alça ass half glass ask hall hag add flag ash falk glad

8.ª LIÇÃO
alfa alça çala salada jaka alda faça kafa falsas salsas jafa alfa

9.ª LIÇÃO
açsldkfjgh açsldkfjgh açsldkfjgh açsldkfjgh açsldkfjgh açsldkfjgh

10.ª LIÇÃO
a fada fala da ala da sala
a jaça das adagas falsas
as kajadadas dadas da fada
a salada da alfafa das fadas safadas

11.ª LIÇÃO
aqswdefrgt çplokijuhy aqswdefrgt çplokijuhy aqswdefrgt

12.ª LIÇÃO
qwert poiuy qwert poiuy qwert poiuy qwert poiuy qwert poiuy

13.ª LIÇÃO
qwefg poijh qwefg poijh qwefg poijh qwefg poijh qwefg poijh

14.ª LIÇÃO
qwejh poifg qwejh poifg qwejh poifg qwejh poifg qwejh poifg


15.ª LIÇÃO
apçq swlo apçq swlo apçq swlo apçq swlo apçq swlo

16.ª LIÇÃO
asdfrftgt çlkjujyhy asdfrftgt çlkjujyhy asdfrftgt çlkjujyhy

17.ª LIÇÃO
asdrt çlkuy qwefg poijh asdrt çlkuy qwefg poijh

18.ª LIÇÃO
argft çuhjy argft çuhjy argft çuhjy argft çuhjy

19.ª LIÇÃO
teu fui ser larguei posou era aderirdes surto foste façais

20.ª LIÇÃO
alde file asia kase çafe ski sei feds fiel leal seja kity

21.ª LIÇÃO
fidelidade aldeia idade falida lealdade totalidade querido

22.ª LIÇÃO
o rato roeu a roupa do rei
quero o quadro do lado esquerdo da porta
o diretor estuda a fisiologia e histologia
eu quero todas as rosas da quadra do sol

23.ª LIÇÃO
azsxdcfvgb ç:l.k,jmhn azsxdcfvgb ç:l.k,jmhn

24.ª LIÇÃO
azç:sxl.dck,fvjmgbhn azç:sxl.dck,fvjmgbhn

25.ª LIÇÃO
aqzswxdecfrvgtb çp:lo.ki,jumhyn

26ª LIÇÃO
aqzçp:swxlo.decki,frvjumgtbhyn

27ª LIÇÃO
zxcfg :.,jh asd:., çlkzxc zxcfg :.,jh asd:., çlkzxc

28ª LIÇÃO
zxcpoi asd:., çlkqwe fgjh tfyjtu

29ª LIÇÃO
aqza çp:ç swxs lo.l decd ki,k frvf jumj gtbg hynh

30ª LIÇÃO
asdvb çlkmn asdvb çlkmn asdvb çlkmn asdvb çlkmn

31ª LIÇÃO
axcfg ç.,,jh axcfg ç.,,jh axcfg ç.,,jh axcfg ç.,,jh axcfg ç.,,jh

32ª LIÇÃO
queijo quebradiço quarentena petisqueira gaguejar gafieira

33ª LIÇÃO
outubro xerife zinco xisto verdade ver bular talco perfume

34ª LIÇÃO
o xereta fazia zigue e zague com o automotor
o xerife xepeiro dançava xaxado e maxixe
a aranha arranha a jarra, a jarra a aranha arranha

35ª LIÇÃO
ALFABETO ABCDEFGHIJKLMNOPQRSTUVWXYZÇ

36ª LIÇÃO
Aa Bb Cc Dd Ee Ff Gg Hh Ii Jj Kk Ll Mm Nn Oo Pp Qq Rr Ss Tt Uu Vv Ww Xx Yy Zz Çç

37ª LIÇÃO
abcdefghijklmnopqrstuvwxyzç abcdefghijklmnopqrstuvwxyzç

38ª LIÇÃO
Aptidão Condição Sacristãos Cristãos Anões Não Pães Leões

39ª LIÇÃO
Após Baú Será Bancário Notório Promissório Idéia Memória Tórax

40ª LIÇÃO
Japonês Mecânico Ônibus Contêm Fêmur Côncavo Ônix Você Dendê

41ª LIÇÃO
À saúde À glória Mére Frére À oposição Pére À história

42ª LIÇÃO
23456 $0987 23456 $0987 23456 $0987 23456 $0987

43ª LIÇÃO
2$30495867 2$30495867 2$30495867 2$30495867

44ª LIÇÃO
as456 çl987 as456 çl987 as456 çl987 as456 çl987

45ª LIÇÃO
asd4f5g6 çlk9j8h7 asd4f5g6 çlk9j8h7 asd4f5g6 çlk9j8h7

46ª LIÇÃO
4,6 litros ou 4,65 1. 6m, 5dm e 4 cm, 6,54m, 7 metros, 8 dec.

47ª LIÇÃO
a2s3d4f5g6 ç$l0k9j8h7 a2s3d4f5g6 ç$l0k9j8h7

48ª LIÇÃO
aq2çp$sw3lo0de4ki9fr5ju8gt6hy7 aq2çp$sw3lo0de4ki9fr5ju8gt6hy7

49ª LIÇÃO
234567890 234567890 234567890 234567890

50ª LIÇÃO
Hoje Valdete quis fazer um roubo à caixa e fugir no jeep willys


51ª LIÇÃO
SERÃO ESTES 100 ESPELHOS OS MELHORES JUÍZES DE SUA PRÓPRIA SILHUETA?

52ª LIÇÃO
Mão-de-obra; Secretário-Geral; Datilógrafo-Copista; Sexta-Feira.

53ª LIÇÃO
Qüinquagenário - Freqüentador - Pingüim - Subseqüente

54ª LIÇÃO
Texto livre

55ª LIÇÃO
Ofício

56ª LIÇÃO

AS PLANTAS SENTEM?
Todas as manhãs, Dona Corina descia a escada que dava para o jardim e ia regar sua roseira.
- Bom dia, minha roseira, dizia ela.
- Bom dia, Dona Corina, parecia responder planta.
- Como você é linda! Que botões maravilhosos!
A roseira se requebrava ao vento.
E sem esperar resposta, Dona Corina deixava cair sobre ela uma chuva de pingos.
Um dia, Corina encontrou a roseira quebrada.
- Pobrezinha, como deve ter sofrido, gemi ela.
Vocês acham Dona Corina louca? As plantas sentirão dor?
O pesquisador americano Cleve Beckster fez várias experiências com plantas, usando um detector de emoções.
Certa vez, encheu um vaso de água e dentro colocou uma planta.
O aparelho assinalou reação de conforto do vegetal. Mas, quando uma de suas folhas foi queimada por um fósforo aceso, os gráficos assinalaram reações de dor e de medo.
Os cientistas, em várias partes do mundo, fazem investigações, tentando provar que as plantas têm sentimentos como nós.

57ª LIÇÃO

MÃE
Mãe é como árvore, já repararam?
É acolhedora, tranqüila, segura, presa firmemente
ao solo, ao mesmo tempo que espalha, os quatro ventos,
a galharia fresca, a copa verdejante.
Mãe é repouso e sossego.
Quando a gente está cansada, ou triste, ou desiludida,
ou desanimada, ela nos reconforta cobrindo-nos com a sua
sombra e o farfalhar de suas folhas.
O mundo é uma floresta de mães.
Mães novas e mães velhas.
Mães magras e mães gordas.
Mães enrodilhadas de tanto sofrer
Mães na pujança da seiva e do vigor.
Floresta enorme, bem trançadinha de
mil segredos, com riachos, com lagoas, pirilampos,
rouxinóis, pardais e sabiás.
Floresta de mães, trançada com os mil
segredos da ternura e do bem-querer.
A mãe quando morre é uma árvore
que tomba. É uma clareira que se abre. Clareira
batida de Sol, de vento, de tempestade, de mil
medos e temores que inquietam o coração do filho.
Vida de filho sem mãe é solidão e
isolamento.
É saudade doída daquela árvore tão verde,
tão copada, tão fresca.
É vida sozinha
na floresta vazia!...

58ª LIÇÃO

A NAMORADA DA LUA
Apinajé era uma indiazinha que gostava de olhar para o céu.
Achava a Lua maravilhosa e pensava:
- Será um pote de leite?
- Será uma cabaça de mel?
- Será um bolo para Apinajé?
Ficava horas inteiras olhando a Lua e chegava a dar pulos par o r, pensando em alcançá-la.
Se ralava aipim, pensava na Lua.
Se tecia balainhos, pensava na Lua.
Depois cantava:
"Lua - lua - lua - luá
Leva Apinajé e ajuda a criá."
Uma noite, Apinajé viu o disco luminoso refletido nas águas do rio. Não teve dúvidas. Atirou-se à correnteza e desapareceu.
A Lua se compadeceu da índia menina. Trouxe seu corpo para a superfície e o transformou em uma flor da cor do luar.
Foi assim que nasceu a vitória-régia, a linda flor que flutua nas águas do rio Amazonas


Lilian Sholes, cujo o nome é lembrado cada 30 de setembro, dia da secretária, foi a primeira mulher a trabalhar com máquina de escrever realmente prática. Aconteceu a 03 de setembro de 1872.
O dia 1º de maio de 1878 assinala o início do trabalho das duas primeiras datilógrafas que a história registra, ao menos na Inglaterra. Foram contratadas pelo governo inglês e trabalhavam em uma sala isolada, fora do alcance dos olhares dos demais empregados, e obrigadas a se vestirem com grande simplicidade, sem decotes e de mangas compridas.

59ª LIÇÃO (Teste de rapidez)

O mundo vive, nos dias atuais, totalmente dependente da energia. O ser humano, no decorrer dos séculos, deixou de usar a sua própria energia para usar a dos animais e, atualmente, depende quase integramente da energia inanimada para um grande número de setores de atividade.

60ª LIÇÃO (Teste de rapidez)

De maneira alguma deve o principiante preocupar-se com o tempo a gastar na execução dos exercícios. Deve preocupar-se com a correção dos mesmos, porquanto a rapidez será adquirida com o tempo e com prática. Lembre-se, sempre, de que é preferível escrever lenta mas corretamente, a datilografar uma página toda em poucos minutos, crivando-a porém, de erros.

61ª LIÇÃO (Teste de rapidez)

Estética significa beleza. A estética é muito importante num trabalho datilográfico, pois ela reflete o bom gosto e o senso de organização que se pretende oferecer à pessoa que irá ler esse trabalho.

62ª LIÇÃO (Teste de rapidez)

Cheque ao portador é o cheque que não indica o nome do recebedor. Qualquer pessoa que estiver de posse dele poderá retirar, na agência bancária em que o emitente mantém a conta, a importância nele especificada.

63ª LIÇÃO (Teste de rapidez)

Se você não estiver alcançado a velocidade prevista no exercício, procure verificar ual a causa disso. Veja se você precisa retornar aos exercícios da 2ª parte ou a 1ª. Se precisar de orientação, procure o seu orientador.

64ª LIÇÃO (Teste de rapidez)

Para aumentar a velocidade dos dedos sobre as teclas da máquina, é preciso datilografar com todos os dedos ou, pelo menos 9 deles. É preciso também datilografar sem tirar os olhos do texto que vai ser copiado e que fica sobre a mesa, ao lado da máquina.

65ª LIÇÃO (Teste de rapidez)

Duplicata. É um título de crédito emitido pelo comerciante do mesmo valor global e vencimento da fatura, depentente sempre de uma venda mercantil a prazo.
A duplicata e a Nota Promissória, muitas vezes confundidas, diferem entre si. A duplicata é uma compra. Já a Nota Promissória é uma promessa de pagamento independente de qualquer contrato de compra e venda.

66ª LIÇÃO (Teste de rapidez)

Muitas vezes, para linhar um texto na margem direita, a pessoa que datilografa costuma utilizar o ponto, hífen, a barra inclinada , o apóstrofo ou qualquer outro sinal para preencher os vazios que ocorrem no final das linhas. Esses procedimentos leva a apresentar um trabalho sem estética. Lembre-se de que datilografia é uma arte. Evite, pois utilizar-se desse artifício.